Home > Dicas de viagem > Como ir a Machu Picchu a partir de Cusco: guia completo

Como ir a Machu Picchu a partir de Cusco: guia completo

Respire fundo, pois sua jornada para uma das 7 Maravilhas do Mundo começa agora! Neste post, ensinaremos a você como ir a Machu Picchu a partir de Cusco. São diversas as alternativas, da mais econômica à mais confortável, então avalie qual te atende melhor e siga em frente!

Neste vídeo, mostramos a você um outro olhar sobre como é na prática a jornada para ir a Machu Picchu. Assista!

Como ir a Machu Picchu, no Peru? Respondemos a você e damos outras dicas de viagem, como passagem do trem saindo de Cusco, ingresso do sítio, hotel, acessibilidade e mais. Assista!

Sobre o trajeto

Em pouquíssimas palavras, considerando que não há voo direto do Brasil para Cusco, este será o seu trajeto: Lima > Cusco > Aguas Calientes > Machu Picchu.

O sítio arqueológico de Machu Picchu fica na cidadezinha de Aguas Calientes (também chamada Machu Picchu Pueblo). O ponto de partida para lá é Cusco, a antiga capital do Império Inca. Já a chegada ao Peru é por Lima, capital do país. Anotado?

Sendo assim, para ir a Machu Picchu, você viajará de avião, de ônibus e de trem (ou de van/trilha). Mas calma, não se assuste, pois o caminho é belo, repleto de paisagens deslumbrantes, de cair o queixo. Vale muito a pena!

paisagem estrada peru

Alpacas, montanhas e muito verde compõem as paisagens na estrada | Foto: Passagens Imperdíveis

Seu voo do Brasil ao Peru vai aterrissar em Lima, porque não existe direto para Cusco. Logo, você pode fazer apenas a conexão ou passar alguns dias na capital peruana. Uma vez em Cusco, se toma o trem até Aguas Calientes ou segue por trilha. De lá, 30 minutos de ônibus para ir a Machu Picchu.

Esse itinerário para chegar a Machu Pichhu só parece complicado, porém você perceberá que é tranquilo, ainda mais se seguir estas dicas.

Detalhes sobre cada trecho

É importante que você entenda o percurso desde a saída no Brasil. Por isso, apresentamos algumas alternativas para ir a Machu Picchu desde o momento que embarca no primeiro avião até o glorioso dia que colocará seus pés sobre o sítio arqueológico mais famoso do Peru.

Do Brasil para Lima

Uma das cias. aéreas que vai ao Peru é a Latam, a qual avaliamos a experiência do voo para Lima. Outras alternativas saindo de diversas capitais do brasil: Copa Airlines, Aerolineas Argentinas e a Aeromexico.

De Lima para Cusco

Você pode fazer apenas conexão em Lima e seguir logo para Cusco. Também pode passar uns dias na capital e depois embarcar, seja com passagem múltiplos destinos, seja por companhia aérea low cost peruana, como a Viva Air.

chegada cusco aviao viva air

Chegada a Cusco é linda | Foto: Passagens Imperdíveis

Ainda tem o ônibus, contudo ele demora 24 horas de viagem, portanto não vale a pena, já que o avião gasta só 1 hora e meia.

De Cusco para Aguas Calientes (Machu Pichu Pueblo)

Aqui é onde as alternativas para a ir a Machu Picchu a partir de Cusco dividem os viajantes: Entre elas, selecionamos 3:

  • Confortável: trem
  • Econômica: van e caminhada pela hidrelétrica
  • Emocionante: caminhada pela Trilha Inca

Mais à frente, detalhamos cada uma, pois é a parte que mais causa dúvidas.

De Aguas Calientes para o sítio arqueológico Machu Picchu

onibus machu picchu

Ônibus para Machu Picchu | Foto: Passagens Imperdíveis

Depois de chegar a Aguas Calientes, ainda tem mais um trechinho para ir a Machu Picchu. Você pode fazer esse trajeto a pé ou de ônibus.

Se for a pé: prepare-se para 9 km de subida, fora as horas de caminhada ao chegar a Machu Picchu. Então se for pela aventura, considere ir a pé. Mas se for pela economia, talvez não valha a pena.

O meio mais comum é o ônibus, que custa US$ 24 dólares (também aceitam em soles, cerca de S/. 80 – R$ 96) as passagens de ida e volta.

Nesse sentido, recomendamos comprar as suas logo que sair da estação. Assim, evita filas e correria na hora de ir a Machu Picchu, sobretudo em alta temporada (abril a agosto). Dependendo do hotel que ficar, eles compram para você sem cobrar a mais por isso.

#PIInforma: os valores e cotação (R$ 1,20 = S/. 1 e R$ 3,96 = US$ 1) correspondem a maio/2019. Como podem mudar com o tempo, use-os só como referência para a sua viagem.

Como ir a Machu Picchu de Cusco

Agora sim você tomará a decisão que mais divide os viajantes, afinal impacta diretamente no tempo e no dinheiro gastos.

Machu Picchu de trem (confortável)

trem incarail 360 machu picchu

Trem da IncaRail para Machu Picchu | Foto: Passagens Imperdíveis

São duas as empresas de trem que operam a rota: Inca Rail e Peru Rail. A grosso modo, não há grandes diferenças entre elas. O que muda mesmo são os horários, o que impacta o seu roteiro.

O preço médio das passagens é US$ 55 (R$ 217,18) o trecho, ou seja, US$ 110 (R$ 435,60) ida e volta. Isso para os vagões econômicos, já que existem classes superiores que custam (bem) mais caro.

Há estações ferroviárias em Cusco e nas redondezas. Por isso, as próprias empresas oferecem alternativas bimodais, ou seja, incluem ônibus até a estação e o bilhete do trem na mesma passagem. Também é possível chegar de outras maneiras, conforme explicado à frente.

Estação San Pedro

Aberta aos turistas em 2019, esta é a estação mais cômoda para ir a Machu Picchu a partir de Cusco. Afinal, ela fica a pouco mais de 10 minutos de caminhada da Plaza de Armas, ponto principal do centro histórico.

No que diz respeito à duração da viagem, não é a mais curta, pois são 4 horas de trem, 1 hora a mais que a mais rápida – Poroy. Todavia, essa espera extra pode valer a pena, se você não quiser o deslocamento extra de carro.

Estação Poroy

Fica a 25 minutos de Cusco e é acessível de táxi e Uber. Na temporada de chuva, de janeiro a abril, fica fechada. Mas quando está aberta – de maio a dezembro –, é uma opção bem conveniente, pela facilidade de acesso.

Dessa maneira, para ir de Cusco à estação Poroy, basta pedir táxi pelo Cabify, chamar Uber ou acenar a um dos táxis na rua. A vantagem dos aplicativos de carro é a possibilidade de calcular o valor da viagem com antecedência.

A viagem de trem saindo de Poroy a Aguas Calientes dura cerca de 3 horas, fora os 20 minutos de carro. Desse modo, são 3 horas 20 minutos no total.

Estação Ollantaytambo

estacao ollantaytambo peru

Sala de espera na estação de Ollantaytambo

Apesar de mais distante de Cusco (2 horas de viagem), fica aberta o ano todo. Se você quiser otimizar seu tempo, uma alternativa é embarcar no trem após o passeio do Valle Sagrado dos Incas. Isso porque o sítio de Ollantaytambo fica próximo à estação.

O tour por ali acaba por volta das 15h, e o primeiro trem depois disso sai às 16h. Por isso, é a escolha de muita gente. Mas se você quer mais folga, compre para mais tarde. Para facilitar, os próprios guias orientam sobre a hora que se deve deixar o grupo e seguir viagem para ir a Machu Picchu.

A partir de Ollantaytambo, a viagem de trem dura 2 horas, fora as outras 2 de ônibus. Logo, são 4 no total.

Resumo sobre o trem:

  • Preço: a partir de U$ 55 (R$ 217,18)
  • Duração: de 3h30 a 4 horas

Machu Picchu pela trilha da hidrelétrica (econômico)

Essa alternativa para ir a Machu Picchu é a mais barata, porém envolve certo esforço físico e demora algumas horas a mais que o trem: são 8 horas, ao todo.

A Central Hidrelétrica Machu Picchu é o ponto mais próximo de Aguas Calientes que a van chega. Sendo assim, ao descer do veículo, você seguirá o restante a pé, numa caminhada de 2 horas ao lado dos trilhos de trem. O terreno é quase todo plano e bem movimentado, já que muitos viajantes optam por esse caminho.

Procure uma agência de turismo, como aquelas na Plaza de Armas, para comprar a passagem da van. O preço médio por trecho é S/. 50 (R$ 60), isto é, S/. 100 (R$ 120) ida e volta.

Na volta, atente-se ao horário, pois as últimas vans saem da hidrelétrica por volta das 16h. Logo, saia de Aguas Calientes no máximo até as 13h30.

Resumo sobre a hidrelétrica:

  • Preço: média de S/. 100 (R$ 120) ida e volta
  • Duração: 8 horas no total (6h de van + 2h a pé)

Machu Picchu pela Trilha Inca (emocionante)

Rota procurada sobretudo pelos amantes de trilhas, uma vez que varia de 2 a 4 dias de caminhada. De acordo com sua escolha, podem ser até mais. São ao menos 43 km de caminhada repleta de montanhas, rios e paisagens deslumbrantes. Viu por que é a mais emocionante?

Toda essa aventura tem um preço: média de S/. 2000 (R$ 2.400) por adulto. Logo, é a mais cara das opções para ir a Machu Picchu. Mas para quem é apaixonado por esse tipo de programa, talvez compense, pela intensidade da experiência e a recompensa no final.

A contratação do trajeto pela Trilha Inca se dá com agências de turismo, e como é bastante popular, você encontrará até algumas brasileiras oferecendo o serviço. Dessa forma, pode fechar o pacote on-line ou negociar em Cusco, nas várias agências por lá.

Recomenda-se fazer o percurso por agência devido à dificuldade da trilha. Com os guias profissionais, você terá suporte para seguir o caminho com tranquilidade, ajuda em caso de imprevistos e orientações gerais.

Resumo sobre a Trilha Inca:

  • Preço: S/. 2000 (R$ 2.400)
  • Duração: 2 a 4 dias (ou até mais)

Entrando em Machu Picchu

Agora você sabe como ir a Machu Picchu, contudo, ainda faltam os trâmites para entrar no sítio arqueológico. Então vamos te passar dicas bem úteis!

machu picchu peru

Machu Picchu às 6h, em março | Foto: Passagens Imperdíveis

Qual o melhor horário para ir a Machu Picchu?

Eis uma questão subjetiva, pois depende do gosto de cada um. Mas já que você tem curiosidade a respeito, nossa dica é assistir ao nascer do sol em Machu Picchu. Para tal, chegue às 6h, horário em que o sítio arqueológico abre.

Não quer acordar cedo ou não tem disponibilidade? Sem problemas, fique para assistir ao pôr do sol, às 17h30. Em ambos os casos, o local estará mais vazio.

#DicaPI: veja este roteiro detalhado para andar dentro de Machu Picchu!

Contratação de guia

Teoricamente, é obrigatória a contratação de um guia turístico licenciado para ir a Machu Picchu. Só que isso não causa dor de cabeça, visto que na porta do sítio há vários profissionais oferecendo o serviço. Daí você pode se juntar a um grupo qualquer e dividirem o valor cobrado, que varia conforme a temporada.

Dizemos “teoricamente” porque quando visitamos o local pela primeira vez, em março de 2019 (baixa temporada), entramos sem guia. A vantagem é a maior liberdade no percurso. Por outro lado, se não tiver estudado sobre Machu Picchu antes, ficará sem as explicações sobre a história de lá.

Caminho só de ida

placa machu picchu

“Um sentido” | Foto: Passagens Imperdíveis

O circuito dentro de Machu Picchu é de via única, portanto não tem como retornar depois que passa pelos pontos. Sabendo disso, cerifique-se de que tirou todas as fotos e curtiu ao máximo cada momento antes de seguir a caminhada.

Como o tempo lá dentro se restringe a 4 horas de visita, se você ficar muito parado, os próprios guias te dirão para seguir em frente.

Montanhas Machupicchu e Huayna Picchu

huayna picchu machu picchu

Fila para a Huayna Picchu | Foto: Passagens Imperdíveis

Além de visitar a cidadela (aquelas construções que você vê em todas as fotos de Machu Picchu), você pode subir as montanhas ao redor do sítio. Ambas são trilhas de nível moderado para difícil, portanto se não gosta desse tipo de aventura, pode deixar de lado.

Entretanto, caso queira explorar o quanto puder esse lugar mágico, inclua no seu ingresso as montanhas e prepare o físico, porque gastará bastante energia nas horas de caminhada. A vista lá de cima dá um panorama ainda melhor da beleza dali.

#DicaPI: outras montanhas e trilhas incríveis para fazer em Cusco!

Passaporte

Ao ir para Machu Picchu, você pode levar seu passaporte e ganhar um carimbo do local.

E antes que se pergunte: passaporte não é obrigatório para entrar no Peru. Tanto que o incluímos nesta lista de países que só exigem a carteira de identidade para a entrada de brasileiros. Essa dica do carimbo em Machu Picchu é só um extra, para ficar mais marcado na sua memória esse lugar fantástico.

Cartão de crédito e identidade

Se pagar o seu ingresso para Machu Picchu com cartão de crédito, leve consigo seu documento e o cartão utilizado no pagamento. Isso porque é de praxe conferirem na entrada do sítio a autenticidade da compra.

Comprou com cartão de outra pessoa? Tire xerox da identidade dela e do cartão, para comprovar que é de alguém conhecido.

Dependendo do rigor do funcionário, pode até te barrar, caso não consiga provar que usou cartão de crédito autorizado. O mesmo vale para os ingressos de trem da Inca Rail e Peru Rail.

Compra dos ingressos

Bom, você já tem a base sobre como ir a Machu Picchu. Chegou a hora das compras. Para garantir que tudo vai dar certo, a dica é comprar todos os bilhetes on-line, ainda no Brasil. Claro, você também pode comprar ao vivo, no Peru, mas assim corre o risco de esgotarem os horários que queria.

Nesse sentido, escrevemos 2 guias bem detalhados para te orientar na compra:

Siga o Passagens Imperdíveis nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito. Dessa maneira, receberá alertas de passagens aéreas promocionais para o Peru e outros destinos. Também terá acesso a mais dicas como essas no Brasil e no mundo!

Abaixo, um exemplo de promoção de passagem aérea para Cusco publicada em nosso Cusco:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Passagens Imperdíveis (@passagensimperdiveis) em