Home > Dicas de viagem > O que fazer em Ouro Preto: dicas para roteiros de 1 e 2 dias

O que fazer em Ouro Preto: dicas para roteiros de 1 e 2 dias

De antiga capital do estado a atual polo universitário, essa cidade tem uma riquíssima história. Por isso, atrai turistas do mundo inteiro. Assim, para ajudar você a programar sua viagem, separamos dicas e mostramos o que fazer em Ouro Preto, com opções para 1 ou 2 dias de roteiro!

ruas ouro preto

Clima tranquilo da cidade | Foto: Passagens Imperdíveis

Se quiser, vá direto ao tópico de seu interesse:

Um pouco sobre Ouro Preto

Conheça alguns fatos e curiosidades que justificam a sua busca por o que fazer em Ouro Preto!

Origem do nome

O nome “Ouro Preto” veio por causa do tom escuro das primeiras pedras de ouro encontradas, que tinham uma camada de óxido de ferro sobre elas. Mas nem sempre a cidade se chamou assim! O nome original era Vila Rica, que só mudou com a elevação da cidade à condição de capital de Minas Gerais.

Capital do estado

Ouro preto foi capital de Minas Gerais por quase 70 anos. No entanto, perdeu o posto em 1890, com a fundação de Belo Horizonte.

Protagonismo dos escravos

muro de pedra ouro preto

Muro de pedra | Foto: Passagens Imperdíveis

Assim como no resto do Brasil, os escravos cumpriam papel fundamental nas construções. Contudo, em Ouro Preto eles iam além do básico.

Os muros de pedra foram construídos por escravos durante os horários de descanso. Por isso, surgiu a expressão “descansar carregando pedra”.

Além disso, os escravos também participavam ativamente das atividades de engenharia para construir os edifícios sobre o acidentadíssimo terreno. Sendo assim, adicione isso à sua lista de o que fazer em Ouro Preto: observar os muros de pedra sobre pedra pela cidade afora.

Cidade universitária

Fundada em 1969, a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) deu ar universitário à cidade. Portanto, além de igrejas e museus, há diversas opções de bares, pubs e festas para vida noturna, algo bem típico desse público.

Sobe e desce

ladeira ouro preto

Vale a pena subir as ladeiras em Ouro Preto | Foto: Passagens Imperdíveis

Mais de 50% da topografia do terreno é montanhosa, ou seja, haja pernas! Assim, você vai andar bastante em Ouro Preto, ora subindo, ora descendo. Mas como dizem por lá, “na descida, todo santo ajuda!”.

Quando ir (clima e alta temporada)

Em Ouro Preto, a temperatura varia entre 6 °C e 28 °C, o que significa que não é uma cidade quente. Chove, sobretudo, no verão (dezembro a fevereiro). Por isso, se pretende andar pela cidade, programe outra época do ano (março a novembro). Mas, mesmo assim, confira a previsão do tempo antes de viajar, pois caem chuviscos ao longo do ano todo. Com isso, você já sai de casa com seu guarda-chuva em mãos.

Já as altas temporadas são nas épocas de carnaval e férias: fevereiro, julho e dezembro. Incluem-se, também, feriados religiosos, como Semana Santa, Corpus Christi e Natal. Portanto, se você deseja economizar, busque épocas de baixa temporada, como é o caso de agosto, por exemplo.

Onde ficar em Ouro Preto

No que diz respeito à hospedagem, se você deseja conhecer os principais pontos turísticos de Ouro Preto, procure ficar o mais próximo do centro. Assim, dá pra andar bastante a pé, economizando tempo e dinheiro.

#DicaPI: testamos 3 pousadas em Ouro Preto de diferentes faixas de preço, para ajudar você a escolher uma que valha a pena!

Como chegar saindo de Belo Horizonte

Não existe aeroporto em Ouro Preto para voos comerciais. Portanto, é usual comprar passagem aérea para Belo Horizonte e seguir por terra até a cidade histórica.

A distância de Belo Horizonte a Ouro Preto é de quase 100 km, que levam cerca de 2 horas de carro ou ônibus.

Nesse sentido, estas são duas opções populares:

  • Carro: saindo de BH, pela BR-356, caminho mais curto, ou pela BR-040, mais longa (Saiba como alugar carro!);
  • Ônibus: Viação Pássaro Verde, sai da rodoviária de BH de 1 em 1 hora (com exceção do horário de 22h, que não existe). Leva 1 hora e 50 minutos para chegar, em média.
    • Passagem: R$ 35,95 (consultado em maio/2019).

No caso da opção de ônibus, você pode pegar o Conexão Aeroporto em Confins com destino à rodoviária de BH. Desse modo, embarca lá mesmo para Ouro Preto.

Caso alugue carro, retire no próprio aeroporto. Aí nossa dica universal é usar o Google Maps na sua viagem, de maneira que traçará as melhores rotas para chegar em segurança, seja pela BR-356, seja pela BR-040.

Transporte pelos pontos turísticos de Ouro Preto

Você conseguirá conhecer a maioria dos pontos turísticos de Ouro Preto a pé. Então, quando for a algum mais afastado ou se cansar dos morros da cidade, pode escolher uma alternativa.

Como Ouro Preto não tem Uber nem 99Pop, o táxi é o meio de transporte mais comum para turistas. Dessa forma, anote a dica: consulte o preço da corrida antes de entrar no carro, pois não há taxímetro.

Caso esteja de carro alugado, atente-se à sinalização, pois há bastantes ruas de mão única ou com trânsito restrito. No entanto, na alta temporada, pode ter dificuldade de encontrar estacionamento próximo às atrações. Logo, se puder, deixe o carro no hotel e siga a pé ou de táxi dentro da cidade.

#DicaPI: aqui não funciona nenhum destes, mas anote para suas próximas viagens alguns aplicativos de transporte tipo Uber.

O que fazer em Ouro Preto

São diversos os pontos turísticos em Ouro Preto, e o bom é que ficam próximos uns aos outros. Assim, você consegue conhecer bastante coisa em 1 ou 2 dias, a maioria caminhando.

Praça Tiradentes

praça tiradentes ouro preto

Praça Tiradentes | Foto: MTur

É o ponto de partida mais comum para o turismo na cidade. Lá, se concentram restaurantes, cafés e alguns pontos turísticos de Ouro Preto. Também há diversos guias se oferecendo aos turistas. O detalhe é que nem todos são confiáveis, então se atente caso for escolher um. Como nós fizemos nosso roteiro por conta própria, não temos ninguém para indicar.

Quanto ao grande monumento a Tiradentes que você verá no centro da praça, foi instalado em 1894. Trata-se de uma homenagem ao sacrifício do alferes na Inconfidência Mineira. A partir de então é que o local ganhou esse nome (antes era Praça da Independência).

  • Endereço: Praça Tiradentes
  • Funcionamento: livre
  • Preço: grátis

Foto por Pedro Vilela/MTur, sob domínio público, no Flickr.

Museu da Inconfidência

museu inconfidencia ouro preto

Museu da Inconfidência | Foto: Passagens Imperdíveis

Nesse museu, você encontrará diversos artigos referentes à Inconfidência Mineira, importante movimento para Minas Gerais e o Brasil. Além disso, o prédio em si tem a própria história, visto que já sediou a Casa da Câmara e a Cadeia de Vila Rica.

  • Endereço: Praça Tiradentes, 139
  • Funcionamento: ter. a dom., das 10h às 17h
  • Ingresso: R$ 10 inteira (estudantes e idosos pagam meia)
  • Mais informações: site oficial

Foto por Pedro Vilela/MTur, sob domínio público, no Flickr.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

igreja do carmo ouro preto

Igreja do Carmo | Foto: MTur

Essa igreja, que fica logo atrás do Museu da Inconfidência, é uma das obras do arquiteto Aleijadinho. Anexo ao terreno, fica o Museu do Oratório, que expõe grande variedade de peças religiosas.

O desenho dessa igreja, concluída em 1766, remete à fase rococó da arquitetura colonial mineira. Esse estilo se caracteriza pelo uso abundante de curvas e de elementos decorativos, como conchas, flores e laços. Também tem pinturas de Manuel Costa Athaíde, o principal pintor colonial brasileiro.

  • Endereço: rua Brigadeiro Musqueira, s/n.
  • Funcionamento: ter. a dom., das 7h às 11h e das 13h às 17h; missa aos domingos, às 8h30
  • Visitação na igreja: R$ 3
  • Visitação no museu: R$ 5 (idosos e estudantes pagam meia)

Foto por Pedro Vilela/MTur, sob domínio público, no Flickr.

Teatro e museu Casa da Ópera

casa da opera ouro preto

Teatro e museu Casa da Ópera | Foto: Wikimedia Commons

Não se deixe enganar pela fachada simples desse prédio laranja. Isso porque, lá dentro, funciona o mais antigo teatro em atividade na América Latina. Inaugurado em 1770, ou seja, há mais de 200 anos, o espaço tem programação de eventos e visitas guiadas.

  • Endereço: rua Brigadeiro Mosqueira, 4
  • Funcionamento: seg. a sex., das 12h às 17h; sáb., das 12h às 16h
  • Visitação: R$ 4 (não informado sobre meia-entrada)
  • Mais informações: página no Facebook

Foto por Josue Marinho, sob Creative Commons 3.0, na Wikimedia Commons

Igreja São Francisco de Assis

igreja sao francisco de assis ouro preto

Igreja São Francisco de Assis | Passagens Imperdíveis

Essa igreja mistura os estilos arquitetônicos barroco e rococó e foi construída no final dos anos 1700. Talvez uma das mais celebradas da cidade, é obra-prima de Aleijadinho e do pintor Mestre Ataíde. Por isso, recomendamos muito colocar na sua lista de o que fazer em Ouro Preto!

  • Endereço: Largo da Coimbra, s/n.
  • Funcionamento: ter. a dom., das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h
  • Visitação: R$ 10 (estudantes e idosos pagam meia)

Feira de Pedra-Sabão

Feira de artesanato de sabão

Feira de artesanato de sabão | Foto: MTur

Logo em frente à Igreja São Francisco de Assis, essa feira é ideal para comprar lembranças de Ouro Preto. O diferencial é que, além da variedade de peças produzidas localmente, você encontrará artesãos esculpindo lá mesmo, o que dá um tom ainda mais afetivo aos artigos.

  • Endereço: Largo da Coimbra, s/n.
  • Funcionamento: todos os dias das 7h às 19h
  • Visitação: grátis

Foto por Pedro Vilela/MTur, sob domínio público, no Flickr.

Basílica Nossa Senhora do Pilar

basilica nossa senhora pilar ouro preto

Interior da Basílica do Pilar | Foto: MTur

Se o que você quer fazer em Ouro Preto é constatar a riqueza que essa cidade já teve, visite esta igreja! Erguida no início dos anos 1700, é uma das mais luxuosas da cidade. A ornamentação da igreja leva mais de 400 kg de ouro e 400 kg de prata, fora os centenas de anjos esculpidos.

Para completar o passeio na Basílica Nossa Senhora do Pilar, vá ao Museu de Arte Sacra do Pilar, anexo à igreja. Nele, você verá diversos ornamentos, roupas, esculturas, entre outras peças ligadas à história do local.

  • Endereço: Praça Monsenhor Castilho Barbosa, 17
  • Funcionamento: ter. a dom., das 9h às 10h45 e das 12h às 16h45
  • Visitação: R$ 10 (inclui a igreja e o museu anexo)
  • Mais informações: site oficial

Foto por Pedro Vilela/MTur, sob domínio público, no Flickr.

Igreja Nossa Senhora do Rosário

igreja nossa senhora do rosario ouro preto

Igreja Nossa Senhora do Rosário | Foto: Passagens Imperdíveis

Escravos adeptos ao catolicismo construíram essa igreja no final dos anos 1700 e inícios dos 1800. Por isso, também é conhecida como Rosário dos Pretos. Segue o estilo puramente barroco, marcado pela fachada curva e a planta elíptica.A construção foi viabilizada graças ao trabalho da Irmandade dos Homens Pretos, grupo de negros escravos e alforriados católicos que não podiam frequentar os mesmos cultos dos brancos.

  • Endereço: Largo do Rosário, s/n.
  • Funcionamento: ter. a qui., das 12h às 16h45; dom., das 13h às 15h30
  • Visitação: gratuita

Igreja Nossa Senhora da Conceição

igreja nossa senhora conceicao

Igreja Nossa Senhora da Conceição | Foto: Passagens Imperdíveis

Com quase 300 anos de existência, essa igreja tem uma ligação especial com Aleijadinho e o pai dele (Manuel Francisco Lisboa), também arquiteto. Isso porque os corpos de ambos estão enterrados lá. Não é por acaso, afinal o projeto e a construção ficaram por conta de Manuel.

Ainda tem mais sobre essa família que criou o que hoje são os principais pontos turísticos de Ouro Preto. O Museu do Aleijadinho fica anexo à Igreja Nossa Senhora da Conceição, e você pode visitá-lo no mesmo passeio.

Na época da publicação deste texto – maio/2019 – tanto a igreja quanto o museu estavam fechados para reforma. Sendo assim, consulte no local se já abriram ao público. Mas, de toda forma, dedique alguns minutos a contemplar a belíssima fachada dessa construção!

  • Endereço: Praça Antônio Dias
  • Funcionamento: normalmente, ter. a dom., das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h
  • Visitação: R$ 10 (inclui igreja e museu)

Casa de Aleijadinho

loja casa aleijadinho

Loja Casa Aleijadinho | Foto: MTur

Embora uma boa opção de o que fazer em Ouro Preto, esse lugar costuma confundir muitos turistas. Explicamos por quê: trata-se de uma loja, não de um museu, nem da casa em que morou Aleijadinho.

O que você encontrará ali é uma casa da época do Aleijadinho, que está quase toda preservada na originalidade. Assim, os proprietários realizam visita guiada, inclusive pelas passagens secretas dentro dela.

Entre os produtos vendidos na Casa de Aleijadinho, destaque para as cachaças mineiras, cuja fama é internacional!

  • Endereço: rua da Conceição, 28
  • Funcionamento: todos os dias, das 9h às 18h30

Foto por Pedro Vilela/MTur, sob domínio público, no Flickr.

Igreja de Santa Efigênia

igreja santa efigenia ouro preto

Igreja de Santa Efigênia ao longe | Foto: Passagens Imperdíveis

Originalmente dedicada à Nossa Senhora do Rosário, ficou mais conhecida pelo nome de Santa Efigênia, outra padroeira da igreja. As obras duraram cerca de 50 anos (de 1734 a 1785) e foram bancadas pela Irmandade dos Homens Pretos

Dizem que a estátua de uma mulher carregando um bebê, disposta na frente da igreja, foi presente de Aleijadinho, mas todos os dados históricos sobre os artistas participantes da obra são controversos. Esse caráter informal da construção prova o mérito dos negros escravos ou alforriados, que mesmo excluídos e com todas as dificuldades, se esforçaram para professar a fé.

  • Endereço: rua Santa Efigênia, s/n.
  • Funcionamento: ter. a dom., das 8h30 às 16h30
  • Visitação: R$ 10 (não informado sobre meia-entrada)

Ponte dos Suspiros

Lanche próximo à Ponte dos Suspiros

Lanche próximo à Ponte dos Suspiros | Foto: Passagens Imperdíveis

A Ponte Antônio Dias, existente desde 1755, ganhou o apelido “Ponte dos Suspiros” em alusão à obra de Tomás Antônio Gonzaga, poeta que ficou famoso pelos textos dirigidos à sua amada, Maria Dorotéia.

Nas declarações, ele era Dirceu, ela, Marília, o que gerou o famoso nome Marília de Dirceu. Como não podiam trocar carinhos, restava suspirar de paixão um pelo outro.

Ali você ainda encontrará duas lanchonetes para uma pausa no seu passeio. O nome de cada uma? Advinha! Marília… e Dirceu! Seja para um lanche rápido, seja para uma refeição completa, dá para comer bem nessa região.

#DicaPI: veja mais detalhes sobre essas e outras opções de bares, lanchonetes e restaurantes em Ouro Preto!

  • Endereço: Largo Marília de Dirceu
  • Funcionamento: ter. a sáb., a partir das 11h

Mapa de pontos turísticos de Ouro Preto

Para que você consiga planejar seu roteiro por Ouro Preto em 1 ou 2 dias, veja a localização de todos os pontos turísticos citados neste post.

Vídeo de o que fazer em Ouro Preto

Quer se inspirar mais? Veja o vídeo publicado em nosso canal do YouTube com os pontos turísticos de Ouro Preto que visitamos durante nossa estadia por lá!

Chegamos em Ouro Preto! Vamos te contar dicas para conhecer a história da cidade (que é importante parte da história do Brasil), destino que faz parte da Estrada Real e que consideramos imperdível.

Esperamos que você curta ao máximo estas opções de o que fazer em Ouro Preto. Por isso, temos uma dica final para você economizar bastante nesta e em outras viagens.

O Passagens Imperdíveis compartilha promoções de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais. Então siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) para ficar sabendo dos descontos e aproveitá-los rapidamente.

Outra opção é baixar o aplicativo gratuito, que envia notificações de passagens aéreas promocionais em tempo real. Dessa forma, você sai na frente de todo mundo e consegue comprar antes que acabem!