Home > Dicas de viagem > O que fazer em Cusco: atrações na cidade e arredores

O que fazer em Cusco: atrações na cidade e arredores

A antiga capital do Império Inca inspira história e expira beleza, num misto de estilos andino (habitantes originais) e espanhol (colonizadores). Por isso, são diversas as opções de o que fazer em Cusco. Seja na própria cidade, seja nos arredores, você se encantará com as construções, as ruínas e as pessoas.

Você pode seguir a leitura na sequência ou ir direto ao tópico do seu interesse:

Dicas úteis para antes do passeios

Para curtir os pontos turísticos de Cusco ao máximo, é importante se atentar a algumas características da cidade antes de explorá-la. Assim, sua viagem fluirá tranquilamente.

Chegada

Não existe voo direto do Brasil para Cusco, portanto você ou fará conexão em Lima, ou passará alguns dias lá antes do novo embarque. Nós já testamos essa segunda opção e voamos de Lima para Cusco pela Viva Air, uma cia. aérea low cost peruana.

Altitude

cha de coca peru cuscoO primeiro detalhe é a altitude de Cusco: 3.400 metros. Isso é bem mais alto do que estamos acostumados no Brasil, já que a nossa recordista é Campos do Jordão: 1.600 metros (quase metade de Cusco).

Com isso, algumas pessoas sentem o chamado “soroche”, cujos sintomas incluem dores de cabeça, tontura e enjoo. Felizmente, há prevenção e tratamento: chá e folha de coca, oferecidos gratuitamente em hotéis, restaurantes, aeroporto, estações, etc.

Transporte

Se precisar de carro em Cusco, não alugue, chame táxi acenando ou pelo Cabify, que aceita cartão de crédito e dinheiro. Lá também tem Uber, mas – por incrível que pareça – é mais caro que os táxis. De toda forma, sempre confirme o valor da corrida antes de entrar no carro, pois não usam taxímetro.

Embora o centro turístico seja pequeno e fácil de explorar a pé, há muitas ladeiras na cidade – na verdade, lembra muito Ouro Preto. Sendo assim, quando desanimar, pegue um táxi até o próximo ponto turístico de Cusco.

Quando ir

A alta temporada na cidade é em junho e julho, pois o tempo é seco e se realizam eventos folclóricos, como a Festa do Sol. Por outro lado, nessa época os preços sobem junto com a demanda.

Mesmo que vá em época de chuva, sobretudo a partir de março, dá para aproveitar os pontos turísticos de Cusco. Isso porque a frequência das águas começa a reduzir.

Onde ficar

plaza de armas cusco

Plaza de Armas vista de longe | Foto: Passagens Imperdíveis

O melhor lugar para se hospedar em Cusco é na Plaza de Armas e seus arredores. Dessa forma, você ficará próximo aos pontos turísticos, lojas, agências de turismo e restaurantes. Nós até indicamos alguns hotéis na cidade.

Onde comer

Quanto às opções de onde comer em Cusco, você encontrará das mais baratas até as requintadas. A maioria dos bons restaurantes fica próxima à Plaza de Armas. E como a oferta é grande, os garçons te “disputam” na rua, mas basta agradecer e seguir a caminhada, caso não queira escolher aquele lugar.

Neste vídeo, mostramos alguns hotéis e restaurantes que experimentamos pessoalmente em Cusco. Assista!

Comece seu roteiro em Cusco, no Peru, com dicas de transporte, hotéis e restaurantes na antiga capital do Império Inca! Extra: contamos como evitar o mal da atitude (soroche)!

Quanto tempo ficar

Para explorar todas as opções de o que fazer em Cusco e arredores, você precisaria de pelo menos 1 semana. Isso porque são diversos os sítios arqueológicos. Entretanto, se o seu tempo for mais curto, 3 dias dão conta só do básico.

#DicaPI: essas foram algumas dicas de viagem para Cusco; se você quiser ainda mais informações práticas de turismo no Peru, veja este post detalhado!

O que fazer em Cusco – centrinho

Dentro da cidade, você fará todos os passeios a pé, a menos que desanime de subir uma ou outra ladeira. Outro detalhe é que os pontos turísticos de Cusco agradam a diferentes gostos, pois englobam museus, mirantes, igrejas e mercados.

Neste vídeo, você confere dicas para seu roteiro no centro histórico de Cusco. Assista!

Para você que busca o que fazer em Cusco, um roteiro pelo centro histórico da antiga capital do Império Inca, no Peru. Curiosidade: por que a bandeira de Cusco é o arco-íris? Veja no vídeo!

Plaza de Armas

plaza de armas cusco

Plaza de Armas | Foto: Passagens Imperdíveis

Este é o principal ponto de referência em Cusco. Antes da atual forma, era um pântano, então transformado em centro administrativo do Império Inca. Mas com a conquista espanhola, se construiu a Plaza de Armas, cercada de igrejas católicas e mansões. Daí você observará a beleza da arquitetura colonial.

No entorno da Plaza de Armas de Cusco, há dezenas de restaurantes, hotéis, lojas, casas de câmbio e agências de turismo. Portanto, você resolverá sua viagem praticamente toda por lá.

Igrejas

Rebuscadas por fora e por dentro, as igrejas também são pontos turísticos de Cusco. Dessa maneira, você pode admirar a fachada gratuitamente ou pagar para entrar. As igrejas em Cusco abertas à visitação do público são:

catedral de cusco peru

Catedral de Cusco | Foto: Passagens Imperdíveis

  • Catedral de Cusco, Sagrada Família e Iglesia de El Triunfo
    • Endereço: Plaza de Armas (ficam uma ao lado da outra)
  • Igreja de San Cristobal
    • Endereço: Resbalosa, 525
  • Igreja de San Blas
    • Endereço: Carmen Bajo, 120
  • Palácio Arcebispal
    • Endereço: Calle Hatunrumiyoc
  • Museu de Arte Religioso
    • Endereço: Herrajes, 38

Todos funcionam de domingo a domingo, no horário comercial. O preço gira em torno dos S/. 20 (R$ 24) cada. Uma alternativa é comprar o boleto religioso, que dá desconto para visitar mais de uma igreja e fica disponível na porta de qualquer uma delas, por S/. 40. (R$ 48).

#PIInforma: os valores e cotação (R$ 1,20 = S/. 1) correspondem a maio/2019. Como podem mudar com o tempo, use-os só como referência para a sua viagem.

Pedra dos 12 Ângulos

pedra doze cortes cusco peru

Pedra dos 12 Cortes | Foto: Passagens Imperdíveis

Os incas eram verdadeiros mestres na arte da construção. Por isso, uma das marcas desse povo era a simetria com que encaixavam as pedras sem usar nenhum tipo de cimento ou massa. Nesse sentido, a Pedra dos 12 Ângulos demonstra bem tal precisão, portanto um dos pontos turísticos de Cusco.

  • Funcionamento: todos os dias
  • Endereço: Calle Hatunrumiyoc, 480
  • Preço: grátis

Convento Santo Domingo

Construído sobre o antigo Templo do Sol (Coricancha) nos anos 1530, esse convento tem uma história bem interessante, por causa da riqueza e resistência da estrutura original.

convento santo domingo cusco

Vista externa do convento, à noite | Foto: Passagens Imperdíveis

Na época do Império Inca, antes da chegada dos espanhóis, as paredes eram cobertas de lâminas de ouro sólido. Séculos depois, no terremoto de 1950, a parte construída pelos espanhóis cedeu, enquanto a original, dos incas, seguiu firme. Hoje, o local funciona como museu da época dos incas.

  • Funcionamento: seg. a sáb., das 8h30 às 17h30; dom. e feriados, das 14h às 17h
  • Endereço: Plazoleta de Santo Domingo, s/n.
  • Preço: S/. 15 (R$ 18)
  • Mais informações: site oficial

Mercados

mercado san pedro cusco

Tecidos no mercado San Pedro | Foto: Passagens Imperdíveis

Fazer compras em Cusco é um programa turístico, afinal os tecidos, iguarias e artesanatos são encantadores. Ou comprando lembrancinhas, ou só observando as bancas, vale a pena se perder pelos corredores dos mercados. Outra possibilidade é degustar as comidas típicas, desde que você não faça questão de uma higiene impecável.

Nesse quesito, além das dezenas de lojinhas cidade afora, você encontrará 3 opções mais famosas: San Pedro, San Blas e Centro Artesanal.

O Mercado San Pedro é o mais famoso, não à toa, pois oferece grande variedade de produtos e comidas, tanto que muitos moradores o frequentam. Menor que esse primeiro, o San Blas é charmoso, tanto pelo interior quanto pela pracinha logo em frente. Um pouco afastado do centro, o Centro Artesanal foca em artesanatos.

Aproveite o pique, pechinche e pesquise os preços nas diferentes barracas, porque variam um tanto. Por fim, tenha consigo dinheiro vivo, já que nem todos os vendedores aceitam cartão de crédito.

  • San Pedro
    • Funcionamento: seg. a qui., das 6h às 20h; sex. e sáb., das 6h às 19h; dom., das 6h às 18h
    • Endereço: Calle Santa Clara, 497
  • San Blas
    • Funcionamento: todos os dias, das 7h às 16h
    • Endereço: Pumapaccha, 231
  • Centro Artesanal
    • Funcionamento: todos os dias, das 9h às 20h
    • Endereço: Tullumayo, 28
  • Preço: entrada grátis em todos

Mapa de o que fazer em Cusco – centrinho

Veja a localização dos pontos turísticos de Cusco dentro da cidade, para já planejar seu roteiro.

O que fazer em Cusco – arredores

Os passeios nos arredores de Cusco costumam ser bate-volta de um dia inteiro ou metade. Você os negociará em alguma das agências na Plaza de Armas e arredores. A que nós contratamos na hora, sem problema nenhum, foi a Inkas Chacana. No seu hotel, também podem te indicar alguma confiável.

Além de contratar o tour, cujos preços partem de S/. 50 (R$ 60), você deverá comprar o boleto turístico. Este é o ingresso para os sítios arqueológicos, a partir de S/. 70 (R$ 84) para 1 dia ou S/. 130 (R$ 156) para 10 dias. Atenção: o boleto só é necessário para alguns passeios nos arredores, ou seja, caso fique só no centro de Cusco, não precisa dele.

City Tour

ruinas sacsayhuaman cusco peru

Ruínas de Sacsayhuaman | Foto: Pixabay

Esse passeio de meio dia começa pela Igreja e Convento São Domingo, cujo ingresso é pago à parte. A partir de lá, segue para as ruínas Sacsayhuaman, antiga fortaleza inca. O complexo arqueológico Q’enqo, onde havia santuários, é a terceira parada do city tour. Outro forte, dessa vez o Puca Pucara, e a antiga área de lazer dos imperadores Tambomachay completam a visitação.

Foto sob domínio público no Pixabay.

Valle Sagrado dos Incas

O tour no Valle Sagrado dos Incas é um passeio imperdível em Cusco, no Peru! Então veja estas dicas para a sua visita: boleto turístico, agência de turismo e sítios arqueológicos.

Essa excelente opção de o que fazer em Cusco vai te deixar de boca aberta por causa da genialidade dos incas. As construções simétricas, aliadas às belezas naturais, proporcionam paisagens incríveis, que você se perguntará como é possível existirem lugares assim.

Dependendo da agência e dos horários, você pode visitar só alguns sítios arqueológicos ou todos. Nós, por exemplo, fizemos o mais curto (das 8h às 19h) e relatamos tudo sobre o tour no Valle Sagrado dos Incas em um post especial.

Em todos os casos, os passeios levam o dia inteiro, no qual um ônibus/van te transporta e o guia explica cada atração em espanhol e inglês. Conforme a agência, o almoço é incluído, então fique de olho nesse detalhe. (A agência pela qual fizemos – Inkas Chacana – incluiu a refeição!)

O Valle Sagrados dos Incas engloba os seguintes sítios:

pisaq vale sagrado incas peru

Písac, no Valle Sagrado dos Incas | Foto: Passagens Imperdíveis

  • Písac
  • Urubamba
  • Ollantaytambo
  • Maras (Salineiras)
  • Moray
  • Chinchero

Caso faça apenas o passeio de 1 dia, sem incluir nenhum outro ponto turístico de Cusco nos arredores, pode comprar o boleto turístico parcial.

Montanha de 7 Cores (ou Montanha do Arco-íris)

A Montanha de Vinicunca, conhecida pelas 7 cores, é um espetáculo da natureza cuidadosamente preparado ao longo de milhões de anos. O visual, fruto da oxidação dos diferentes minerais que a compõem, compensa os mais de 5 mil metros de altitude do local e a caminhada de 6 km.

montanha 7 cores cusco peru

Montanha de 7 Cores | Foto: Pixabay

Então, ao programar seu passeio para esse ponto turístico de Cusco, tenha em mente que exige certo esforço físico! Por outro lado, não precisará se preocupar com o boleto turístico, pois não se exige aqui. Você só pagará o valor à agência para te levar até lá e eventuais gastos com comida e acessórios.

Foto sob domínio público no Pixabay.

Laguna Humantay

laguna humantay cusco peru

Laguna Humantay | Foto: Unsplash

Essa belíssima lagoa aos pés da montanha Humantay demanda certo esforço, mas vale a pena cada passo. Você caminhará por 1 hora e meia a partir do ponto inicial da trilha – depois de ter viajado por 4 horas de ônibus de Cusco.

No lago, a altitude chega a 4.200 metros, portanto requer cuidado para respirar direito. E sobre a temperatura, de dia é amena, em torno dos 15 °C em média; já de noite, abaixa para menos de 10 °C, chegando a 0 °C no inverno.

Não precisa comprar boleto turístico para esse ponto turístico de Cusco. Logo, você só pagará o valor combinado na agência e o de eventuais refeições e acessórios pelo caminho.

Foto sob domínio público no Unsplash.

Machu Picchu bate-volta

É verdade que muita gente faz esse passeio no esquema bate-volta, embora não seja o mais recomendado, por ficar muito corrido. Entretanto, se a sua agenda estiver muito apertada, sem problema, vá em frente e conheça uma das 7 Maravilhas do Mundo!

machu picchu peru

Machu Picchu | Foto: Passagens Imperdíveis

Basicamente, você sairá de Cusco bem cedo, de madrugada mesmo, pegará o trem, visitará a montanha de Machu Picchu e voltará em seguida. O lado bom é que a agência resolverá todos os trâmites para você. Portanto, não precisará comprar os bilhetes on-line, apesar de que, assim, ficará mais caro.

Veja este guia para ir a Machu Picchu com calma, sem o intermédio de agências!

Mapa de pontos turísticos de Cusco – arredores

Para você se situar, observe a localização das atrações ao redor de Cusco citados no post. Separamos por cores os passeios, a fim de facilitar a sua navegação!

Siga o Passagens Imperdíveis nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito. Assim, receberá notificações de passagens aéreas promocionais no seu celular e feed. Com isso, poderá viajar para o Peru pagando bem menos que a média!