Home > Dicas de viagem > Turismo no Marrocos: dicas práticas para uma viagem segura

Turismo no Marrocos: dicas práticas para uma viagem segura

bandeira marrocos

Bandeira do Marrocos | Foto: Passagens Imperdíveis

Outra cultura. Outro idioma. Outra moeda. Outra arquitetura. De fato, qualquer viagem internacional traz esse tipo de experiência. Mas o turismo no Marrocos é diferente. Emociona, encanta, impacta. Nesse país africano a quase 7 mil km de distância do Brasil, a todo momento você tem a certeza de que está vivendo algo exclusivo.

E para que sua viagem corra bem, com toda a tranquilidade, segurança e comodidade, compartilhamos estas dicas. O foco é em Marrakech e Casablanca, mas as informações gerais valem pro país inteiro. Desse modo, você aproveitará ao máximo e só trará boas lembranças do Marrocos!

Se quiser, vá direto a um tópico:

Quando ir ao Marrocos

Seja qual for a época do ano que você viajar, o turismo no Marrocos terá um charme. Deve-se ter atenção quanto às temperaturas, que são altas no verão, e à alta temporada, que encarece os hotéis. Contudo, não é nada que prejudique sua experiência, desde que se planeje bem com a ajuda destas dicas!

Marrakech

A mais badalada cidade do Marrocos recebe turistas o ano inteiro, pois praticamente não chove.

No verão, entre junho e setembro, a temperatura chega a ultrapassar os 40 °C, portanto faz bastante calor. Ainda assim, é alta temporada, já que os europeus passam férias lá. O inverno (dezembro a março) é mais frio, sobretudo à noite, quando chega a fazer 5 °C. Por sua vez, a primavera (março a junho) e o outono (setembro a dezembro) são mais amenos.

Por isso, a melhor época para viajar a Marrakech é na primavera e outono.

Casablanca

Quanto ao clima, Casablanca é semelhante à Marrakech. A diferença é com relação à alta e baixa temporadas, pois não varia tanto. Isso porque não se trata de uma cidade turística, mas principalmente de negócios. Sendo assim, o ano inteiro é favorável para visitar o local.

Como chegar

Além de ser fácil chegar às cidades turísticas de avião ou de trem, o turismo no Marrocos tem outro incentivo: pouca burocracia com os documentos.

Documentação para o Marrocos

A documentação para viajar ao Marrocos é simples:

  • Visto para o Marrocos: não exigido para turistas brasileiros por até 90 dias.
  • Passaporte: obrigatório, válido por pelo menos 90 dias após a saída do Brasil. (Saiba como tirar o seu)
  • Certificado internacional de vacinação: não exigido. (Mas se quiser emitir o seu, é fácil e grátis!)
  • Seguro viagem: não obrigatório, mas recomendado. (Veja como funciona!)
aviao tap portugal marrocos

Avião da TAP | Foto: Passagens Imperdíveis

Voos para Marrakech e Casablanca

Saem voos para Marrakech e Casablanca a partir de diversas cidades do Brasil, operados por diferentes cias. aéreas, como TAP Air Portugal, Air Europa, Alitalia, Royal Air Maroc, etc. Há opções de voo direto e com conexão.

Trem de Marrakech a Casablanca e vice-versa

Com boa infraestrutura ferroviária, as principais cidades turísticas do Marrocos estão ligadas por trem. Dá para comprar as passagens on-line, no site oficial da operadora, ou nas estações.

Ao contrário do que se pensa num primeiro momento, os trens e estações são modernos e confortáveis. Há duas classes: a econômica e a primeira. Nessa última, dá até para marcar o assento.

#DicaPI: veja como é viajar de trem no Marrocos!

Onde ficar para turismo no Marrocos

Para otimizar seu roteiro de turismo no Marrocos, a localização do hotel faz toda a diferença. Dessa forma, anote as dicas a seguir!

arquitetura patio hotel marrocos

Hotéis no Marrocos são cheios de detalhes | Foto: Passagens Imperdíveis

Marrakech

Como a maioria das atrações se concentra ao redor da Medina, a dica é se hospedar ou nos arredores ou dentro dela. A única desvantagem de ficar lá dentro é que não entram carros nessa parte da cidade, o que pode prejudicar de noite, caso não queira andar a pé pelas ruelas não tão iluminadas. Mas isso é uma questão bem pessoal, pois o local é bem seguro.

#DicaPI: veja esta lista com mais informações sobre hospedagem em Marrakech!

Casablanca

Nas regiões próximas do centro da cidade ou da orla na praia, devido à facilidade de acesso aos pontos turísticos ou, no caso do litoral, pela beleza. A Medina de Casablanca tem hotéis, porém as ruelas ficam desertas de noite, o que pode causar desconforto para voltar, já que terá de andar a pé. Já nessa cidade, sim, a ocorrência de furtos e roubos é mais recorrente, embora não se compare com a violência urbana em grandes cidades brasileiras.

#DicaPI: veja este post com mais detalhes sobre hotéis em Casablanca!

Fuso horário no Marrocos

noite em marrakech marrocos

Marrakech à noite | Foto: Passagens Imperdíveis

O fuso horário do Marrocos é UTC/GMT +1. Na prática, o horário é 4 horas à frente do horário de Brasília. Quando é horário de verão aqui, a diferença cai para 3 horas.

  • Horário de Brasília: 10h aqui, 14h lá.
  • Horário de verão no Brasil: 10h aqui, 13h lá.

A dica principal para programar sua viagem é adicionar a hora do Marrocos (Marrakech ou Casablanca) no app de relógio do seu celular.

Nascer e pôr do sol

Dependendo da época do ano em que você viajar a turismo no Marrocos, poderá aproveitar mais a luz do dia. Para tanto, confira a faixa de horário do nascer e pôr do sol em Marrakech e Casablanca:

  • Primavera (março a junho): entre 5h30 e 8h; entre 20h e 21h – dias longos
  • Verão (junho a setembro): entre 6h e 7h30; entre 19h e 21h – dias longos
  • Outono (setembro a dezembro): entre 7h e 8h; entre 18h e 19h – dias curtos
  • Inverno (dezembro a março): entre 7h e 8h; entre 18h e 19h – dias curtos

Tomada e eletricidade

A voltagem é 220 V e a maioria das tomadas é dos tipos C e E, ambos com dois pinos redondos. Sendo assim, o mais garantido é levar adaptador universal.

Moeda, câmbio e quanto dinheiro levar

A moeda corrente no Marrocos é o dirham marroquino (Dh), cujo código internacional é MAD.

Para fazer câmbio, o ideal é levar euros ou dólares. A cotação na época da nossa viagem – abril/2019 – era:

  • Real para dirham: R$ 1 = Dh 2,48
  • Real para euro: R$ 4,38 = € 1
  • Dirham para euro: Dh 10,85 = € 1
  • Dirham para dólar: Dh 9,61 = US$ 1

Os lugares mais indicados para fazer câmbio em Marrakech, quanto à taxa, são no Hotel Ali e nas casas de câmbio do bairro Gueliz. A taxa do aeroporto é um pouco desfavorável, mas se você não quer trabalho, ainda vale a pena a diferença, sobretudo por causa da comodidade.

Em Casablanca, por ser uma cidade de roteiro curto, vale trocar no aeroporto, mesmo sendo mais caro. Afinal, a tendência é seguir de lá para outra, onde poderá trocar numa casa de câmbio.

Com relação à quanto dinheiro levar para o Marrocos, devemos assumir: é uma questão que varia a cada caso. Mas podemos ajudar você a se planejar.

Considere que, por pessoa, gastará de 200 a 300 Dhs por dia, incluindo refeições, transporte e pontos turísticos. Esses valores são uma média e podem variar. Logo, aconselhamos a ver os outros posts de dicas do Marrocos, em que falamos valores de restaurantes, atrações turísticas e táxis.

Mais sobre o dirham marroquino:

  • Notas: Dh 200, Dh 100, Dh 50, Dh 20
  • Moedas: Dh 10, Dh 5, Dh 2, Dh 1, Dh 1/2, 20 centavos, 10 centavos, 5 centavos, 2 centavos, 1 centavo

Idioma

placa no marrocos em diversos idiomas

Placa traduzida em Marrakech | Foto: Passagens Imperdíveis

O idioma oficial no Marrocos é o árabe, mas o povo também fala francês. Além disso, nas regiões mais turísticas em Casablanca e Marrakech, fala-se inglês. Já no norte do país, próximo à Espanha, é comum a população dominar o idioma espanhol. Por fim, outra língua é o berberes, falada por nativos do norte da África.

Internet no Marrocos

loja de chip de internet aeroporto marrocos

Internet no aeroporto de Marrakech | Foto: Passagens Imperdíveis

Há pelo menos 4 grandes operadoras no Marrocos: Maroc Telecom, Inwi, Orange e Meditel.

Experimentamos a Inwi e a Orange, cujos quiosques ficam na área de desembarque do aeroporto. Os chips custam a partir de € 5 (R$ 21,90). A cobertura ao longo de toda a viagem foi excelente, portanto recomendamos ambas as operadoras!

O que levar na mala

A questão da mala é muito pessoal, porém existem itens indispensáveis a qualquer viajante. Afinal, garantem o conforto e até a segurança ao longo da viagem. No caso do turismo no Marrocos, recomendamos o seguinte:

  • Remédio de estômago e dor de barriga, porque o corpo pode demorar a se adaptar à culinária
  • Protetor solar, já que o sol, principalmente no verão, é bem forte
  • Roupas longas, tanto por questão de respeito à cultura muçulmana quanto para se proteger do sol
  • Tênis, pois se anda bastante na Medina.

#DicaPI: confira estas dicas de o que levar na mala de mão!

Transporte no Marrocos

Este é o resumo dos principais meios de transporte que você pode utilizar na sua viagem de turismo no Marrocos! Se você quiser mais detalhes, acesse este post exclusivo sobre como andar no país.

Trem

É um bom meio de transporte entre as cidades, porque é rápido, barato e confortável. Gerenciado pela empresa estatal ONCF, liga, entre outras, Marrakech, Casablanca, Fez e Tânger, destinos populares para turismo no Marrocos.

Apesar de o site ter opção de venda de passagens on-line, não conseguimos concluir a compra. E sim, o cartão de crédito era internacional e estava autorizado para compras no Marrocos. Por isso, caso não consiga também, compre com antecedência nas próprias estações de trem.

Tempo médio entre algumas cidades de trem

  • Marrakech e Casablanca: 3 horas e meia.
  • Marrakech e Fez: 6 horas e meia.
  • Casablanca e Fez: 4 horas.
  • Marrakech e Tanger: de 5 a 9 horas, conforme as paradas.
  • Casablanca e Tanger: 2 horas e 10.

Carro alugado

Quem tem mais de 1 semana para curtir um roteiro pelo Marrocos, pode alugar carro para viajar entre as cidades. Apesar de ser mais caro que o trem, vale pela aventura.

Agora, se a intenção é alugar carro para andar dentro das cidades, achamos que não compensa. Isso porque os pontos turísticos não ficam tão longe uns dos outros e não se entra de carro na Medina.

Táxi

taxi marrocos

Táxi no Marrocos | Foto: Passagens Imperdíveis

Os táxis costumam cobrar mais caro dos turistas, tanto no aeroporto quanto dentro da cidade. Assim, deve-se negociar o preço antes de entrar no carro. Um valor de referência é a faixa de 15 Dhs em corridas de um ponto turístico a outro, seja em Casablanca, seja em Marrakech.

Aplicativo de carro

Não tem Uber no Marrocos! Em Casablanca, uma alternativa é o app Careem, cujo funcionamento se assemelha ao Uber e a forma de pagamento é o dinheiro.

O Careem funcionou na maioria das vezes, já que numa determinada viagem, o carro que chegou era diferente do informado. Então cancelamos e pedimos outro.

Já em Marrakech, não encontramos nenhum aplicativo de carro. Por isso, se você tiver alguma sugestão, deixe nos comentários!

A pé

Dentro das Medinas (Casablanca e Marrakech), só é possível andar a pé, pois carros não entram. Portanto, prepare-se para caminhar bastante!

Aeroportos no Marrocos

aeroporto marrakech

Aeroporto de Marrakech | Foto: Passagens Imperdíveis

Marrakech e Casablanca recebem voos internacionais. Desse modo, é possível comprar passagem aérea para ambas as cidades. Abaixo, algumas dicas de como sair de seus respectivos aeroportos.

Marrakech

O Aeroporto Marrakech-Menara fica a uns 8 km do centro da cidade, portanto o transporte até os hotéis principais dura, em média, de 15 a 20 minutos. Caso fique na medina, todos os transportes deixam no portão dela, pois carros não entram.

Táxi

Cobram mais caro de turistas e há relatos de alguns que deixam no lugar errado. O preço médio é 80 Dhs para deixar no centro da cidade. Recomendamos como última opção.

Ônibus n° 19

Alternativa mais barata, mas sujeita aos horários. Os ônibus saem a cada 20 e 30 minutos, dependendo do período. Mas não funciona de madrugada: vai das 6h às 0h. Logo, atente-se ao horário do seu desembarque, caso deseje pegar o ônibus.

Do aeroporto de Marrakech ao centro, a viagem dura, em média, 30 minutos. O preço da passagem é 40 Dhs e o ponto do ônibus fica no exterior do aeroporto, a uns 10 minutos de caminhada.

Transfer do hotel

Acreditamos que esta é a melhor alternativa, por ser menos cara do que o táxi oficial e garantido o transporte. Tanto que a utilizamos ao desembarcar em Marrakech para nossa viagem de turismo no Marrocos.

Casablanca

O Aeroporto Internacional Mohammed V fica a cerca de 30 km do centro de Casablanca e a viagem de carro dura, em média, de 40 minutos a 1 hora.

Táxi e Careem

Taxistas costumam cobrar mais caro dos turistas. Também há relatos de taxistas que deixam no lugar errado, para que pague alguém para informar o endereço certo. Com o Careem, a viagem é mais segura. O preço médio fica entre 250 e 300 Dhs.

Trem

Saem trens do aeroporto de Casablanca a cada 1 hora, todos os dias, das 6h às 22h, deixando nas estações Mers Sultan, Casa Port, Casa Voyageurs e L’Oasis.

O tempo médio de viagem é 40 minutos e o preço da passagem, 80 Dhs. Mas lembre-se de que, nesse caso, precisará de outro transporte da estação até o hotel, que provavelmente será de táxi ou Careem.

Ônibus

Saem ônibus do aeroporto, mas o site oficial não disponibiliza tabela de horários (apenas informa que as saídas são de 1 em 1 hora). Os veículos partem do lado de fora do terminal 1 e param em diversos pontos pela cidade.

O preço da passagem é 20 Dhs, e o tempo médio de viagem, 45 minutos.

Transfer

Tanto os hotéis quanto as companhias aéreas oferecem serviços de transfer que podem sair mais baratos do que o táxi e Careem. Para isso, basta verificar diretamente com a cia. em que se viaja ou o hotel reservado.

Cultura local

Em pleno norte da África, abundam as diferenças culturais para o nosso país. Mas isso é ótimo, afinal é esse tipo de impacto, de experiência diferente do usual, que justifica o turismo no Marrocos! Sendo assim, atente-se a estas dicas.

Medina

rua na medina marrocos

Uma das ruelas na Medina | Foto: Passagens Imperdíveis

A essa altura, você já leu o nome “Medina” inúmeras vezes. Então, para ter certeza de que compreendeu, trata-se de uma parte da cidade que fica entre muros. Isso porque, há séculos, quando fundadas, as muralhas ajudavam na proteção do local. Todavia, com o passar do tempo e o estabelecimento da paz, a área urbana se expandiu para fora. Daí a Medina é a área antiga e mais tradicional.

Marrocos é seguro?

De modo geral, é seguro caminhar pelas ruas no Marrocos. Deve-se ter atenção aos batedores de carteira, sobretudo dentro das movimentadas Medinas. Mas com relação a assaltos a mão armada e coisas do tipo, pode relaxar, porque não há esse tipo de ocorrência.

Em Marrakech, nós mesmos andamos o tempo todo com celulares, câmeras e outros equipamentos eletrônicos expostos, inclusive à noite. Dessa forma, recomendamos até para quem viajar sozinho. Já em Casablanca, tivemos um pouco mais de cuidado com os pertences pessoais.

Banheiro e higiene

Embora no Marrocos se use o temido banheiro sem vaso sanitário, os hotéis, riads e restaurantes voltados a turistas seguem o modelo com vaso sanitário “normal”, inclusive com papel higiênico. Já em outros locais não turísticos, deve-se pagar para usar o banheiro e ainda taxa extra pelo papel higiênico.

No Marrocos, utiliza-se a mão esquerda para fazer a higiene no banheiro. Por isso, ao cumprimentar os locais, use a direita. (Essa dica, na verdade, vale para os canhotos!)

Finalizando, procure ter consigo um rolo de papel higiênico, caso use um banheiro mais simples, sem a infraestrutura com a qual está acostumado.

Barganha

É cultural no Marrocos negociar o preço de tudo, tanto nas lojas quanto nos táxis. Normalmente, dá para se chegar à metade do valor anunciado originalmente.

Gorjeta

Nos restaurantes, paga-se uma taxa de pelo menos 10% do valor como gorjeta, assim como ocorre no Brasil.

Pagamento por informações e fotos

Como as Medinas têm várias ruelas bem parecidas, acontece de se perder. Nesse caso, os locais cobram para ensinar o caminho de volta. Essa prática é tão difundida, que não se deve olhar para ela como extorsão, mas como parte da experiência de viajar para o Marrocos.

O mesmo ocorre com as pessoas mais exóticas, que cobram para tirar foto delas. Por exemplo, tatuadoras de rena, encantadores de serpente, adestradores de macacos, dentistas a céu aberto, etc.

Roupas

Apesar de os marroquinos serem flexíveis com os turistas, por educação e respeito à cultura local, use roupas cobrindo ao menos os ombros e joelhos. Isso vale para homens e mulheres.

Bebidas alcoólicas e fumo

Em virtude da religião islâmica, é proibido o consumo de bebida alcoólica pelos locais, principalmente em público. No entanto, os restaurantes turísticos e hotéis costumam servir aos visitantes. Só não é barato, devido à escassez.

Por sua vez, os cigarros são populares entre os marroquinos. Então você verá muita gente fumando e, eventualmente, vai se acostumar com o cheiro da fumaça.

O que comer no Marrocos

cha de menta marrocos

Tradicional chá de menta no Marrocos | Foto: Passagens Imperdíveis

Experimentar a culinária marroquina definitivamente é algo se fazer. Portanto, listamos alguns pratos tradicionais que você encontrará no Marrocos.

  • Cuscuz marroquino
  • Tajine
  • Pão marroquino
  • Leite e queijo de cabra
  • Chá de menta

Estas são apenas algumas opções dessa riquíssima culinária. E por falar em comida, confira estas listas de bares e restaurantes. O bom de pesquisar antes é que você já saberá, por exemplo, quais vendem bebidas alcoólicas.

Quanto tempo ficar no Marrocos

Casablanca dá para conhecer em 1 ou 2 dias, afinal não se trata de uma cidade turística, mas de negócios. Então há poucos pontos turísticos que chamem a atenção.

Marrakech pede ao menos 3 dias, para ver o mínimo do mínimo. Isso porque, além das atrações na própria cidade, há passeios nos arredores, principalmente no deserto do Saara.

O que muita gente faz é criar roteiros de turismo no Marrocos incluindo Casablanca, Marrakech, Fez, Tânger, entre outras cidades, em 8 a 13 dias. Esses itinerários, não raro, incluem passeios até o deserto, pernoite em barracas “no meio do nada”, etc.

O que fazer de turismo no Marrocos

souk semmarine medina marrakech

Tradicional mercado em Marrakech | Foto: Passagens Imperdíveis

As opções de turismo no Marrocos são variadas: de mercadinhos tradicionais com centenas de anos até passeios no deserto. Por isso, escrevemos artigos separados com as atrações das cidades que visitamos e sugestões de roteiro pelo país.

Uma dica final para você que está planejando fazer turismo no Marrocos: como comprar passagem aérea barata para esse país. Siga o Passagens Imperdíveis nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito.

Assim, você receberá notificações de passagens aéreas promocionais em tempo real e conseguirá comprá-las na hora, sem perder o desconto!