Home > Dicas de viagem > Intercâmbio de férias: 7 dicas para planejar o seu!

Intercâmbio de férias: 7 dicas para planejar o seu!

Poder passar um tempo fora do país de origem, fazendo um curso, trabalhando ou em um voluntário é o sonho de muita gente. Mas a maioria acha que essa alternativa só é válida se o tempo de permanência for de 6 meses em diante. Nada disso! Hoje, vamos te mostrar que fazer um intercâmbio de férias é super indicado, sendo uma experiência que pode transformar a sua vida!

Um mês pode realmente não ser o período que sempre desejou, mas pode sim ser muito eficiente! Se seu objetivo for aprender uma nova língua, por exemplo, é claro que você não vai sair fluente, mas imagine o quanto vai progredir se fizer um curso intensivo por quatro semanas? Garantimos que será gratificante.

Existem muitos motivos para se fazer um intercâmbio e, mesmo que ele seja curto, as experiências que você terá vão aumentar e muito a sua bagagem cultural. É uma forma de aprimorar seu currículo, conhecer novas pessoas, novos costumes, ampliar horizontes e dar uma espairecida!

Intercâmbio de férias: pra onde ir?

Foi-se o tempo em que intercâmbio bom era apenas nos Estados Unidos. Hoje em dia é possível fazer todos os tipos de curso em qualquer lugar do mundo. Quer exemplos? Malta é uma belíssima ilha no meio do mar mediterrâneo e que está atraindo cada vez mais estudantes, assim como Austrália, Nova Zelândia e Japão.

Quer ir para a Europa, mas não para os lugares tradicionais como Irlanda e Inglaterra? Procure pelos países do Leste Europeu. Eles são ótimos lugares, seguros, tranquilos e, de bônus, alguns estão fora da zona do Euro, tonando-os opções bem mais em conta.

Quer um lugar mais pertinho? Já pensou em melhorar o espanhol e fazer um voluntariado no Chile? E que tal um curso de cinema em Buenos Aires? E no México, já pensou? Amplie seus horizontes, pense fora da caixa. O seu destino dos sonhos pode estar mais perto do que você imagina!

É possível trabalhar em um intercâmbio de férias?

É muito comum o intercambista exercer atividade remunerada durante o período de permanência no destino. Além de render uma graninha, isso ajudará a treinar o idioma local, conhecer pessoas novas e a intensificar a imersão cultural.

Se esse é um dos seus principais intuitos, saiba que cada país tem sua própria legislação quando se fala em trabalho temporário para estrangeiros. Por isso, é preciso ficar de olho e pesquisar muito bem antes de bater o martelo. Muitos países, como é o caso do Canadá e da Austrália, não permitem que estudantes de qualquer curso – seja de idiomas ou outra área – com duração inferior a 3 meses, trabalhem.

Essa questão também está diretamente ligada ao visto de estudante. No caso de intercâmbio de férias (período de um mês), poucos países irão exigir esse documento, já que você irá passar menos de 90 dias por lá. Por isso mesmo, como contamos acima, será mais complicado ser aceito em alguma atividade remunerada, mas não desanime! Se informe diretamente com o Consulado do país de sua escolha.

Agora, se o seu foco é, de alguma forma, ter uma experiência fora da sala de aula, se joga nos programas de voluntariado. Seja para a América do Sul, África ou até mesmo Europa, as oportunidades são muitas! Há a possibilidade de cuidar de animais, dar aulas para crianças e até ensinar surf e skate! Você não será remunerado por isso, mas, em troca, vai trazer muito amor na bagagem e terá uma verdadeira oportunidade de se transformar em todos os aspectos.

Intercâmbio de férias: programe o seu em 7 passos!

Ficou convencido? Temos a certeza de que a resposta é “sim”! Agora, siga os 7 passos que preparamos pra você se planejar. Mas, antes, fique de olho em um item básico para a maioria das viagens fora do Brasil, principalmente para os EUA e Europa: o passaporte! Já tem o seu? Te ensinamos a emitir o documento aqui.

1 – Defina o objetivo do intercâmbio

O que te move a buscar essa experiência? Faça essa pergunta por diversas vezes. Pode ser aprender uma nova língua, um curso de especialização e até ir em busca de um propósito maior. Independente da sua escolha, tenha em mente que muitos países estão preparados para essa demanda, oferencendo os chamados “Cursos de férias”. Esses curtos são curtos, intensivos e abrangem vários temas como moda, design, marketing, línguas e por aí vai.

2 – Escolha o destino do intercâmbio de férias

Escolher a cidade e o país certo fará toda a diferença! Leve em consideração os itens abaixo:

  • o que você gosta de fazer;
  • seu objetivo;
  • a temperatura;
  • a valorização da moeda em relação ao real;
  • o idioma local;
  •  proximidade com outros destinos bacanas, assim , você também poderá conhecer mais lugares em apenas uma viagem!

3 – Busque informações (o máximo que puder!)

Após a definição do objetivo e destino, pesquise o máximo que puder! Olhe em sites, blogs e canais no Youtube especializados no assunto. Por falar nisso, você já conhece o nosso canal? Compartilhamos, semanalmente, vídeos de roteiros dentro do Brasil e também mundo afora! Clique aqui e inscreva-se!

4 – Avalie todas as possibilidades e encaixe a viagem no seu orçamento

Você topa dividir o quarto com mais 4 pessoas, quer ficar sozinho ou prefere ficar na casa de uma família local? É nesse momento que você vai avaliar todas as opções existentes como, por exemplo, as vantagens e desvantagens de cada tipo de hospedagem mencionadas acima. Dessa maneira, você irá programar os seus gastos dentro do que você poderá arcar durante o intercâmbio de férias.

5 – Hora de fechar hospedagem + curso de férias e organizar os documentos

Nessa etapa, após avaliar todas as opções de hospedagem e cursos (seja de língua ou outras áreas), você irá fechar todos os contratos, confirmar o pagamento e incluir os comprovantes na lista de documentos necessários para a viagem. Nesse momento, também é importante verificar se o destino pede cartão internacional de vacinação e a contratação de um seguro viagem (item que acreditamos ser de suma importância).

6 – Compre as passagens aéreas

Agora que todas as pesquisas já foram feitas, a hospedagem foi escolhida e roteiro montado, fique de olho nas passagens aéreas. Não tem muita regra sobre isso, já que é necessário acompanhar os valores diariamente.

Tente, se possível, adquirir os seus bilhetes com antecedência. Deixar essa questão para ser resolvida em cima da hora é um risco. Pode ser que apareça uma super promoção? Pode! Mas nada é garantido.

Dica: como você já sabe, o Passagens Imperdíveis monitora os melhores preços de aéreos para todos os quatro cantos do mundo! Para acompanhar as promos em tempo real, baixe o nosso aplicativo. Ele é gratuito e está disponível para Android, IOS e Windows Phone. Assim, suas chances de aproveitar as oportunidades irão aumentar!

7 – Faça as malas e vá viver o seu intercâmbio de férias!

Agora é só, literalmente, arrumar as malas e embarcar! Vá de forma leve, sem muita bagagem. Assim, você não paga por excessos e pode circular, com mais facilidade, pelos destinos próximos ao seu. Para saber o que pode ou não levar na mala de mão, clique aqui! Também temos um conteúdo super bacana sobre as novas regras de bagagem, esse texto também irá te auxiliar muito.

Por aqui, ficaremos na torcida para que o seu intercâmbio de férias seja lindo e que você volte com muitas experiências – não só profissionais, mas também de vida! Enjoy!