Home > Dicas de viagem > Certificado Internacional de Vacinação: saiba para que serve e como tirar o seu!

Certificado Internacional de Vacinação: saiba para que serve e como tirar o seu!

Quando se fala em documentação para viajar, logo pensamos no passaporte e no visto, exigido em alguns destinos. Contudo, outro documento também é importante, pois é obrigatório em certos países: o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Por isso, explicaremos tudo o que precisa saber sobre ele!

#DicaPI: o passaporte é obrigatório em praticamente todas as viagens internacionais. Veja como emitir o seu em 7 passos!

O que é o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP)

Na prática, o CIVP é uma espécie de carteirinha internacional de vacinação. Por meio dela, você prova às autoridades de imigração que está devidamente vacinado contra diversas doenças.

A grosso modo, o objetivo dessa “carteirinha” é prevenir a entrada de doenças no país de destino e/ou o contágio do visitante por uma enfermidade local.

Isso porque nem sempre uma população é resistente a certos agentes infecciosos (vírus, bactérias, etc.) que os estrangeiros podem trazer. Desse modo, ao comprovar que os visitantes estão imunizados – exigindo o CIVP –, evitam-se até epidemias, como a da temida febre amarela.

#CuriosidadePI: os antigos povos sul-americanos, dizimados pela chegada dos europeus, sofreram mais pelas doenças do que pela violência “tradicional”.

Por que emitir seu CIVP?

Em alguns países, é obrigatória a apresentação do CIVP. Caso contrário, você simplesmente não pode seguir viagem. Essa é a importância do seu Certificado Internacional de Vacinação. A China, por exemplo, além de pedir visto chinês de turista, exige o certificado.

Desse modo, além cuidar da sua saúde no seu país de origem, contribui para conhecer o mundo com mais tranquilidade. É por isso que, mesmo não sendo exigido o CIVP, recomendamos a emissão do documento.

#DicaPI: programando a primeira visita ao exterior? Siga este guia de viagem internacional para iniciantes.

Quem deve emitir o CIVP?

Brasileiros e estrangeiros vacinados no Brasil que viajarão para algum país que exige o Certificado Internacional de Vacinação. Nesse sentido, crianças a partir de 9 meses já precisam do documento.

Como verificar os países que exigem o CIVP?

É fato que varia constantemente a lista de países em que o CIVP é obrigatório. Por isso, ao escolher seu próximo destino, consulte o site da Anvisa e/ou do respectivo consulado/embaixada. Assim, terá informações oficiais e atualizadas.

Ademais, estão detalhadas as informações específicas sobre saúde, ou seja, o site informa mais do que um simples “sim” ou “não” para a exigência do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia. Nesse site da Avisa, os países cuja primeira letra tem acento, como “África do Sul”, estão no final da lista.

É sempre bom, além do site da Anvisa, contatar a respectiva embaixada/consulado, principalmente quando o país não tiver informações cadastradas.

#DicaPI: os Estados Unidos não pedem o CIVP, mas exigem a emissão do visto americano.

Atenção à vacina contra febre amarela

Para os brasileiros, os países costumam exigir a vacina contra febre amarela mais do que outras doenças. Ainda assim, deve-se ficar sempre de olho não só na exigência de vacina contra febre amarela, mas também de outras.

Ainda sobre a febre amarela, atenção para o prazo mínimo de 10 dias para a vacina fazer efeito. Logo, alguns países podem barrar a entrada caso tenha se vacinado num prazo menor do que 10 dias antes da  viagem. Sendo assim, programa-se para tirar seu CIVP desde já!

Já que o primeiro passo para obter o CIVP é, de fato, tomar as vacinas, esclareceremos algumas dúvidas sobre a de febre amarela.

#DicaPI: a Tailândia é um dos países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação devido à febre amarela. Em nosso voo para a capital Bangkok, precisamos apresentar esse documento.

Validade da vacina contra a febre amarela

Em 2014, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu que uma única dose da vacina contra a febre amarela oferece imunidade para a vida toda. Por isso, desde 2016, o CIVP vale para sempre. O campo onde tinha a data de validade hoje recebe a palavra “life”, que significa “vida”.

Desse modo, mesmo que você já tenha o Certificado Internacional de Vacinação antes de 2016, não precisa renová-lo.

A dose fracionada dá direito ao CIVP?

Quem tomou a vacina fracionada da febre amarela não pode tirar o Certificado Internacional de Vacinação. Portanto, precisa tomar a dose única para emitir o documento.

Para conferir se a dose foi a única ou a fracionada, verifique no seu cartão de vacinas (o comum, nacional). Ao constatar que a sua foi a fracionada, vá algum posto do SUS ou clínica particular para tomar nova vacina contra a febre amarela.

#DicaPI: além das vacinas, outra forte recomendação ao viajar é fazer um seguro viagem.

E quem não pode se vacinar, como faz?

Sem problemas, pois apesar de não conseguir emitir o Certificado Internacional de Vacinação, você poderá emitir um atestado de isenção da vacina.

A própria Anvisa disponibiliza um modelo de atestado. Assim, você deve levá-lo a um médico de sua confiança para que ele avalie seu caso e assine o documento.

Este são os grupos que não podem tomar a vacina contra febre amarela:

  • Crianças menores de 9 meses de idade
  • Mulheres amamentando crianças menores de 6 meses de idade
  • Pessoas com alergia grave ao ovo
  • Pessoas que vivem com HIV e que têm contagem de células CD4 menor que 350
  • Pessoas em tratamento com quimioterapia/radioterapia
  • Pessoas com doença autoimune
  • Pessoas submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a defesa do corpo)

Além dos casos mencionados, pode ser que a pessoa tenha alergia à vacina por algum outro motivo. Logo, cabe ao médico avaliar a contraindicação e, se for necessário, assinar o atestado de isenção.

CIVP para outras vacinas

Além da vacina contra febre amarela, pode-se emitir o CIVP para outras, conforme a exigência do país:

  • Meningite meningocócica
  • Poliomelite

Como explicado à frente, na segunda etapa da solicitação, você pode escolher a vacina para a qual deseja o certificado.

Como obter o Certificado Internacional de Vacinação

Até 29 de janeiro de 2019, era necessário ir pessoalmente a um Centro de Orientação para a Saúde do Viajante. Agora todo o processo de emissão do CIVP é on-line, da solicitação à emissão. Portanto, você só precisará sair de casa para tomar as vacinas (afinal, é isso que o documento comprovará!).

O serviço também é gratuito. Posto isso, um resumo do passo a passo:

  1. Complete o seu cartão de vacinas (faça isso mesmo que não vá viajar!)
  2. Solicite no Portal de Serviços do governo federal (necessário cadastro)
  3. Imprima o CIVP

1 – Completando o cartão de vacinas

Vá a algum posto de saúde ou clínica particular, levando o seu cartão de vacinas, e tome as doses necessárias. Lembre-se, principalmente, da de febre amarela.

2 – Solicitando no Portal de Serviços

Ao acessar o Portal de Serviços do governo federal, cadastre-se, se for o caso, ou entre com seu usuário e senha. Para se cadastrar, informe seu CPF, nome e e-mail.

Estes são os documentos necessários para emitir o CIVP on-line:

  • Número do CPF
  • Documento de identidade (foto ou arquivo digitalizado)
  • Comprovante nacional de vacinação (foto ou arquivo digitalizado)

Procure tirar fotos bem claras e definidas, cujo conteúdo seja legível, afinal a Anvisa precisa ler os seus dados!

No site, você encontrará estas telas:

  1. Cadastro no portal

cadastro no portal de serviços do brasil

  1. Solicitação do CIVP

site para solicitar certificado internacional de vacina

  1. Preenchimento dos seus dados

cadastro de informações emissão CIVP online

  1. Anexo do documento de identidade (depois de enviar, clique no botão “Adicionar dados na tabela”; pode enviar a foto da sua Carteira Nacional de Habilitação – CNH -)

anexo de documento solicitacao certificado internacional de vacina online

  1. Preenchimento dos dados da vacina

cadastro vacina CIVP online

  1. E-mail de confirmação do pedido (caso não apareça, confira sua caixa de spam)

email anvisa tirar civp

  1. E-mail com o CIVP em anexo (formato PDF) e orientações para imprimi-lo

civp email anexo

  1. Cabeçalho do certificado Internacional de Vacinação pronto, ainda antes de imprimir

certificado internacional de vacinacao exemplo

3 – Imprimindo o Certificado Internacional de Vacinação

Após o envio da documentação, a Anvisa analisará e responderá em até 5 dias úteis. A resposta chegará no seu e-mail, tanto se o pedido for aprovado quanto reprovado. Desse modo, aguarde o retorno e siga as eventuais novas solicitações, caso tenha algum problema no processo.

O arquivo ficará disponível para impressão sempre que necessário, uma vez que sua validade é vitalícia.

Com essa facilidade, mesmo que perca o CIVP no exterior, poderá reimprimi-lo. Mas se você já havia tirado presencialmente e perder o seu, procure o consulado brasileiro no país para que te ajudem a emitir a 2ª via.

#DicaPI: dependendo do estado em que você mora, também é possível solicitar on-line sua Permissão Internacional para Dirigir (PID).

Importante: De acordo com o retorno que tivemos da Anvisa, a solicitação do CIVP pela internet será para todos, não havendo a necessidade de comprovação de viagem. Manteremos esse post atualizado com novas informações.

Ainda será possível emitir o CIVP presencialmente?

A resposta é sim, afinal pode acontecer de o sistema de emissão on-line ficar fora do ar, por exemplo. Daí, siga estas orientações:

  • Para agilizar o atendimento, você pode realizar um pré-cadastro no site da Anvisa
  • Pegue seu CPF, carteira de identidade/CNH e cartão de vacinas atualizado (lembre-se sempre de tomar as vacinas antes!)
  • Vá à unidade de emissão do CIVP mais próxima de você (lista completa)
  • Apresente a documentação e receba na hora o CIVP

Observe que alguns locais exigem agendamento prévio por telefone ou, ainda, cadastro no site da Anvisa. Sendo assim, confira antes de ir.

Como comprar passagem aérea barata

Você já vai economizar no transporte (porque agora é on-line) e na emissão do CIVP (que é grátis). Mas por que não economizar, também, ao comprar sua passagem aérea? Com isso, sobrará mais dinheiro para se divertir na sua viagem!

Para ficar sabendo de promoções de passagens aéreas e aproveitá-las na hora, siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito.

Dessa forma, você receberá notificações em tempo real de passagens aéreas promocionais e conseguirá comprá-las antes que acabem!

Certificado Internacional de Vacinação on-line e promoções de passagens aéreas na palma da mão? Viajar está mais fácil do que nunca!