Como está a retomada do turismo após o confinamento por coronavírus?

Post em constante atualização!

Todos esperamos pela retomada do turismo, após o rigoroso confinamento global por causa do coronavírus. Entretanto, a abertura dos países e cidades se dará aos poucos e em conformidade com protocolos de segurança, tanto nos voos quanto nos hotéis. Então confira informações nesse sentido para programar a sua próxima viagem pós-Covid-19.

Procedimentos de segurança em voos nacionais e internacionais

Para viajar de avião após o período mais intenso de isolamento social, você precisará seguir diversos procedimentos de segurança. Atente-se, porém, que alguns variam conforme a cia. aérea, que informará você no ato da compra da passagem:

  • Medidas de distanciamento social e higienização nos aeroportos, como totens de autoatendimento, bilhete pela tela do celular e outras formas para evitar contato humano
  • Uso obrigatório de máscara durante o voo, que o passageiro deverá levar, ou seja, a cia. não fornecerá o equipamento
  • Medição de temperatura do corpo antes do embarque, com possível restrição de passageiros com quadro de febre
  • Pedir para usar o banheiro no avião, de modo a evitar formação e filas e aglomeração
  • Limpeza e higienização de bagagens e do avião, a fim de evitar a contaminação de objetos
  • Sistema de circulação de ar com filtro HEPA, que remove 99,97% das partículas
  • Protocolos sanitários especiais para a tripulação e serviço de bordo, sempre com vistas à segurança de todos
  • Eventual isolamento de 14 dias para estrangeiros, a depender das políticas do país de destino
  • Apresentação de teste negativo de Covid-19, realizado, em média, até 72 horas antes do embarque
  • Preenchimento de formulários de saúde, visando atestar as condições do passageiro

Muito se especula com relação à retomada do turismo e viagens pós-coronavírus, como certificado individual de imunidade a esse vírus (semelhante ao CIVP) e mecanismos de isolamento físico dentro dos aviões. Contudo, ainda não existem ações práticas nessa direção, enquanto aquelas citadas acima já estão em vigência mundo afora.

Para aqueles dos grupos de risco, como idosos e portadores de doenças crônicas, a recomendação é reforçar as medidas de biossegurança comuns a todos. Quanto às grávidas, não há indícios de que corram mais perigo que a média, no entanto ainda estão correndo diversos estudos analisando diferentes hipóteses. Por isso, o ideal é também tomar o máximo de cuidados para evitar a infecção por coronavírus.

De toda forma, estudos já demonstraram que é seguro viajar de avião durante a pandemia.

Se quiser, volte à lista de opções!

Procedimentos de segurança em hotéis

Os hotéis também estão mudando protocolos para evitar o contágio do coronavírus pelos hóspedes. Desse modo, são diversas medidas, que também variam conforme o hotel, que decerto informará exatamente quais são no ato da reserva. Alguns exemplos:

  • Ocupação do quarto 72 horas após o último check-out, de maneira a eliminar totalmente o contato com qualquer resíduo do último ocupante
  • Ocupação parcial do hotel, ou seja, os estabelecimentos não poderão ficar totalmente cheios
  • Redução da quantidade máxima de pessoas nos elevadores, para evitar aglomeração, bem como limpeza mais frequente destes
  • Café da manhã no quarto em vez de coletivo, visando manter distanciamento entre os hóspedes
  • Uso obrigatório de máscaras dentro do hotel, também a fim de conter a disseminação de vírus
  • Fechamento de áreas de lazer, tais como piscina e academia
  • Limpeza e higienização das instalações em frequência maior que antes, visando à descontaminação de todas as superfícies

Entre as entidades que recomendam tais medidas para aeroportos, aviões e hotéis, destaque para a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ministério da Saúde e secretarias estaduais e municipais de saúde. Tanto que, seguindo tais protocolos, os maiores resorts do Brasil já reabriram.

Se quiser, volte à lista de opções!

Selos de segurança e higiene para a retomada do turismo

Não só para garantir o combate ao coronavírus, como também para tranquilizar os viajantes, governos pelo mundo estão lançando selos que comprovam a adoção de medidas preventivas contra a Covid-19.

De modo geral, tais certificações se baseiam no cumprimento de protocolos de segurança e higiene, cabendo a entidades do setor de turismo, como a World Travel & Tourism Council, fiscalizar e entregar o selo a hotéis, restaurantes, aeroportos, pontos turísticos e outras áreas diretamente envolvidas na retomada do turismo.

Alguns destinos que implantaram selos de segurança:

  • Portugal (Clean & Safe)
  • Turquia (Safe Tourism Certification)
  • Aruba (Aruba Health & Happiness Code)
  • México (Safe Travel)
  • Espanha (Responsible Tourism)

Selo de segurança no turismo nacional

O Ministério do Turismo também lançou uma iniciativa nesse sentido: o selo Turismo Responsável – Limpo e Seguro. O objetivo é se certificar de que todo o setor está seguindo medidas eficientes de combate ao coronavírus. Dessa forma, a retomada do turismo será mais segura, tanto no aspecto prático quanto no psicológico, já que os viajantes saberão que os locais são devidamente higienizados.

Aqueles interessados em aderir ao selo devem se cadastrar no site oficial do Ministério do Turismo e seguir as orientações.

Além deste, há selos criados por hotéis e outras entidades do setor de turismo, todos com vistas a orientar e garantir a execução de medidas preventivas ao contágio de Covid-19.

Se quiser, volte à lista de opções!

Abertura das atividades turísticas no Brasil

Algumas cidades que já iniciaram a retomada do turismo seguindo protocolos de segurança para voos, hotéis, restaurantes e pontos turísticos:

Nordeste

Confira algumas cidades que já retomaram o turismo no Nordeste brasileiro:

  • Fernando de Noronha (PE): desde 10 de outubro, a ilha recebe turistas que tenham realizado teste RT-PCR de Covid-19 no dia anterior ou na mesma data do embarque e apresentar resultado negativo na chegada; o viajante também deve usar o aplicativo Dycovid – Dynamic Contact Tracing durante a estadia em Noronha; ainda terá de assinar um Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta concordando com o cumprimento dos protocolos de segurança; por fim, deverá realizar novo teste ao ir embora da ilha (o turista poderá ir embora independentemente do resultado) – detalhes
  • Maceió (AL)
  • Itacaré (BA)
  • Lençóis (BA): autorizado o acesso a parques municipais, enquanto o Parque Nacional da Chapada Diamantina segue com acesso restrito; para entrar no município, deve-se apresentar teste negativo de Covid-19 ou comprovando que já teve a doença há mais de 20 dias e reservar hotel aprovado pelo município quanto ao cumprimento de medidas sanitárias – detalhes
  • Morro de São Paulo (BA)
  • Porto Seguro (BA)
  • Beach Park, em Fortaleza (CE)
  • Jericoacoara (CE)
  • Lençóis Maranhenses (MA)
  • Porto de Galinhas, em Ipojuca (PE)
  • Recife (PE)
  • Natal e Pipa (RN)

Sudeste

Confira algumas cidades que já retomaram o turismo no Sudeste brasileiro:

  • Vitória, Vila Velha e Guarapari (ES)
  • Capitólio (MG)
  • Monte Verde (MG)
  • Ouro Preto (MG)
  • São Lourenço (MG)
  • Tiradentes (MG)
  • Angra dos Reis (RJ)
  • Arraial dos Cabos (RJ)
  • Búzios (RJ)
  • Cabo Frio (RJ) – exige teste negativo de Covid-19 realizado até 72 horas antes da chegada ao município
  • Paraty (RJ)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Brotas (SP)
  • Guarujá (SP)
  • Ilhabela (SP)
  • Ubatuba (SP)

Sul

Confira algumas cidades que já retomaram o turismo no Sul brasileiro:

  • Gramado (RS)
  • Balneário Camboriú (SC)
  • Penha – Beto Carrero (SC)
  • Curitiba (PR)
  • Foz do Iguaçu (PR)
  • Ilha do Mel (PR)

Centro-Oeste

Destinos no Centro-Oeste que aderiram à retomada do turismo:

  • Brasília (DF)
  • Caldas Novas (GO)
  • Chapada dos Veadeiros (GO)
  • Bonito (MS)

Norte

Veja algumas das opções já abertas para turismo na região Norte do Brasil:

  • Manaus (AM)
  • Alter do Chão (PA)
  • Jalapão (TO)

Observe, contudo, que as respectivas prefeituras estão monitorando e reavaliando a reabertura das cidades, de modo que podem fechá-las, caso a doença avance mais que o esperado.

Outros destinos Brasil afora ainda estão criando planos para o recomeço das viagens nacionais de lazer, conforme controlam a pandemia em seus territórios. Portanto, ainda deve demorar algumas semanas até iniciar o afrouxamento. Em geral, os destinos estão reduzindo o número de visitantes, dias de funcionamento, entre outros protocolos de higiene e segurança.

Mais uma boa notícia é que, gradualmente, as cias. aéreas nacionais Azul, Gol e LATAM estão aumentando a frequência dos voos domésticos e internacionais em dezembro.

Encontre promoções de passagens aéreas nacionais

Se quiser, volte à lista de opções!

Retomada do turismo pelos países mundo afora

Via de regra, os países estão flexibilizando gradualmente a abertura das atividades internas e das fronteiras. Os primeiros beneficiados são cidadãos das respectivas nações ou de blocos (como a União Europeia), pessoas com residência fixa em tais lugares ou em missão diplomática. Em um segundo momento, turistas estrangeiros se incluirão na retomada do turismo.

América do Sul

Na América do Sul, a maioria das fronteiras abriu para estrangeiros, um bom sinal para a retomada do turismo a partir do segundo semestre.

  • Argentina: fechada para viagens não essenciais, pelo menos até 31 de janeiro de 2021, veja os protocolos
  • Bolívia: fronteiras abertas desde 1º de setembro, inclusive para brasileiros
  • Chile: reabre para turistas de todos os países, incluindo o Brasil, em 23 de novembro. O desembarque será apenas pelo Aeroporto de Santiago e o governo chileno exigirá precauções, como: teste negativo da Covid-19 realizado no máximo 72 horas antes do embarque, monitoramento de sintomas por meio de aplicativo e declaração detalhada com origem, destino e estado de saúde
  • Colômbia: aberta para turistas internacionais, inclusive brasileiros, a partir de 19 de setembro; para viajar, basta preencher um formulário de imigração até 1 hora antes de voo e apresentar exame negativo de Covid-19, realizado até 96 horas prévias ao voo
  • Equador: aberto para turistas internacionais, inclusive brasileiros; para viajar, deve apresentar teste negativo de Covid-19 (máximo de 10 dias antes do desembarque) e preencher formulário “Declaración de salud del Viajero“; o país também exige quarentena aos viajantes
  • Paraguai: aberto para turistas internacionais, inclusive brasileiros, desde 21 de outubro, mediante apresentação de teste negativo de Covid-19, preencher formulário de imigração e contratar seguro-viagem que cubra despesas relacionadas ao coronavírus; a fronteira entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, a Ponte da Amizade, também reabriu para turistas brasileiros em 15 de outubro; visitantes que não morem em Foz do Iguaçu devem apresentar teste negativo de Covid-19 para entrar no Paraguai, bem como seguro saúde que cubra tratamento para a doença
  • Peru: reabriu as fronteiras turistas internacionais, inclusive brasileiros, a partir de 5 de outubro, mediante apresentação de teste negativo de Covid-19 ou alta clínica e epidemiológica ao menos 14 dias prévios ao embarque e formulário de saúde; a partir de 4 de janeiro de 2021, além desses requisitos, exige quarentena de 14 dias a todos os viajantes internacionais – veja detalhes
  • Uruguai: fronteiras fechadas para turistas internacionais, sem previsão exata de retomada do turismo

Encontre promoções de passagens aéreas para a América do Sul

Se quiser, volte à lista de opções!

América do Norte

Por enquanto, há restrições para turistas internacionais na América do Norte:

  • Canadá: fronteiras fechadas para turistas internacionais, sem previsão exata de retorno
  • Estados Unidos: presidente Trump anunciou abertura para turistas saindo do Brasil a partir de 26 de janeiro de 2021, no entanto há chances de o novo presidente, Joe Biden, que assumirá o governo em 20 de janeiro, revogar essas regras antes mesmo que entrem em vigor

Encontre passagens aéreas promocionais para: Canadá e Estados Unidos, com datas até 2021

Mais sobre os Estados Unidos e visto americano

Enquanto isso, os Estados Unidos, embora tenha fechado temporariamente as fronteiras para viajantes oriundos do Brasil, têm planos de retomada. As principais cias. aéreas, como Delta, American Airlines e United, começarão a aumentar o número de viagens entre Brasil e EUA a partir de agosto.

Na Flórida, por exemplo, os parques Disney e Universal reabriram em julho, assim como as praias de Miami, seguindo protocolos de distanciamento social e higienização. Por essas e outras, é alta a expectativa de retomada do turismo nos EUA.

A solicitação de vistos americanos está suspensa desde março, sem data específica para voltar, conforme afirma o consulado americano no Brasil. A medida temporária vale para pedidos de não imigrantes e imigrantes, isto é, para viajantes temporários, como a turismo, e de longa duração, a exemplo de intercâmbio. Se você já pagou a taxa para requerer o visto, poderá aproveitá-la dentro do período de 1 ano após o pagamento.

Caso precise viajar imediatamente, por causa de algum assunto urgente, siga as orientações na página de solicitação de visto americano, envie mensagem para [email protected] ou ligue para um dos números listados no site do consulado americano no Brasil.

E se já tiver solicitado o visto com sucesso e surgir dúvida quanto à emissão, você pode consultar o status do processo on-line ou entrar em contato por telefone.

Se quiser, volte à lista de opções!

Caribe

O Caribe tem sido otimista com a retomada do turismo, com previsão de abertura de diversos países a partir de junho e julho, confira informações sobre alguns:

  • Aruba: fronteiras abertas para turistas internacionais, mas brasileiros só poderão entrar a partir de 1º de dezembro, mediante apresentação de exame negativo de Covid-19, preenchimento de formulário on-line e contratação de seguro-viagem indicado pelo governo de Aruba
  • Bahamas: fronteiras abertas para turistas internacionais a partir de 15 de outubro, com necessidade de quarentena de 14 dias; a partir de 1º de novembro, no entanto, basta apresentar teste negativo de Covid-19 para entrar nas ilhas sem a necessidade de isolamento social
  • Costa Rica: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros, a partir de 1º de novembro; basta preencher formulário on-line de saúde e contratar seguro-viagem que cubra tratamento para a doença
  • Cuba: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros, a partir de 15 de novembro; deve-se fazer teste de Covid-19 ao desembarcar em Havana e aguardar na hospedagem o resultado; a partir de 10 de janeiro de 2021, será necessário fazer o teste de Covid-19 com até 72 horas prévias ao embarque
  • Curação: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros, a partir de 1 de janeiro de 2021, mediante teste negativo de Covid-19 realizado até 72 horas prévias ao embarque, contratação de seguro-viagem que cubra gastos com a doença e preenchimento de formulários de controle de viajantes
  • Guatemala: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros, mediante teste negativo de Covid-19 realizado até 72 horas antes do embarque e uso de máscara
  • Ilhas Virgens Britânicas: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros, a partir de 1° de dezembro, mediante seguro-viagem que cubra coronavírus, preenchimento de formulário on-line, teste negativo de Covid-19 antes do embarque, na chegada, isolamento social por 4 dias e novo teste após esse período, para então aproveitar a ilha
  • Jamaica: recebendo turistas internacionais desde 15 de junho, conforme anúncio do governo local
  • México: reabertura depende de cada estado, Quintana Roo, onde fica Cancún, por exemplo, abriu para viajantes internacionais, inclusive brasileiros, em junho, com restrições na lotação dos hotéis e rígidas medidas de segurança; já em outros estados a previsão de retomada do turismo segue incerta
  • Panamá: reabre as fronteiras para turistas internacionais, inclusive brasileiros, em 12 de outubro, mediante teste negativo de Covid-19
  • Porto Rico: fronteiras abertas para turistas internacionais, mas não para viajantes que passaram pelo Brasil nos últimos 14 dias, visto que o país é parte do território dos Estados Unidos, então valem as restrições impostas por esse país
  • República Dominicana (onde fica Punta Cana): retomada do turismo internacional desde a 1º de julho, conforme anunciado pelo governo; a partir de 15 de setembro, se aplicará um teste rápido aleatoriamente em até 10% dos passageiros desembarcando no país; ainda, os turistas terão direito a seguro-viagem gratuito, inclusive cobrindo despesas de eventual tratamento de Covid-19

Encontre passagens aéreas baratas para o Caribe

Se quiser, volte à lista de opções!

Europa

A retomada do turismo no Velho Continente primeiro se restringe aos países vizinhos e selecionados de outros continentes, por exemplo, Japão, Austrália, Marrocos, Tailândia, Uruguai, entre outros. De modo geral, turistas residentes no Brasil por enquanto não poderão entrar na Europa.

Em todos os casos, para aqueles autorizados a entrar, há selos de segurança e medidas preventivas contra o coronavírus. Outra prática comum, inclusive para viagens essenciais, tem sido a exigência de teste negativo de Covid-19, a depender do país de destino. Portanto, consulte cada caso.

#DicaPI: planejando sua próxima viagem? Veja quanto custa fazer uma eurotrip!

Veja a situação de alguns países:

  • Alemanha: fronteiras abertas para turistas de países europeus e selecionados
  • Bélgica: fronteiras abertas para turistas de países europeus e selecionados
  • Croácia: fronteiras abertas para turistas de todas as nacionalidades, que devem apresentar resultado negativo para covid-19 nas últimas 48 horas da entrada no país; caso não o façam, deverão se isolar socialmente por 14 dias no país; mais uma condição é ter reserva de hospedagem confirmada e preencher um formulário do governo antes do embarque, conforme aponta o site oficial de turismo do país
  • Dinamarca: fronteiras abertas para turistas de alguns países da Europa
  • Espanha: fronteiras abertas para turistas de países europeus e selecionados, mas com possíveis restrições a depender de cada estado espanhol
  • França: fronteiras abertas apenas para turistas de países europeus e selecionados
  • Grécia: fronteiras abertas para turistas de alguns países europeus e selecionados
  • Irlanda: recomenda apenas viagens essenciais, porque impõe quarentena de 14 dias aos viajantes do Brasil; também exige exame PCR negativo realizado em até 72 horas prévias à viagem e preenchimento de formulário de saúde
  • Islândia: fronteiras abertas apenas para turistas de alguns países da Europa e selecionados, que devem fazer quarentena de 14 dias ou realizar 2 testes PCR ao chegar
  • Itália: fronteiras abertas para turistas de países europeus e selecionados; desde 16 de janeiro de 2021, proibiu a entrada de qualquer viajante que tenha passado pelo Brasil nos últimos 14 dias prévios à viagem para a Itália; para checar o status atualizado, consulte no site oficial do governo italiano, basta colocar o país de origem
  • Malta: fronteiras  abertas para turistas de países europeus e selecionados
  • Países Baixos (Holanda): fronteiras abertas para turistas de países europeus e selecionados
  • Portugal: fronteiras abertas para turistas de países europeus e selecionados, ou seja, brasileiros visando ao turismo não podem entrar
  • Reino Unido: fronteiras abertas para turistas internacionais, apesar da imposição de quarentena por 10 dias; desde 15 de janeiro de 2021, proibiu a entrada de viajantes que passaram pelo Brasil nos últimos 10 dias prévios à entrada no Reino Unido; os voos diretos entre os dois países também estão suspensos
  • Suíça: fronteiras abertas só para turistas de países europeus e selecionados
  • Turquia: abriu as fronteiras para turistas internacionais, inclusive brasileiros, a partir de 1° de julho; deve-se apresentar exame negativo de Covid-19 realizado até 72 horas antes do embarque

Encontre promoções de passagens aéreas para a Europa, com datas em 2021

Se quiser, volte à lista de opções!

Ásia, Oceania e Oriente Médio

Embora a maioria dos países esteja fechada para turistas internacionais, há um forte movimento de retomada do turismo doméstico na Ásia. Dessa forma, a expectativa é que em breve as fronteiras se abram às demais nações do planeta. Confira algumas nações:

  • Austrália: fronteiras fechadas para turistas internacionais, ainda sem previsão de reabertura
  • Camboja: aberto para turistas internacionais, mas com medidas rigorosas de controle, como teste negativo de Covid-19, seguro-saúde no valor mínimo de US$ 50 mil e visto obtido diretamente em consultados ou embaixadas do país, depósito caução de US$ 2 mil e quarentena de 14 dias
  • Catar: embora fechado para turistas internacionais, aceita normalmente aqueles fazendo conexão em Doha para outro destino, por exemplo, Turquia; brasileiros, no entanto, devem apresentar exame negativo de Covid-19 antes do embarque; atenção também para obrigatoriedade de exame no voo de volta passando por Doha, por exemplo, passageiros oriundos de Istambul e Ancara (Turquia) devem mostrar novo exame negativo
  • China: fronteiras fechadas para turistas internacionais, sem previsão exata de reabertura, e exigência de exame negativo de Covid-19 antes do embarque para demais viajantes
  • Coreia do Sul: fronteiras fechadas para turistas internacionais, por meio da suspensão dos vistos dessa categoria; ainda sem previsão de reabertura
  • Emirados Árabes Unidos (Dubai): reabriu as fronteiras para turistas internacionais em 7 de julho, porém requer teste negativo de Covid-19 realizado até 4 dias antes do desembarque e pode fazer outro na chegada, impondo quarentena obrigatória de 14 dias em caso positivo
  • Índia: fronteiras fechadas para turistas internacionais durante agosto
  • Indonésia: fronteiras fechadas para turistas internacionais, mas já adotando protocolos de segurança e higiene para a retomada do turismo no segundo semestre
  • Israel: fronteiras fechadas para turistas internacionais, ainda sem previsão de reabertura
  • Japão: fronteiras fechadas para turistas internacionais, ainda sem previsão de reabertura
  • Jordânia: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros, que devem preencher formulário prévio à viagem, cujo sistema determinará se o país de origem é de alto risco, o que pode demandar a realização de quarentena por 14 dias, apresentar teste de Covid-19 negativo realizado em até 5 dias antes do desembarque e fazer outro quando desembarcar no país
  • Líbano: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros, que devem preencher formulário prévio à viagem e apresentar teste negativo de Covid-19 realizado até 96 horas antes do desembarque, em laboratório aprovado pelas autoridades locais e com resultado em árabe ou inglês
  • Malásia: fronteiras fechadas para turistas internacionais, ainda sem previsão de reabertura
  • Maldivas: abre as fronteiras para turistas internacionais a partir de 15 de julho
  • Nova Zelândia: fronteiras fechadas para turistas internacionais, ainda sem previsão de reabertura
  • Polinésia Francesa (Tahiti): abre as fronteiras para turistas internacionais em 15 de julho
  • Tailândia: a partir de 1º de outubro, abre as fronteiras para turistas internacionais oriundos de países com baixo ou sem risco de Covid-19 (o que deve excluir o Brasil), para estadia mínima de 90 dias, devendo fazer quarentena de 14 dias ao desembarcar e pagar 2.000 bahts pelo visto de longa permanência (prorrogável por até mais 180 dias)

Encontre passagens aéreas baratas para a Ásia, Oceania e Oriente Médio, com datas em 2021

Se quiser, volte à lista de opções!

África

Populares destinos turísticos, como África do Sul e Marrocos, começaram a retomada do turismo para estrangeiros. Veja alguns países:

  • África do Sul: fronteiras abertas para turistas internacionais, inclusive brasileiros; deve-se apresentar teste negativo de Covid-19 realizado até 72 horas antes do desembarque
  • Angola: fechada para turistas internacionais, ainda sem previsão de reabertura
  • Cabo Verde: reabriu as fronteiras para turistas internacionais, inclusive brasileiros, em 12 de outubro; deve-se apresentar teste negativo de Covid-19 realizado até 72 horas antes do desembarque
  • Egito: reabre gradualmente para turistas internacionais, que deverão apresentar teste negativo de Covid-19 realizado até 72 horas antes do desembarque
  • Etiópia: aberta para turistas internacionais, inclusive brasileiros, que devem apresentar teste negativo de Covid-19 realizado até 5 dias antes do desembarque e ficar em isolamento por 7 dias após chegar ao país
  • Marrocos: permite entrada de brasileiros, desde que apresentem teste negativo de Covid-19 e tenham hotel reservado ou recebido convite de uma empresa marroquina; o país, no entanto, segue com o setor de turismo praticamente parado, visto que estendeu o estado emergencial de saúde até 10 de outubro, o que limita a circulação interna a atividades essenciais
  • Namíbia: fronteiras fechadas para turistas internacionais, ainda sem previsão de reabertura
  • Nigéria: fronteiras abertas para turistas internacionais, que devem apresentar teste negativo de Covid-19 realizado até 5 dias antes do desembarque
  • Seychelles: fronteiras abertas para turistas internacionais; viajantes saindo do Brasil que tenham tomado 2 doses de vacina contra coronavírus em até 15 dias prévios a viagem poderão entrar; já os demais sem a vacina estarão sujeitos à lista de países autorizados, que por ora não inclui o Brasil; e os requisitos de viagem estão disponíveis no site oficial de turismo do país
  • Tunísia: reabriu as fronteiras para turistas internacionais de países selecionados, deixando de fora os Brasil

Encontre passagens aéreas promocionais para a África, com datas para 2021

Se quiser, volte à lista de opções!

Retomada do turismo pelas cias. nacionais

Confira no site oficial das companhias aéreas informações atualizadas sobre protocolos de segurança, destinos atendidos, remarcação, etc.

Retomada do turismo pelas cias. internacionais

Veja no site oficial das companhias aéreas informações atualizadas sobre restrição de entrada nos países, protocolos de segurança, destinos atendidos, remarcação de voos, retomada do turismo, etc. Assim, você saberá para onde pode viajar após o pico de Covid-19.

Se quiser, volte à lista de opções!

América do Norte

Cias. dos Estados Unidos, Canadá e México:

Se quiser, volte à lista de opções!

Américas do Sul e Central

Cias. da Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Bolívia e Panamá:

  • Aerolíneas (Argentina): expectativa de retorno dos voos entre Buenos Aires e São Paulo e Rio de Janeiro a partir de novembro
  • Sky Airline (Chile): previsão de retorno dos voos de São Paulo e Rio de Janeiro para Santiago a partir de 28 de setembro
  • Avianca (Colômbia e Peru)
  • Amaszonas (Bolívia): retoma em setembro voos entre São Paulo e Santa Cruz de la Sierra e entre São Paulo e Montevidéu
  • Copa Airlines (Panamá): operando voos em setembro a partir de São Paulo, com conexão na Cidade do Panamá, rumo a diversos destinos, como Cancún, Los Angeles, Orlando, Washington e Nova York

Se quiser, volte à lista de opções!

Europa

Cias. de países da União Europeia, Reino Unido, Noruega e Turquia:

Se quiser, volte à lista de opções!

África

Cias. do Marrocos, Cabo Verde, Etiópia, Angola e África do Sul:

Se quiser, volte à lista de opções!

Ásia e Oceania

Cias. dos Emirados Árabes Unidos, China, Catar e Austrália:

Se quiser, volte à lista de opções!