Home > Dicas de viagem > Guia de Viagem para Iniciantes: destinos internacionais

Guia de Viagem para Iniciantes: destinos internacionais

Vai viajar para fora do Brasil pela fora primeira vez e bateu aquele desespero sobre como se organizar? Preparamos um guia de viagem para iniciantes que, com certeza, vai te auxiliar em todos os momentos!

guia de viagem para iniciantes

Guia de Viagem para Iniciantes: tirando o sonho do papel

Se o seu sonho é viajar pelo mundo, é preciso começar por algum destino, certo? E o primeiro passo é comprar a sua passagem (com a gente, claro!).  É por esse  item que vamos começar, passando pela emissão do passaporte, visto, seguro viagem e até dicas de roteiro.

Passagens aéreas: como comprar a sua

Por mais simples que seja comprar passagens aéreas, existem alguns truques que podem te ajudar a conseguir voos bem mais baratos e, assim, garantir uma graninha extra para, quem sabe, comer naquele restaurante estrelado!

A primeira delas é baixar o aplicativo do Passagens Imperdíveis e acompanhar, em primeira mão e em tempo real, as promoções que publicamos t-o-d-o-s os dias.

Faça o seu download gratuitamente!

Feito isso, abra a sua mente e pense nas alternativas abaixo:

Compre sua passagem aérea com antecedência

Ainda é a melhor dica para conseguir valores em conta. Claro que pode acontecer de sair alguma promoção logo para o próximo mês, mas isso é a exceção, ok? Então, programe-se!

Também seja, na medida do possível, flexível em relação às datas da viagem. Dessa maneira, você conseguirá encontrar voos mais baratos. Exemplo: você quer viajar em um domingo, mas há um preço bem menor para saídas na terça-feira.

Seja flexível em relação a datas e locais de partida

Vamos continuar falando sobre flexibilidade nas datas no nosso Guia de Viagem para Iniciantes? Pense que você tem a oportunidade de escolher quando vai ter férias. Esse é o seu caso?

Então opte por viagens fora de temporada e, além de pagar menos pelos bilhetes aéreos, você também irá encontrar hotéis e pousadas com diárias menores.

Acreditamos que já deu pra entender que a tal da flexibilidade vale ouro, né? Vamos a mais uma dica que envolve esse item. Você mora no Rio de Janeiro, mas há saídas mais baratas de São Paulo. Compre! Em 90% das vezes, esse deslocamento valerá muito a pena. Acredite e faça as contas!

Inscreva-se em programas de fidelidade e acumule pontos. Mesmo um viajante iniciante já pode acumular milhas em programas voltado para esse intuito. Assim que você comprar a sua passagem aérea, pesquise o que a cia aérea em questão tem a oferecer.

Passaporte: tem que ter!

O mundo é grande e você vai precisar de um passaporte para conhecê-lo. Esse é um dos principais itens do Guia de Viagem para Iniciantes.

Mesmo para países que não exigem o documento, como a Argentina, indicamos que já viaje com o seu. Por quê? Ter carimbos irá ajudá-lo em imigrações mais complicadas, como é o caso dos EUA e alguns países europeus.

O processo de emissão do passaporte é feito pela Polícia Federal e a solicitação é online. Atualmente, a taxa a ser paga (GRU) é de R$ 257,25 – dados atualizados em Março de 2019. A apresentação da GRU quitada é opcional, mas indicamos que leve a mesma, juntamente com a documentação exigida.

Para saber detalhes, leia o conteúdo “Como tirar o seu passaporte em 7 passos“.

Visto + visto americano

A maioria dos países do globo, devido a diversos acordos internacionais, não exigem visto para viajantes brasileiros. Porém, em alguns casos, o visto é essencial até mesmo para você conseguir embarcar. Se você for para os EUA, por exemplo, esse item é obrigatório.

Por isso, vamos falar mais sobre ele nesse tópico: o visto de turista para os EUA é emitido através do Consulado Americano no Brasil, localizado em Brasília, Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e Porto Alegre.

A taxa cobrada é de $160 e é preciso preencher um formulários específico e apresentar com uma lista de documentos no dia da entrevista.

Para saber detalhes de como ter um visto americano para chamar de seu, clique aqui e leia o conteúdo que preparamos sobre o assunto.

Seguro viagem: esteja protegido em qualquer parte do mundo

Não caia na cilada de pensar que nada vai acontecer com você em uma viagem internacional. Por mais que o pensamento positivo impere, lembre-se do velho ditado que sua mãe repetia: “uma pessoa prevenida vale por duas!”.

O seguro viagem, mesmo se não for obrigatório para o destino da sua escolha, será a sua segurança em tempo integral, desde uma bagagem extraviada até algum acidente mais grave e que seja necessário atendimento médico.

Aqui,  te contamos detalhe sobre essa facilidade!

Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia

Pegando gancho no item acima, vamos falar sobre mais um documento que irá te proteger durante a sua tão sonhada viagem:  o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia.

O CIVP é uma carteirinha de vacina que comprova, internacionalmente, sua imunidade para as principais doenças contagiosas que oferecem riscos de epidemias. No caso do Brasil, hoje a mais falada é a da Febre Amarela.

Em casos de países que exijam a CIVP, a ausência do documento pode significar ser barrado na imigração do destino. Por isso, é importante ficar atento ao período mínimo de imunização, que costuma ser de 10 dias, como é o caso da Febre Amarela, a 6 semanas.

Não precisa se desesperar! Para conseguir o seu CIVP, primeiramente você precisa se vacinar e guardar o comprovante.

Depois, basta procurar um Centro de Orientação para a Saúde do Viajante e solicitar a emissão do seu documento. São mais de 80 centros espalhados pelo Brasil e você pode conferir mais detalhes no texto que preparamos sobre o assunto!

Ah, você também poderá solicitar o documento pela internet, de qualquer lugar do mundo e receber pelo seu e-mail. Leia mais no link que deixamos no parágrafo acima.

Febre Amarela

Como esta tem sido uma das doenças mais recorrentes no Brasil, e temida por todo o mundo, a imunização para a Febre Amarela tem sido uma exigência recorrente. Para saber se o seu destino tem a obrigatoriedade da febre amarela, clique aqui.

É importante lembrar que, uma vez que a Organização Mundial de Saúde reconheceu que uma única dose da vacina já oferece imunidade para a vida toda, isso significa que o CIVP passou a não ter data para expirar.

Mas fique ligado, pois essa regrinha é válida para quem tomou a dose única da vacina – e não a dose fracionada. Em casos de doses fracionadas, você só conseguirá emitir seu certificado após tomar as demais doses indicadas.

Perdi o meu Certificado. E agora?

Se você estiver fora do Brasil, e precisar de uma segunda via do seu CIVP, você deve primeiramente procurar o Consulado Brasileiro e solicitar a emissão, informando seus dados pessoais. O consulado irá enviar seus dados para o setor responsável da Anvisa que, ao identificar seu cadastro, irá emitir a segunda via, que será entregue pelo próprio órgão.

Dica amiga: por mais que pareça desnecessário, assim como pode parecer o seguro viagem, a nossa recomendação é sempre pecar pelo excesso.

A falta do seu CIVP pode significar uma dor de cabeça enorme, com o risco até de ter que voltar pra casa por causa desse simples e importantíssimo papel.

Câmbio: pesquise antes da viagem

O primeiro passo é olhar qual a moeda principal do país de destino e, dentro dos seus interesses de viagem, verificar qual é a recomendação de quantia necessária para passar os dias de forma tranquila.

Por via das dúvidas, leve com você uma reserva de $500 dólares, que é a moeda universal, aceita em praticamente todos os países e que poderá te amparar em qualquer emergência.

Para economizar, o ideal é já chegar no aeroporto com o câmbio realizado, pois, com antecedência, é possível conseguir melhores taxas e negociações, principalmente em casos de moedas mais valorizadas que o Real – o Euro e o Dólar são um desses exemplos.

Cartão de Crédito

O cartão de crédito é internacional também é uma ótima opção para garantir sua segurança na viagem. Mas não se esqueça de entrar em contato com a central de relacionamentos do seu banco, informando o período que estará fora. Esse procedimento se chama “Aviso Viagem”.

Assim, você permite que a instituição bancária faça a liberação da função internacional do seu cartão durante o período informado, com a tranquilidade de que suas compras serão seguras e sem riscos de fraude.

Alguns bancos permitem que esta autorização seja feita via internet banking, mas é importante conferir a disponibilidade com sua operadora.

Se você ainda não tem um cartão de crédito internacional, pesquise se á válido ter o seu. Além da comodidade, você também poderá acumular milhas!

Hospedagem: onde ficar?

Escolher por um Hostel, alugar uma casa ou reservar um hotel? Eis a questão! Já adiantamos que, no quesito hospedagem, tudo dependerá do seu perfil de viagem e do seu destino.

Se a ideia é mochilar, ou curtir os dias com os amigos, um hostel pode ser uma boa pedida e tem tudo a ver com essa vibe. Além disso, o valor acessível garante uma economia extra para umas aventuras a mais!

Se a sua viagem for longa, principalmente acompanhada pela família, alugar uma casa pode ser exatamente o que você precisa. Essa escolha vai trazer mais liberdade para montar seus horários, de acordo com a rotina que você gosta, e mais privacidade para vivenciar os dias de folga com quem você ama.

Agora, se a viagem não é tão longa, e o que você gosta mesmo é de conforto e comodidade, hotéis e pousadas continuam sendo a melhor opção!

Sobre isso, podemos afirmar que o custo benefício pode valer muito a pena quando são incluídas refeições, além da maravilha de se ter toalhas limpas todos os dias e a cama sempre arrumada.

De toda forma, independente da sua opção, dê um clique aqui e pesquise preços e períodos. Com certeza, você vai encontrar um cantinho lindo, que cabe no seu orçamento e estilo de viagem!

 Aluguel de Carro

Viagem e liberdade são palavras que combinam, certo? E elas andam juntas quando você, no lugar de depender de transfer, Uber/Táxi, metrô/ônibus, tem a possibilidade de alugar um carro, aumentando as chances de conhecer novos caminhos!

Essa ideia tem tudo a ver, especialmente, quando o destino tem estradas que possibilitam ir e vir de maneira fácil, como são os casos de estados americanas ou países bucólicos europeus. E vale também para aqueles lugares em que o transporte público é pouco acessível.

Para alugar um carro fora do país, normalmente, é necessária a apresentação da CNH brasileira, com data de validade vigente. Porém,  o ideal é você solicitar, antes de viajar, a emissão da PID, Permissão Internacional para Dirigir.

As reservas são feitas diretamente no site das companhias que prestam serviços e é bacana fazer cotações para assegurar o melhor preço.

E lembre-se: mais uma vez, antecedência é tudo! Ah, e a contratação de seguro automotivo é obrigatória, inclusive, para assegurar que tudo começará e terminará bem nas suas férias.

No Guia para alugar um carro no Brasil e exterior, feito especialmente por nós, você encontra todos os detalhes sobre o assunto e fazer uma road trip em segurança!

Roteiro de viagem: como montar o seu

Uma das maiores dúvidas de quem vai colocar o pé na estrada pela primeira vez é: como montar um roteiro de viagem? Por isso, esse item também está no Guia de Viagem para Iniciantes.

Ter milhares de lugares para conhecer num tempo contado não é fácil! Mas, com jeitinho, dá para traçar as melhores opções de visitas e passeios, e voltar pra casa com a bagagem cheia de memórias incríveis!

O primeiro passo é, claro, escolher o destino, de acordo com o seu momento atual. Você quer ir a lugares mais cheios ou mais desertos? Montanhas ou mais litoral?

Decidido o destino, é hora de pensar em quando viajar! Alta temporada vale a pena quando você depende, por exemplo, das férias escolares dos filhos ou tem expectativas para alguma data comemorativa (como o Natal de Gramado, por exemplo). Agora, se a sua agenda for flexível, fugir das altas temporadas pode significar uma boa economia e mais conforto.

Outro ponto importante é organizar o seu orçamento de viagem. Pesquisar sobre os principais pontos turísticos e restaurantes são boas opções para definir uma verba diária.

E não esqueça de definir quantos dias terão em sua viagem. Seu roteiro dependerá disso para acontecer da melhor forma!

Montando seu roteiro de viagem: organizando o dia a dia

Pesquisar é a palavra. Procure, leia, se informe sobre o lugar que pretende conhecer. Para te ajudar nisso, nosso canal do YouTube está c-h-e-i-o de dicas de viagem pelo mundo. Inscreva-se e ative o sininho para não perder nada! É só clicar aqui.

Lembre-se: sua viagem é para curtir, não para correr de um lado para o outro feito louco. Por isso, apesar da vontade de conhecer TUDO, vale a pena deixar um ou outro ponto turístico para uma próxima visita.

Selecione tudo que você faz questão de ver bem de pertinho e distribua de acordo com os dias disponíveis e localização: organize os locais por proximidade e otimize o seu tempo.

Também é indicado, se possível, deixar um dia livre para fazer o que quiser: seja sentar tranquilo numa praça, fazer umas comprinhas ou mesmo só conversar com as pessoas locais.

Sim, os nativos podem ser ótimos guias. Num papo rápido, você poderá descobrir aquele lugar que não consta nos livros de turismo, e esse achado pode tornar a sua viagem memorável.

Então, tenha em mente as seguintes dicas:

  • priorize os locais que você mais deseja conhecer;
  • calcule o tempo de deslocamento de um ponto ao outro;
  • programe seus dias levando em consideração o bem-estar.

Dica bônus: muitas vezes, vivenciar uma cidade/país de maneira satisfatória, vale mais do que passear por mil lugares sem sentir, exatamente, o que cada um deles significa. Cada cantinho do mundo tem sua história e costumes.

Gostou do nosso Guia de Viagem para Iniciantes? Aproveite e leia mais conteúdos que vão ajudar a organizar a sua viagem! Acesse aqui as nossas dicas e saiba tudo sobre passagens aéreas. Boa viagem!