Reino Unido vai receber viajantes vacinados do Brasil sem necessidade de quarentena

londres, no reino unido

Reino Unido reabre fronteiras para turistas brasileiros | Foto: Pixabay

O Reino Unido, do qual a Inglaterra faz parte, retirou o Brasil da lista vermelha de risco para Covid-19. A medida vale a partir das 4h de segunda-feira, 11 de outubro. Após essa data, mudam-se os requisitos de entrada para viajantes vacinados. Confira!

Requisitos para viajar ao Reino Unido na pandemia

Veja a documentação relativa à Covid-19 necessária para turistas do Brasil viajarem ao Reino Unido durante a pandemia:

  • Certificado de vacinação: comprovando esquema vacinatório completo pelo menos 14 dias antes da viagem – veja como emitir o seu
  • Formulário de localização: preencher antes do embarque – acessar documento
  • Teste negativo de Covid-19: realizado no segundo dia após a chegada, porém reservado com antecedência – agendar teste
  • Seguro-viagem: não é obrigatório, mas recomendado – faça uma cotação
  • Quarentena: deixou de ser obrigatória para vacinados após a saída do Brasil da lista de países vermelhos

Estes requisitos estão listados no site oficial do Reino Unido e valem para brasileiros desde 11 de outubro. Outra novidade é que, a partir de 24 de outubro, o teste a se realizar após a chegada ao Reino Unido não precisará ser o RT-PCR, mas o Lateral Flow, bem mais barato. Quem já agendou o RT-PCR não precisa mudar, pois este continua aceito também. A obrigatoriedade de agendar o teste antes da viagem segue vigente.

Os não vacinados ou imunizados com vacina não reconhecida deverão fazer teste PCR até 72 horas antes do voo, agendar o teste para o segundo e oitavo dias de viagem e fazer quarentena de 10 dias, com opção de sair no quinto dia ao realizar novo teste de Covid-19.

Vacinas aceitas no Reino Unido

Estas são as vacinas aceitas contra Covid-19 reconhecidas para viajar ao Reino Unido, conforme lista no site oficial do governo:

  • Moderna
  • AstraZeneca (inclusive Covishield, produzida pela Fiocruz)
  • Comirnaty
  • Janssen (Johnson&Johnson)

Um requisito extra é que o viajante tenha recebido a vacina em um país cujo programa de vacinação é aprovado pelo Reino Unido, o que inclui o Brasil. Veja a lista completa!

Por enquanto, a Coronavac não está na lista. Mas como a Organização Mundial da Saúde (OMS) já reconhece essa vacina, existe a expectativa de que, em breve, o Reino Unido também o faça.

Devido ao dinamismo da situação, em que as regras podem mudar a qualquer momento, recomendamos consultar diversas fontes antes de embarcar, entre elas o site oficial de turismo do Reino Unido, onde você encontrará mais detalhes sobre a reabertura e protocolos.

Encontre passagens aéreas promocionais para o Reino Unido

Voltar ao sumário

Protocolos sanitários no Reino Unido

Algumas medidas preventivas contra o coronavírus adotadas no país:

Voltar ao sumário

Algumas cias. aéreas que voam para o Reino Unido

Com a reabertura do Reino Unido, veja algumas cias. aéreas disponíveis para visitar o país:

  • British Airways
  • TAP Portugal
  • Azul
  • Gol
  • LATAM

Encontre passagens aéreas promocionais para o Reino Unido

Voltar ao sumário

Teste de Covid-19 no Reino Unido para voltar ao Brasil

Desde o final de 2020, o Brasil exige teste RT-PCR negativo de Covid-19 para retornar ao país. Portanto, você precisará fazer um no retorno do Reino Unido até 72 horas antes do embarque de volta. Peça no seu hotel indicações para fazer seu teste!

Busque indicações de laboratórios com o seu hotel, pois certamente eles indicarão onde fazer um teste de Covid-19 no país. Ao pesquisar, encontramos o The Doctors Laboratory, os valores podem variar e devem ser consultados no local!

Encontre passagens aéreas promocionais para o Reino Unido

Voltar ao sumário

Situação de outras fronteiras para brasileiros

A situação das fronteiras é dinâmica, mudando a todo momento. Então, para você se atualizar, veja também estes outros artigos:

América do Norte e Caribe:

América do Sul

Ásia

Europa

África

Encontre passagens aéreas promocionais para o Reino Unido

Voltar ao sumário