Home > Dicas de viagem > Viajar para a Europa: visto, passaporte e demais documentos

Viajar para a Europa: visto, passaporte e demais documentos

Viajar para a Europa é um sonho mais que possível, principalmente se você tem o nosso aplicativo, que é gratuito e te notifica em tempo real sobre as melhores ofertas! Assim, depois de comprar as passagens aéreas, o próximo passo é organizar os documentos.

Paris

Paris, na Europa, é a cidade mais visitada do mundo! | Foto: Passagens Imperdíveis

Então, nesse momento, surge a dúvida: para entrar no velho continente é necessário visto? Os países europeus exigem o Cartão Internacional de Vacinação ou Profilaxia?

Os questionamentos podem ser muitos, mas estamos aqui para te ajudar! Então, para facilitar, utilize também o menu abaixo e vá direto às suas principais questões:

Essa será a sua primeira viagem internacional? Então, baixe, gratuitamente, o nosso guia sobre o assunto!

Passaporte brasileiro

O primeiro item de todo viajante internacional é o passaporte brasileiro. Assim, esse é o documento obrigatório para, praticamente, todos os destinos no exterior.

Lembrando que, países na América do Sul não exigem o passaporte para a entrada de brasileiros e você pode embarcar apenas com o seu RG. Mas, sempre é válido ter um carimbo a mais, não é mesmo?

Atualmente, com valor atualizado em julho de 2019, é necessário pagar uma taxa de R$ 257,25. Após o pagamento e a apresentação dos documentos, a Polícia Federal entregará o seu passaporte em uma média de 7 dias úteis.

Para ver o passo a passo dessa solicitação, acesse o nosso conteúdo sobre o assunto.

#DicaPI: fique sempre de olho na validade do seu passaporte, que é de 10 anos após a emissão. O documento só é aceito se estiver dentro do prazo.

Visto de turismo europeu: é necessário?

Muito é perguntado sobre o visto europeu para turismo. Ele existe? A boa noticia é: brasileiros, que irão viajar para a Europa (exceto o Reino Unido, explicamos no fim desse tópico) por até 90 dias, não necessitam de nenhum tipo de autorização.

Países parte do Espaço de Schengen seguem essa diretriz. Mas, outros locais como Reino Unido, Irlanda e Rússia, que estão fora do tratado, também adotaram essa facilidade.

“Mas, PI, eu li que brasileiros precisarão de autorização prévia para turismo na Europa. Como irá funcionar?”. Isso é verdade. De fato, em julho de 2018, o Parlamento Europeu aprovou um novo sistema de viagens para turistas de cerca de 60 nacionalidades.

A novidade será implantada em 2021 e funcionará da seguinte maneira: antes de viajar à Europa, será necessário o preenchimento de um formulário eletrônico com informações pessoais, documentos da viagem e indicação do destino.

A autorização será válida por até três anos e o valor será de 7 euros. Porém, menores de 18 anos e maiores de 70 anos terão isenção da taxa.

Importante: O Reino Unido, por estar em processo de saída da União Europeia (UE), não entrará no acordo citado acima, até então.

Além disso, Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte fornecem um visto, de até 180 dias de duração, logo na imigração. Para saber mais sobre esse processo, clique aqui.

Lisboa europa

Lisboa, em Portugal, é um dos destinos mais amados pelos brasileiros | Foto: Passagens Imperdíveis

Seguro Viagem

O seguro viagem, para viajar para a Europa, é obrigatório por causa do Tratado de Schengen. Independente disso, é muito importante ter esse suporte, afinal, nunca sabemos o que poderá acontecer.

Para isso, fique atento às exigências: você deve contratar um plano que possua cobertura mínima de 30 mil euros para despesas médicas e hospitalares, ok?

Geralmente, para facilitar a nossa vida de viajante, as próprias seguradoras já oferecem serviços com esse foco. Você irá esbarrar com dominações como “Viagem Europa”. Daí, é só ver qual a cobertura e preço irá se adaptar às suas necessidades.

Escolha feita e apólice recebida? Imprima e leve com você! Esse documento poderá ser solicitado na imigração. Também é válido andar com ele durante todos os passeios que fizer durante a sua viagem.

Para fazer a sua cotação, clique aqui.

Importante: mesmo países, como a Rússia e a Irlanda, que não fazem parte do Tratado de Schengen exigem o seguro viagem. Então, sempre faça a sua consulta prévia.

Cartão Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP)

A maioria dos países europeus não exigem o Cartão Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Mas, dependendo do seu destino, como é o exemplo de Malta, o documento será obrigatório.

O CIVP informará às autoridades internacionais que você foi vacinado contra doenças epidêmicas, como é o caso da febre amarela. Ele é solicitado de forma gratuita, tanto presencialmente quanto de forma online.

Então, a nossa dica é aproveitar tanta facilidade para já ter o seus em mãos, independente das exigências da viagem.

Temos um conteúdo completo sobre o CIVP. Não deixe de ler e já correr atrás do seu!

Comprovantes de hospedagem ou Carta-convite

É provável – e isso acontece em muitos casos – que o agente imigratório peça para ver o seu comprovante ou reserva de hospedagem. Caso fique na casa de um amigo ou parente, é necessário a apresentação de uma carta-convite.

Pode parecer, em um primeiro momento, um pouco assustador. Mas garantimos que é algo tão simples como respirar! Acredite.

Abaixo, vamos dar algumas dicas para a produção de uma carta-convite, que deve ser escrita à mão pelo anfitrião.

  • O documento deve conter os dados do anfitrião: nome, documento de identidade, nacionalidade, profissão, endereço da residência e contato de telefone e e-mail;
  • O anfitrião deve residir, de forma legal, no destino;
  • Indique, também, na carta-convite, os dados do(s) visitante(s): nome, número do passaporte, nacionalidade, profissão, endereço no Brasil;
  • Apresente o objetivo da viagem. Se for a trabalho, a carta deve ser escrita, também à mão, pelo responsável da empresa, apresentando as informações da mesma;
  • Mencione o vínculo do relacionamento: amigo, familiar, funcionário;
  • Indique o período da viagem de forma correta, apresentando o dia da chegada e da saída;
  • Caso o anfitrião seja o responsável por todos os seus gastos durante a estadia, o mesmo terá que registrar a questão na carta-convite;
  • Sobre o item acima, se você for o responsável pelos seus custos durante a viagem, também registre e, de preferência, anexe o seu extrato bancário e dados de cartão de crédito internacional;
  • Peça para o anfitrião enviar a carta pelos Correios, se houver tempo hábil. Se não houver, peça para que o documento seja enviado, de forma escaneada, por e-mail e imprima.
Londres Europa

Já se imaginou tirando uma selfie nas cabines de Londres? | Foto: Passagens Imperdíveis

Passagem aérea de retorno

Talvez, peçam para ver a sua passagem de retorno. Isso não é uma regra, mas vale já se preparar para tal pedido.

Por isso, imprima o comprovante da compra ou reserva do bilhete aéreo e leve-o com você. Em alguns destinos, isso acontece pelo grande fluxo de pessoas que entram no país de maneira ilegal sem, realmente, terem a intenção de um retorno dentro do período de 90 dias.

Viajar para a Europa, com passagens aéreas e pacotes em promoção, ficou mais fácil!

Para acompanhar as nossas ofertas, é só seguir a gente nas redes sociais (InstagramFacebook e Twitter) e baixar o nosso aplicativo gratuito. Também estamos no Youtube, com dicas e roteiros completos para as suas próximas viagens!