Home > Dicas de viagem > O que fazer em Nova York em 7 dias: roteiro por pontos turísticos

O que fazer em Nova York em 7 dias: roteiro por pontos turísticos

One World Trade Center em Nova York

Fachada do One World Trade Center, prédio mais alto dos EUA

Observar a vista a 400 metros de altura, caminhar por um parque cenário de filmes e séries famosos, visitar uma das estátuas mais conhecidas do mundo, comer cookies, hot-dogs e donuts, apreciar obras de arte raras e fósseis preservados por milhões de anos. Ufa! E isso é só um pouco de o que fazer em Nova York em 7 dias.

Esperamos ajudar você a encontrar boas alternativas do que fazer em Nova York em 7 dias. Nosso roteiro buscou combinar pontos turísticos famosos, atrações gratuitas, cenários de filmes, mercados gastronômicos e lojas para compras em NY. Assim, mesmo não fazendo tudo, você pode avaliar o que mais gosta e curtir sem perder a essência dessa metrópole!

#PIInforma: todas estas dicas sobre o que fazer em Nova York em 7 dias são somente sugestões para facilitar o seu planejamento. Sinta-se livre para mudar a ordem, trocar as atrações e experenciar a sua viagem como quiser.

Navegue pelo post, indo direto aos dias:

New York Pass e New York CityPass

Existem algumas opções de passes para os pontos turísticos de Nova York. Os mais populares são o New York Pass e o New York CityPass.

Para descobrir se vale a pena comprar um passe e, então, decidir entre eles, o ideal é primeiro separar as atrações que você deseja visitar e depois somar os valores dos ingressos. Caso a soma dos preços ultrapasse o valor do passe, valerá a pena comprar um, pois você pagará menos no total. Mas se a soma dos ingressos for menor que o preço do passe, logo não compensará a compra.

#DicaPI: entenda mais a fundo a diferença entre New York Pass e New York CityPass, como funcionam e como comprar on-line.

Como andar em Nova York

Com toda a sua modernidade, Nova York oferece as opções de transporte a que estamos acostumados: ônibus, metrô, táxi, Uber e carro alugado, fora o fato de é possível fazer a pé boa parte dos roteiros turísticos.

Sendo assim, nossa recomendação é usar o metrô para chegar aos pontos de partida do seu roteiro e fazê-lo a pé, para captar cada detalhe dessa metrópole. E, claro, sempre em mãos o Google Maps, que ajudará você a traçar as melhores toras para chegar às atrações de NY.

#DicaPI: leia este post detalhado e aprenda como usar o metrô de Nova York para chegar a qualquer local da cidade!

O que fazer em Nova York: dia 1

Como não é costume dos hotéis em Nova York incluir café da manhã, você sempre pode começar o seu dia comendo em alguma padaria, lanchonete ou banca de comida local. Este, inclusive, é um ótimo meio de se integrar à cultura nova-iorquina e sentir a energia da cidade. Temos até algumas indicações de onde comer em Nova York.

Estátua da Liberdade

Estátua da liberdade em Nova York

Estátua da Liberdade, um dos símbolos de NYC

Presente da França aos Estados Unidos, a Estátua da Liberdade foi construída em 1886 por Gustav Eiffel (também trabalhou na Torre Eiffel). O nome oficial é “A liberdade iluminando o mundo”. A mulher representa a deusa romana Libertas, segurando uma tabuleta em que está inscrita a data da Independência dos EUA (4 de julho de 1776); nos pés há uma corrente quebrada, também simbolizando a liberdade.

Você pode curtir uma das principais atrações turísticas de Nova York de diversas maneiras.

Observar partir de uma balsa de Staten Island (grátis)

É possível embarcar gratuitamente em uma balsa no Staten Island Ferry. O passeio dura cerca de 25 minutos e, em dias de semana, as balsas partem a cada meia hora. Uma dica é evitar os horários de pico, em que há carga e descarga no porto. Confira o quadro de horários completo das balsas, inclusive dos horários de pico, destacados na tabela.

PIInforma: os preços informados neste post correspondem aos da época da nossa viagem (setembro de 2018), quando a cotação era US$ 1 = R$ 4,14. Divulgamos os valores para servir de referência no planejamento da sua viagem. Portanto, quando for embarcar, pesquise o câmbio e os valores então vigentes.

Visitar a Liberty Island, onde fica a estátua

Para visitar, compre os ingressos on-line no site da Statue Cruises, empresa que opera o passeio, ou use seu passe. Assim, você evita as filas que se formam na bilheteria. Os preços partem de US$ 18 (R$ 74,52) por adulto. As balsas saem a cada 20 minutos – tanto no Battery Bark (em Manhattan) quanto no Liberty State Park (em Nova Jersey). O primeiro horário é às 8h30, já o último é às 16h. Veja o quadro de horários completo.

Na volta, a balsa ainda passa na Ellis Island, onde fica o Museu da Imigração – já incluso no ingresso e no passe. Se não quiser visitá-lo, basta aguardar a partida até o seu destino final.

Ainda em tempo, uma dica de ouro para evitar prejuízo: não compre ingressos de vendedores na rua.

Distrito financeiro de Nova York (Wall Street)

Este é o seu próximo destino na busca pelo o que fazer em Nova York. Aqui você pode caminhar por sua conta ou buscar um tour guiado. Em nossa viagem, realizada em setembro de 18, resolvemos andar mais à vontade pela região, até porque tudo fica bem perto. Além do mais, são atrações gratuitas de NY!

Charging Bull

Charging Bull Wall Street atração Nova York

Dizem que tocar nos testículos do touro dá sorte

A primeira parada é o Charging Bull, a escultura de bronze de um touro que simboliza o otimismo financeiro e prosperidade. Dizem que passar a mão no testículo do touro traz riqueza, e aí vai pagar para ver?

Fearless Girl

Em frente ao touro, está a estátua de uma destemida garotinha, que simboliza o poder feminino.

Wall Street

Na famosa Wall Street, cenário do filme “Lobo de Wall Street” (2013), com Leonardo DiCaprio, você encontrará pulsando o coração do distrito financeiro de Nova York. Isso porque lá funciona a bolsa de valores NY Stock Exchange (onde aquele pessoal negocia ações loucamente com centenas de telas e gráficos ao fundo). Vai falar que nunca viu essa imagem em algum telejornal?

O Federall Hall é outra atração interessante da Wall Street, porque nesse prédio George Washington foi declarado o 1º presidente dos Estados Unidos, em 1789.

Ainda nas redondezas, chamará a sua atenção uma igreja em estilo neogótico competindo com os arranha-céus. É a Trinity Church, que tem mais de 300 anos de história e ainda realiza cultos normalmente.

Memorial 11 de Setembro

Ainda no Distrito Financeiro, há o Memorial 11 de Setembro, erguido onde ficavam as torres derrubadas no atentado terrorista em 2001. Apesar de bonito, esse lugar tem uma energia bem intensa, visto a recente história por trás dele. O memorial é uma espécie de praça, portanto, aberta ao público gratuitamente.

Aqui vai uma dica importante para você não se confundir: no local também está o Museu Nacional do 11 de setembro, esta sim uma atração paga de Nova York, com horário de funcionamento e ingresso para entrada. Pode-se comprar o ingresso on-line ou entrar com seu passe.

A questão, porém, é que se optar pela visita ao museu, provavelmente não terá tempo para conhecer outras atrações no mesmo dia. Mas essa é uma decisão sua!

One Trade Center

Observatório One World Trade Center

Vista do One World Observatory

O prédio mais alto dos Estados Unidos está acessível a pé, a partir do memorial do 11 de Setembro. Vale lembrar que essa torre foi construída para substituir o antigo World Trade Center, derrubado nos atentados terroristas de 2001. Por isso, o novo edifício, também chamado de Freedom Tower (Torre da Liberdade), é uma demonstração da resiliência nova-iorquina.

Mesmo chegando a pé, o terminal Wold Trade Center, uma estação de metrô, é uma atração à parte. Projetada pelo aclamado arquiteto Santiago Calatrava, conecta milhares de passageiros diariamente.

One World Observatory

Nosso destino principal no World Trade Center, o observatório One World propicia uma vista de Nova York a mais de 400 metros de altura.

Esta é uma atração turística muito disputada, portanto é fundamental comprar seu ingresso on-line para evitar filas ou até mesmo o risco de esgotamento das vagas, que são limitadas. Até o horário de visita você pode agendar durante a compra, por isso é algo para fazer em Nova York somente quando tem mais tempo sobrando, como é o caso nesse roteiro de 7 dias.

Os preços variam de acordo com o tipo de entrada, partindo de US$ 34 (R$ 140,76) a US$ 67 (R$ 277,38). Por exemplo, os mais baratos têm agendamento obrigatório, já os mais caros permitem subir a qualquer hora no One World Observatory. Nós optamos pelo de hora marcada. Veja a tabela completa.

Chegando lá em cima, nem precisa dizer, mas a gente fala assim mesmo: a vista é desconcertante e deixa qualquer um sem palavras.

  • Endereço: 285 Fulton Street
  • Funcionamento: todos os dias, das 9h às 21h

Pausa para compras

Fazer compras em Nova York é opção de muitos viajantes, já que a cidade tem lojas e mercados com variedade incrível de produtos de alta qualidade a preços baixos, se comparados com o Brasil.

Century 21

Sendo assim, ali na região do distrito financeiro, você pode adicionar ao seu roteiro uma parada na Century 21, loja de departamento de ponta de estoque, ou seja, com preços abaixo da média.

  • Localização: 22 Cortlandt Street
  • Funcionamento: seg. a qua., das 7h45 às 21h; qui. e sex., das 7h45 às 21h30; sáb., das 10h às 21h; dom., das 11h às 20h
  • Mais informações: site oficial

Eataly (Downtown)

Eataly em Nova York

Variedade de produtos no Eataly

Outra opção é o mercado gastronômico Eataly, rede internacional que reúne restaurantes e produtos de origem italiana.

  • Localização: 101 Liberty St, Floor 3 (4 World Trade Center)
  • Funcionamento: todos os dias, das 7h às 23h
  • Mais informações: site oficial

Le District

Ali perto também está o Le District, outro mercado, mas com inspiração na gastronomia francesa.

  • Endereço: 225 Liberty Street
  • Funcionamento: dom. a qui., das 11h às 1h; sex. e sáb., das 11h às 2h
  • Mais informações: site oficial

Assista ao vlog e veja como organizamos nosso roteiro por Nova York neste primeiro dia:

Fizemos o incrível Passeio da Estátua da Liberdade, caminhamos pela região de Wall Street e ainda sobrou tempo pra duas dicas rápidas sobre restaurante e onde comprar em Nova York.

Roteiro por Nova York: dia 2

Central Park

Central Park atração de Nova York

Clima tranquilo do Central Park

Que tal começar o dia fazendo piquenique em um dos parques mais famosos do mundo? O Central Park foi inaugurado em 1857 (há mais de 160 anos), e o mais legal é que foi totalmente construído pelo homem, incluindo os lagos. Cobre uma área equivalente a 341 campos de futebol, bem no meio da ilha de Manhattan. Recebe anualmente mais de 30 milhões de visitantes.

Uma dica interessante é, no caminho para o Central Park, passar em duas lanchonetes famosas de Nova York para comprar o café da manhã.

Gray’s Papaya (hot-dog com suco de papaya)

Um dos mais famosos da cidade, oferece lanches bem baratos, por volta de US$ 5 (R$ 20,70).

  • Endereço: 2090 Broadway (72nd Street)
  • Funcionamento: todos os dias, 24 horas
  • Cardápio: site oficial

Levain Bakery (cookie de chocolate)

Conhecida pelo “cookie de chocolate mais gostoso do mundo”. A confeitaria tem até uma lojinha com roupas e lembranças. Prove o Chocolate Chip Walnut!

  • Endereço: 167 West 74th Street
  • Funcionamento: seg. a sáb.: das 8h às 19h; dom., das 9h às 19h
  • Cardápio: site oficial
Central Park homenagem John Lennon

Memorial em homenagem a John Lennon

Se você entrar no Central Park pela W 72 Street, passará em frente ao The Dakota, prédio em que o Beatle John Lennon morava e foi assassinado. Já dentro do parque, vai se deparar com o monumento em homenagem ao artista, o Strawberry Fields. Caminhando mais um pouco, verá a Bethesda Terrace, cenário do filme “The Avengers” (2012).

Aliás, o Central Park foi cenário de incontáveis filmes e séries em Nova York, portanto vale pesquisar para encontrar o local exato do seu favorito!

Museu Americano de História Natural

Bem próximo ao Central Park, o Museu Americano de História Natural, além ser uma atração à parte, dá o gostinho extra de ser outro cenário de filme: “Uma Noite no Museu” (2006).

Fóssil de mamute no Museu Americano de História Natural

Fóssil de mamute no Museu Americano de História Natural

Este ponto turístico está incluído no New York CityPASS. Você também pode comprar seu ingresso on-line (para evitar fila) ou na bilheteria. Os preços partem de US$ 24 (R$ 99,36) por adulto, ou se desejar, pegue o valor que achar justo na bilheteria.

Fundando em 1869, é uma instituição científica pioneira, cuja missão é disseminar informação sobre a cultura humana, a natureza e o universo. No acervo, há milhões de peças, cujas exposições se alternam, devido à limitação de espaço. Para se ter ideia, há fósseis com mais de 100 milhões de anos de existência.

A seções mais populares do Museu Americano de História Natural são: The Dinosaur Wing; Hall of Biodiversity; Akeley Hall of African Mammals; Milstein Hall of Ocean Life; Arthur Ross Hall of Meteorites; Rose Center for Earth and Space.

  • Endereço: Central Park West at 79th Street
  • Funcionamento: todos os dias, das 10h às 17h45

Columbus Circle

Mais um ponto turístico gratuito de Nova York para a lista! A Columbus Circle é uma rotatória próxima ao Central Park, batizada em homenagem a Cristóvão Colombo, explorador europeu que chegou à América em 1492. A construção foi inaugurada há mais de 100 anos e se tornou um marco da cidade de Nova York.

Na verdade, ela fica no caminho para a próxima atração do seu roteiro de 7 dias por Nova York!

Pausa para compras

Whole Foods Market

Whole Foods em Nova York

Alimentos naturais e orgânicos são o foco do Whole Foods

Este é o paraíso dos alimentos orgânicos! No Whole Foods Market, que tem diversas unidades espalhadas por Nova York, você pode parar para fazer um lanche natureba ou até mesmo uma refeição completa. Também há feira de alimentos frescos para você levar e comer onde e quando quiser!

  • Endereço: 10 Columbus Cir, dentro do The Shops at Columbus Circle
  • Funcionamento: todos os dias, das 7h30 às 23h

Apple Store Fifth Avenue

Caminhando para o outro lado da 59th Street (que passa pelo Columbus Circle), você dará de cara com a loja da marca de eletrônicos mais badalada do mundo!

  • Endereço: 767 5th Avenue
  • Funcionamento: todos os dias, 24 horas

Times Square

Times Square em Nova York

Times Square em Nova York

Já no início da noite, dependendo do ritmo do seu roteiro, é hora de curtir uma das praças mais famosas do mundo (convenhamos: quase todas as atrações de Nova York são muito famosas!).

A Times Square é conhecida pelos letreiros digitais e publicidade – muita publicidade! Lá, reúnem-se prédios de organizações famosas globalmente, como a bolsa de valores NASDAQ e o jornal The New York Times. A praça está localizada no Theatre District, região de teatros da Broadway.

O fato é que para conhecer as atrações da Times Square a fundo, você deveria separar um dia inteiro só para isso. Então, é nesse momento que vai do seu gosto decidir qual ponto quer visitar.

Mas já damos uma dica: a loja M&M’S World (isso mesmo, aquela marca de chocolates!) é uma das mais legais. Para você ter ideia, além da variedade imensa de produtos, é possível imprimir seu próprio chocolate M&M’S com nome e cores personalizadas.

Teatro da Broadway

Avenida Broadway em Nova York

Região é repleta de teatros da Broadway

Os musicais da Broadway circulam o imaginário de muita gente. Na verdade, o nome “Broadway” refere-se às performances artísticas em mais de 40 teatros profissionais em Manhattan, a maioria concentrada no Theater District. Boa parte dos shows são musicais, cuja tradição vem desde o século 19.

Todos os anos, milhões de pessoas assistem aos espetáculos, mundialmente conhecidos. O show mais exibido da Broadway é o Fantasma da Ópera, em cartaz desde 1988, com mais de 12 mil exibições até 2018. Entre os mais premiados deste ano, estão Bob Esponja Calça Quadrada e The Band’s Visit.

É possível comprar ingressos para a Broadway on-line ou na bilheteria dos teatros. Para comprar com desconto, existe a famosa TKS, localizada na Times Square, que reduz o preço até pela metade para as apresentações do mesmo dia. O único “porém” é o tamanho das filas, o que demanda bastante paciência.

Opções de restaurantes

A região da Times Square tem alguns restaurantes bem turísticos, portanto, lotados e com preços inflados. Todavia,  existem opções justas ali perto, que recomendamos para você experimentar:

Carmine’s

Restaurante em Nova York

Um de nossos restaurantes favoritos em NYC

O Carmine’s serve comida italiana (pizzas, lasanhas e massas em geral). Com pratos grandes, é ideal para grupos de 3 pessoas ou mais.

  • Endereço: 200 West 44th Street
  • Funcionamento: seg., ter., qui. e sex., das 11h30 às 0h; qua. e sáb., das 11h às 0h; dom., das 11 às 23h30
  • Cardápio e reservas: site oficial

Joe’s Pizza

Essa tradicional pizzaria em Nova York é famosa por receber o público tarde da noite, após os shows da Broadway. Sendo assim, vale passar lá caso assista a algum espetáculo e queria dormir de barriga cheia.

  • Endereço: 1435 Broadway
  • Funcionamento: dom. a qua., das 10h às 2h30; qui. a sáb., das 10h às 3h30
  • Cardápio: site oficial

#DicaPI: é de praxe pagar gorjetas (tips) de 10 a 20% nos restaurantes, então sempre conte com esse valor extra na conta. Se quiser mais informações para uma viagem tranquila, veja este post com dicas de Nova York para brasileiros!

Empire State Building

Empire State Nova York

As luzes do Empire State chamam a atenção de longe

Não faz mal tentar aproveitar ao máximo as atrações da Ilha de Manhattan. E uma delas é o deque de observação do Empire State Building, que fica aberto até as 2h da manhã! Então mesmo se vê assistir a um musical da Broadway e sair umas 23h, terá tempo de subir no prédio, que já foi o mais alto dos Estados Unidos por muitos anos. Ah, claro, conforme o teatro que você tiver ido, dá para ir caminhando até o prédio.

Essa é uma oportunidade incrível de apreciar a vista noturna da cidade, ou seja, de viver na prática aquela cena urbana, repleta de prédios acesos, digna de um filme. E por falar em cinema, se você se lembra bem, foi no Empire State que o lendário King Kong subiu, isso em 1933, na versão original do filme.

O observatório do Empire State é mais um ponto turístico de NY coberto pelo New York CityPASS. Mas se você não tiver o passe, também dá para comprar o ingresso on-line, com preços a partir de US$ 37 (R$ 153,18) por adulto.

  • Endereço: 347 5th Avenue
  • Funcionamento: todos os dias, das 8h às 2h (o último elevador sobe às 1h15)

Assista ao vídeo e veja como definimos o que fazer em Nova York neste segundo dia:

Você vai conferir tudinho sobre nosso passeio no Central Park. Mostramos também a Times Square onde a gente consegue sentir o clima dessa cidade. Além disso, tem dicas de onde comer e onde comprar em Nova York.

O que fazer em Nova York: dia 3

Metropolitan Museum of Art (MET)

Nosso terceiro dia de roteiro em Nova York começa com o Metropolitan Museum of Art (MET), localizado perto do Central Park, na badalada 5th Avenue (Quinta Avenida).

Com mais de 140 anos de existência, o MET reúne obras de arte de variadas culturas, locais e épocas, que cobrem mais de 5 mil anos da história humana. O objetivo do museu é conectar os museus à criatividade, ao conhecimento e a novas ideias.

Se você comprou o New York CityPASS, poderá entrar no MET sem pegar filas, visto que é uma das atrações incluídas no passe. Todavia, se não for o caso, pode comprar os ingressos on-line, a partir de US$ 25 (R$ 103,50) para adultos. Lembrando que o preço de entrada é “sugerido”, ou seja, em vez de comprar on-line, você pode chegar à bilheteria e pagar o quanto achar justo pela atração.

O MET é encantador e seu acervo reúne obras de arte de todos os tipos. Então você vai encontrar desde pinturas, como “Madona e os Meninos Entronados com Santos” (1504), de Rafael (do período do Renascimento Italiano), até esculturas do Egito Antigo, datando da época antes de Cristo.

  • Endereço: 1000 5th Avenue
  • Funcionamento: dom. a qui., das 10h às 17h30; sex. e sáb., das 10h às 21h

5th Avenue (Quinta avenida)

Quinta avenida em Nova York

Quinta Avenida, a mais luxuosa de Nova York

Saindo do MET, você pode continuar seu passeio pela avenida mais cara e elegante de Nova York. A Quinta Avenida concentra lojas de marcas globais, como Apple e Tiffany, museus e edifícios, como o Empire State, Rockfeller Center e Flatiron Buiding. A primeira loja da Quinta Avenida foi a de departamento B. Altman and Company, inaugurada em 1906 e fechada em 1989.

Provavelmente, a primeira atração que te saltará à vista será a Apple Store, cuja fachada tem a logo em um grande cubo de vidro.

Ali perto, você pode fazer uma pausa para almoçar no hotel The Plaza, cenário do filme “Esqueceram de Mim 2” (1992). Lá dentro há um hall com diversos restaurantes de variados preços e estilos gastronômicos.

Pausa para compras

Caminhar pela Quinta Avenida é uma atividade gratuita no seu roteiro de 5 dias por Nova York. Contudo, você também pode entrar nas diversas lojas distribuídas ao longo da 5th e fazer compras à vontade. Aqui vale lembrar que talvez a pausa para compras impeça de visitar outras atrações. Mas, como sempre dizemos, quem faz o seu roteiro é você!

Sephora (loja de produtos de beleza)

  • Endereço: 580 5th Avenue
  • Funcionamento: seg. a sex., das 9h às 21h; sáb., das 9h às 20h; dom., das 10h às 19h
  • Mais informações: site oficial

Saks (loja de departamento de produtos de luxo)

  • Endereço: 611 5th Avenue
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 20h30; dom., das 11h às 19h
  • Mais informações: site oficial

Uniqlo (loja de departamento com preços baixos)

  • Endereço: 666 5th Avenue
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 21h; dom., das 11h às 20h
  • Mais informações: site oficial

Tiffany & Co. (joalheria e cenário do filme “Bonequinha de Luxo” (1961))

  • Endereço: 727 5th Avenue
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 19h; dom., das 12h às 18h
  • Sugestão: a exemplo do filme, você pode tomar café na Tifanny & Co., desde que consiga sua reserva no Blue Box, cafeteria que funciona dentro da loja, na Quinta Avenida)
  • Mais informações: site oficial

Apple Store (iPhone, iPad, Apple Watch, Mac, etc.)

Apple Store Quinta Avenida

Apple Store na Quinta Avenida

  • Endereço: 767 5th Avenue
  • Funcionamento: todos os dias, 24 horas
  • Mais informações: site oficial

Best Buy (loja de eletrônicos)

  • Endereço: 529 5th Avenue
  • Funcionamento: seg. a sex., das 9h às 21h; sáb., das 10h às 21h; dom., das 11h às 20h
  • Mais informações: site oficial

Catedral de St. Patrick

Seguindo pela Quinta Avenida, você verá uma igreja imponente em meio aos prédios modernos. É a Catedral de St. Patrick, cuja construção original terminou em 1879 e foi toda feita com doações de cidadãos, sobretudo imigrantes. Ao longo dos anos foi ganhando mais detalhes, como as torres, o que faz a história dessa igreja atravessar diversas gerações.

Você pode entrar na igreja gratuitamente ou fazer um tour guiado na Catedral de St. Patrick, a partir de 10h, com duração de 1 hora, por US$ 5 (R$ 20,70). O calendário mensal é postado no site da igreja, portanto o ideal é conferir antes.

Rockerfeller Center

Vista Top of The Rock Nova York

Nova York é assim: até com chuva é bonita

Em frente à catedral, está o Rockerfeller Center, criado pelo empresário John D. Rockerfeller Jr., em 1930, para ser “uma cidade dentro da cidade”.

Hoje, o complexo de edifícios se tornou um dos pontos turísticos de Nova York, principalmente pelo deque de observação Top of the Rock, a pista de patinação no gelo (durante o inverno, a partir de outubro), a gigantesca árvore de natal e os estúdios da NBC (do Saturday Night Live, Seinfeld, Friends, The Late Show, entre outros).

Vista do Top of the Rock

Se você viu Nova York de noite a partir do Empire State Building, agora é o momento de observar a metrópole ainda sob a luz do sol, inclusive com vista para esse icônico prédio. Atestamos: é deslumbrante!

A subida no Top of the Rock está incluída no New York CityPASS. Outra opção para fugir das filas é comprar o ingresso on-line, a partir de US$ 36 (R$ 149,09) por adulto.

  • Endereço: 30 Rockefeller Plaza, entrada pela 50th Street.
  • Funcionamento: todos os dias, das 8h às 0h30 (último elevador sobe às 23h55)

Lojas no Rockerfeller Center

Ao descer do Top of the Rock, você pode visitar duas lojas encantadoras (e cheias de nostalgia), que ficam logo ali, no mesmo centro comercial.

Nintendo Store (loja de eletrônicos e lar do Mario e Donkey Kong)

  • Localização: 10 Rockefeller Plaza, esquina com 48th Street
  • Funcionamento: seg. a qui., das 9h às 20h; sex. e sáb., das 9h às 21h; dom., das 11h às 18h
  • Mais informações: site oficial

Lego Store (loja de brinquedos, inclusive para gente grande!)

  • Localização: West 50th Street, 620 5th Avenue
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 20h; dom., das 11h às 19h
  • Mais informações: site oficial

Grand Central

Grand Central cenário de filmes Nova York

Grand Central, uma das maiores estações do mundo

Há alguns quarteirões do último ponto de interesse, está a Grand Central, uma das maiores do mundo. Inaugurada em 1923, recebe 750 mil visitantes por dia, entre turistas curiosos e passageiros de trens, metrôs e ônibus. A entrada, naturalmente, é gratuita.

Alguns destaques desse local incrível são a pintura das 12 constelações do zodíaco no teto do hall, o relógio “Information Booth Clock” (avaliado em US$ 20 milhões, é famoso ponto de encontro na estação) e o Tiffany Clock, cujo vidro tem 4,2 metros de diâmetro e é o maior da Tiffany no mundo (só imagina o preço dessa peça)!

Ainda na Grand Central, uma opção é comer hambúrguer no Shake Shack, uma rede de fast-food que nasceu em Nova York. Nós pagamos menos de US$ 30 (R$ 124,20) por um lanche para duas pessoas.

  • Localização: 89 East 42nd Street
  • Funcionamento: todos os dias, das 5h30 às 2h; horário das lojas varia individualmente

Café na Pershing Square

Café da manhã Pershing Square Nova York

Panqueca no café da manhã

Conforme o ponto que você começar o seu roteiro pela Quinta Avenida, essa lanchonete é uma ótima opção para tomar o café da manhã. Ela fica em frente à estação Grand Central. Nós experimentamos e

aprovamos!

  • Endereço: 90 East 42nd Street at Park Avenue (em frente à Grand Central)
  • Funcionamento: seg. a sex., das 7h às 22h30; sáb. e dom., das 8h às 10h
  • Cardápio: site oficial

Flatiron Building

Flatiron buiding

Flatiron Building, prédio em forma de ferro de passar

Para encerrar seu dia, siga pela Quinta Avenida até o Flatiron Building, o prédio em forma de ferro de passar (“flatiron”, em inglês). Inaugurado em 1902, foi um dos primeiros arranha-céus de Nova York, com 21 andares. O edifício inspirou o nome da região que o cerca: Flatiron District.

Observar a fachada do Flatiron Building é uma ótima maneira de sentir a energia de Nova York, afinal esse prédio é marcante. Ele foi um dos primeiros sinais do que estava por vir ao longo dos anos na Ilha de Manhattan. Com sua altura e formato diferenciados (extravagantes para a época), simbolizava a ambição dos nova-iorquinos de fazer desta uma das cidades mais incríveis do planeta!

Lanche no Shake Shack

Adoramos essa lanchonete, tanto que até em Londres paramos nela, no final do nosso 4º dia de roteiro! Próximo ao Flatiron Buiding, na Madison Square, há uma unidade do Shack Shake. O curioso é que essa rede internacional nasceu justamente ali. Por isso é um ponto especial para experimentar esse hambúrguer.

  • Endereço: Madison Square Park, próximo à Madison Avenue e East 23rd Street
  • Funcionamento: seg. a sex., das 7h30 às 23h; sáb. e dom., das 8h30 às 23h
  • Cardápio e outras unidades: site oficial

Veja como foi nosso terceiro dia em Nova York:

E nesse terceiro Vlog de Nova York vamos começar pelo Grand Central Terminal. Que é cenário de vários filmes e é muito lindo! Além disso, vamos mostrar o Rockefeller Center NY, está imperdível!

O que fazer em Nova York: dia 4

Opção de compras na B&H Photo Video

Se você deseja fazer compras em Nova York, uma possibilidade é começar seu dia na loja de eletrônicos B&H Photo Video, especializada em câmeras profissionais.

Comprar eletrônicos em Nova York pode compensar ou não, dependendo da cotação do dólar na época da sua viagem. Então, o ideal é pesquisar os preços on-line antes de viajar e comparar com os no Brasil, para ver qual sai mais em conta. Se realmente valer a pena a compra nos EUA, procure por lojas grandes e confiáveis, como essa. Isso para evitar produtos falsificados e sem garantia.

Quanto à B&H Photo Video, há uma dica especial: conferir o horário de funcionamento da loja para encaixar no seu roteiro, uma vez que ela fecha mais cedo às sextas-feiras e não abre aos sábados (devido ao calendário judeu).

  • Endereço: 420 9th Avenue
  • Funcionamento: seg. a qui., das 9h às 19h; sex., das 9h às 14h; dom., das 10h às 18h; sáb., não abre
  • Mais informações: site oficial

The Highline Park

The Highline em Nova York

Vista do The Highline ressalta a beleza urbana

Esse parque foi construído sobre antigos trilhos de trem abandonados. Sabe essas linhas suspensas que passam sobre as ruas da cidade? Então! No Highline Park, você caminha sobre uma dessas.

Só que essa “linha suspensa” é repleta de arte e jardinagem, sem contar a vista deslumbrante do Rio Hudson de um lado, e da cidade, de outro. Em uma hora é possível fazer o trajeto com calma e parando para fotos.

Há diversos pontos para subir no Highline Park. Por exemplo, nós subimos pela 30th Street com 11th Avenue. Outro motivo foi nosso plano de visitar o Chelsea Market depois, e não antes do parque. Sendo assim, você pode definir por onde subirá o Highline Park de acordo com seu itinerário. No site oficial tem todos os pontos de subida.

Claro, vale lembrar que o Highline Park é uma atração gratuita de Nova York!

  • Endereço: entre a 91 Gansevoort St (sul) e a 34th St (norte)
  • Funcionamento: todos os dias, das 7h às 23h (no verão, quando visitamos); demais estações, consultar no site.

Chelsea Market

Próximo à extremidade sul do Highline Park, está o Chelsea Market, um dos mais famosos mercados gastronômicos de Nova York, atraindo mais de 6 milhões de visitantes por ano.

Não é à toa, pois no Chelsea Market, além do ambiente superaconchegante e receptivo, encontramos comida para todos os gostos: massas, frutos do mar, doces, fast-food, entre outros. Lá, você pode só caminhar contemplando a beleza dos alimentos (se resistir à tentação!), parar para comer ou ainda comprar algo para levar.

Chelsea Market Nova York

Variedade de lojas e restaurantes no Chelsea Market

#DicaPI: o bairro Chelsea, localizado na região de Lower Manhattan, é uma boa pedida para quem está buscando onde ficar em Nova York. Saiba por quê!

Curiosidade: o que o Google e o Chelsea Market têm em comum?

Logo em frente ao mercado, está o escritório do Google em Nova York. Até aí tudo bem, se não fosse o fato de que a empresa de buscas comprou o Chelsea Market por nada menos que US$ 2,4 bilhões, no início de 2018. Com a compra, especulou-se sobre o fechamento do mercado gastronômico para ceder espaço ao escritório do Google, mas aparentemente isso não vai acontecer.

Outra informação interessante: se você conhecer algum funcionário do Google em Nova York, ele pode te levar para um tour no escritório da empresa!

  • Endereço do Chelsea Market: 75 9th Avenue
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 7h às 2h; dom., das 8h às 22h

Greenwich Village e Friends’ Apartment

Partindo do Chelsea Market, você pode ir caminhando pelo bairro Greenwich Village, enquanto se sente em um filme. Observe os predinhos com suas pequenas portas e fachadas de tijolinhos vermelhos com escadas de incêndio. Um ambiente tipicamente nova-iorquino, que encanta por si só e apela ao romantismo do cinema, que sempre fez questão de registrar a sua beleza.

Alguns quarteirões (e suspiros) depois, você chegará ao prédio mais famoso dos anos 1990: o Friends’ Apartment, edifício em que alguns dos personagens da série Friends moravam. Como não é possível entrar, resta tirar uma foto na fachada e se deixar levar pelo ar urbano que essa série inesquecível trazia.

  • Endereço: 90 Bedford Street

Noite de Jazz em Nova York

Para encerrar este dia, uma boa pedida para curtir Nova York à noite são os bares de jazz. Próximo ao SoHo e ao Greenwich Village, existem diversas opções tradicionais. E mesmo se você estiver na Macy’s, dá para chegar a um bar também famoso. Importante sempre levar sua identidade, porque não é permitida a entrada de menores de 21 anos em clubes noturnos.

Blue Note

Blue Note Jazz Nova York

Pouco antes de começar o show no Blue Note Jazz

Fundada em 1981, essa casa é conhecida por trazer nomes bem conhecidos do jazz local, como Chris Botti e Chick Corea Trio. Para garantir a entrada, o ideal é fazer uma reserva pelo site. O preço varia de acordo com a atração. Por exemplo, encontramos desde US$ 10 (R$ 41,40) até US$ 45 (R$ 186,30).

No dia em que fomos, uma sexta-feira, 14 de setembro de 2018, assistimos à apresentação de Donald Harrison, Ron Carter e Billy Cobham Trio. Mas, sinceramente, não gostamos tanto do local, que é muito cheio. Mesmo a música também não atendeu a nossas expectativas. Talvez tenha sido aquele dia em especial, então cabe a você avaliar se vale ou não arriscar no Blue Note.

Fat Cat Music New York

O apelo desse clube de jazz está nos preços baixos e na variedade de jogos: ping-pong, sinuca, xadrez, etc. Claro, também tem música ao vivo!

A entrada custa US$ 3 (R$ 12,42) de domingo a quinta-feira, e US$ 5 (R$ 20,70), às sextas e sábados. Também se cobra para brincar nos jogos de mesa, partindo de US$ 1 (R$ 4,14) a US$ 6,50 (R$ 26,91), conforme a opção.

  • Endereço: 75 Christopher Street
  • Funcionamento: seg. a qui., das 14h às 5h; sex. a dom., das 12h às 5h

Dizzy’s Club Coca-Cola

Esse clube de jazz localizado no Lincoln Center (em frente ao Columbus Circle) oferece ambiente mais requintado, com vista para o Central Park e arranha-céus. Isso dá uma aura bem urbana para o local: observar as luzes da cidade ao som de jazz ao fundo.

Como o local costuma encher, a dica é reservar no site do Dizzy’s com antecedência. Não se cobra ingresso, mas uma taxa de cover, a partir de US$ 35 (R$ 144,90).

Em nosso vlog do YouTube, mostramos como foi organizado nosso 4º dia em Nova York:

Preparados para mais um dia em Nova York? No 4º episódio da série de NY, vamos passear pelo High Line, um parque suspenso pra lá de agradável e charmoso! Além disso, vamos te levar até o Chelsea Market, um dos ícones da Big Apple! Você sabia que ele correu o risco de ser destruído? Te contamos tudo no vídeo!

O que fazer em Nova York: dia 5

Brooklyn

Brooklyn bridge atração turística de Nova York

Brooklyn Bridge, uma das atrações gratuitas de NYC

Nem só em Manhattan há coisas para fazer em Nova York! O bourought Brooklyn é repleto de atrações turísticas dignas de entrar no seu roteiro de 7 dias.

Como elas são muitas, novamente optamos por apresentar possibilidades diferentes para você seguir o seu dia. Desse modo, conhecerá a parte do Brooklyn que tiver mais a sua cara!

Brooklyn Bridge

Esta é uma das mais antigas pontes suspensas de Nova York, inaugurada em 1883 para conectar a ilha de Manhattan ao Brooklyn. Hoje é marco histórico da cidade. Geralmente, os turistas vão só até metade e retornam. Mas hoje você vai fazer diferente: seguir até o outro lado!

Brooklyn Park

Ao final da ponte, encontrará o Brooklyn Park, um espaço aberto com vista para a ilha de Manhattan, além dos playgrounds, abrange diversas atrações nas áreas embaixo da Brooklyn Bridge.

O parque funciona todos os dias, das 6h às 23h, e a entrada é gratuita.

DUMBO

DUMBO Brooklyn NYC

Região do DUMBO é escolha certa para belas fotos

Região onde funcionavam portos, é caracterizada pelas construções em estilo industrial do início dos anos 1900 e pelos amarzéns. É aqui que os visitantes aproveitam para tirar belas fotos tanto da Broklyn Bridge quanto da Manhattan Bridge.

No DUMBO, novamente permita-se contemplar cada detalhe, das plantas no chão aos grafites nos muros. O que deixa a atmosfera desse local tão incrível é o contraste da vividez da arte com a frieza dos edifícios.

Teatro St. Ann’s Warehouse

Impossível os paredões desse teatro não chamarem a sua atenção. Por lá, se apresentam artistas cênicos, cantores, etc. É esse estilo de construção que caracteriza o bairro DUMBO.

Jane’s Carroucel

Ali pertinho está esse carrossel em estilo retrô, criado em 1922 em Ohio. Quando estava prestes a ser descartado como ferro-velho, na década de 1980, foi comprado e restaurado no DUMBO. Hoje, faz a alegria dos visitantes, tanto pela beleza quanto pela voltinha, que custa US$ 2 (R$ 8,28). Os horários de funcionamento variam conforme a estação, mas anotamos tudo para você!

  • Endereço: Brooklyn Park
  • Funcionamento: verão (14/5/18 a 16/9/18): qua. a seg., das 11h às 19h; inverno (17/9/18 a 13/5/19): qui. a dom., das 11h às 18h

Pausa para decidir seu caminho

Chegou o ponto em que você pode escolher, pelo menos, entre três caminhos:

  • Prospect Park
  • Brooklyn Brewery
  • Coney Island (parque estilo retrô)

Tudo vai depender do seu gosto e do dia da semana (pois as atrações podem estar fechadas).

Opção 1: Prospect Park

De metrô, é possível partir do DUMBO para o Prospect Park. Chegando lá, pare para o almoço em restaurante.

Almoço no Mitchel’s Soul Food

Que tal comer o típico frango frito americano ou costelinhas? Dá para chegar a pé, e a faixa de preço está abaixo dos US$ 10 (R$ 41,40).

  • Endereço: 617 Vanderbilt Avenue, Brooklyn
  • Funcionamento: seg. a qui., das 12h às 21h45; sex. e sáb., das 12h às 22h15; dom., das 12h às 20h45
  • Cardápio: site All Menus

Prospect Park

Prospect Park Brooklyn

Grand Army Plaza, monumento em frente ao Prospect Park

Criado em 1867, é o segundo maior parque do Brooklyn (atrás do Marine Park). Tem áreas de piquenique, zoológico e até um parque especialmente dedicado a cães. Esse é um local para curtir a natureza, fazer uma caminhada e relaxar, afinal, você deu uma afastada de toda a agitação de Manhattan!

Na entrada, está a Grand Army Plaza, que exibe um dos monumentos mais famosos da região, o Soldiers’ and Sailors’ Arc. O local, originalmente, foi onde aconteceu a primeira grande batalha após a declaração da independência dos Estados Unidos, a Batalha de Long Island, em 1776.

Feira de comida Smorgasburg no Prospect Park

Se você for ao parque num domingo, entre abril e outubro, pode curtir a Smorgasburg, maior feira de comida a céu aberto dos EUA. Ela reúne opções gastronômicas de diversos tipos. De fato, são mais de 100 expositores. O evento é realizado aos domingos, das 11h às 18h.

Opção 2: Brooklyn Brewery

Brooklyn Brewery

Brooklyn Brewery tour em Nova York

Fachada da cerverjaria Brooklyn Brewery

Chegar à Brooklyn Brewery a partir de DUMBO é possível por metrô e, adivinhe, balsa! Para tal, embarque no Brooklyn Bridge Pier 1 e desça no North Williamsburg. A passagem custa US$ 2,75 (R$ 11,38). Todos os horários e rotas estão disponíveis no site da NYC Ferry, responsável pelo transporte.

A cervejaria foi criada em 1988, na própria comunidade. Assim como outras grandes empresas, suas atividades eram só um hobbie. Mas a qualidade era tão boa, que a cerveja se tornou uma marca internacionalmente conhecida.

Você pode curtir tanto o barzinho quanto fazer um tour na fábrica (foi a nossa escolha!). Além de conhecer as instalações, há degustação de diversos rótulos da cervejaria.

Mas já antecipamos algumas dicas úteis: é possível comprar os ingressos e agendar a visita pelo site; o preço é US$ 18 (R$ 74,52); aos sábados e domingos, a visitação é grátis; só maiores de 21 anos podem experimentar as cervejas; menores devem estar com responsáveis; crianças até 10 anos não pagam.

  • Endereço: 79 N 11th Street, Brooklyn
  • Bar: a qui., das 17h às 23h; sex., das 17h às 0h; sáb., das 12h às 0h; dom., das 12h às 20h
  • Tour: a sex., às 17h; 17h30; 18h; 18h30; sáb. e dom., das 13h às 18h, a cada 30 minutos
  • Mais informações: site oficial

Feira de comida Smorgasburg em Williamsburg

Próximo à cervejaria, no East River State Park, entre abril e outubro, você pode curtir a Smorgasburg, maior feira de comida a céu aberto dos EUA. Ela reúne opções gastronômicas de diversos tipos. De fato, são mais de 100 expositores. O evento é realizado aos sábados, das 11h às 18h, então a ideia é passar lá antes de chegar à cervejaria.

Jantar no Peter Luger Steak House

Restaurante no Brooklyn

O Peter Luger Steak House é especializado em carnes

Outra opção atração do Brooklyn é o restaurante Peter Luger Steak House, que também fica na região de Williamsburg, perto da cervejaria Brooklyn Brewery. Você pode ir caminhando (se estiver animado) ou de metrô.

Esse restaurante é tão tradicional, que a reserva só pode ser feita pelo telefone 71\8-387-7400 (recomendamos reservar, porque é bem cheio). Também não aceita cartão de crédito (você sabe quanto dinheiro em espécie pode ser levado para o exterior?)

Nossos pratos saíram na média de US$ 60 (R$ 248,40), cada.

  • Endereço: 178 Broadway, Brooklyn
  • Funcionamento: seg. a qui., das 11h45 às 21h45; sex. e sáb., das 11h45 às 22h45; dom., das 12h45 às 21h45
  • Cardápio: site oficial

Opção 3: Coney Island

Coney Island

Coney Island Brooklyn NY

Visual retrô dos parques em Coney Island

Parques retrô ao melhor estilo de filmes românticos. É o que você encontrará em Coney Island, bairro que fica no sul do Brooklyn. Para chegar lá, só pegar um metrô partindo da região da Brooklyn Bridge.

A dica de ouro aqui é programar muito bem sua visita, uma vez que os parques funcionam por temporadas, ou seja, os horários de funcionamento variam. Então, se for na sorte, pode ter o azar de encontrá-los fechados. Nós escolhemos o Luna Park para visitar (depois de pesquisar, claro!).

Luna Park

No Luna Park, você encontra os típicos brinquedos: montanha-russa, carrossel, roda-gigante e por aí vai. No site tem até um mapa com os brinquedos, para você programar detalhadamente a sua visita!

O preço varia de acordo com a altura da pessoa (abaixo ou acima de 1,22 m); existe passe livre para todos os brinquedos, em qualquer dia, a partir de US$40 (R$ 165,6); mas se comprar com data marcada, desce para a partir de US$29 (R$ 120,06).

Vende-se on-line, no site do parque, e ao vivo. O passe dá direito a furar fila! Outra opção de entrada é o New York Pass (veja se vale a pena), que inclui esse parque.

  • Endereço: 1000 Surf Avenue, Brooklyn
  • Funcionamento: depende do dia e do tempo, consulte o site do parque.

Lanche no Nathan’s famous

Hot-dog típico de Nova York

O combo de hot-dog com batata frita combina com o clima dos parques em Coney Island

O hot-dog do Nathan é famoso até no nome! Esse típico lanche nova-iorquino é parada obrigatória para quem vai a Coney Island. Pagamos US$ 27 (R$ 111,78) em 2 hot-dogs, 2 batatas, 2 refrigerantes e 1 onion ring.

  • Endereço: 1229 Boardwalk
  • Funcionamento: seg. a qui., das 10h às 23h; sex., das 10h às 0h; sáb., das 9h às 0h; dom., das 9h às 23h
  • Cardápio e outras unidades: site oficial

Agora é hora de ver quais atrações do Brooklyn incluímos em nosso roteiro por Nova York:

Este 5° Vlog de Nova York está definitivamente imperdível! Vem com a gente conhecer o Brooklyn! Você vai ver que este lugar tem um clima especial, com uma pegada retrô deliciosa! Bora lá conhecer?

Roteiro por Nova York: dia 6

The Museum of Modern Art (MoMA)

MoMA museu de arte moderna de Nova York

Quadro de Frida Khalo no MoMA

Apreciar o melhor da arte é uma ótima opção de o que fazer em Nova York. Sendo assim, sua primeira parada sexto dia de roteiro é o The Museum of Modern Art (MoMA), ou simplesmente Museu de Arte Moderna de NYC. É bom chegar cedo para aproveitar com calma.

Criado em 1929, é a maior plataforma de arte moderna e contemporânea nos Estados Unidos. Reúne obras diversas, inclusive de artistas mundialmente famosos, como Vincent Van Gogh, Pablo Picasso e Salvador Dali. Uma atração imperdível para os apreciadores da arte.

Caminhando pelas galerias, você vai se deparar com obras originais famosas, daquelas constantemente reproduzidas nas mais diversas mídias. Uma de nossas favoritas foi “My Grandparents, My Parents and I”, criada por Frida Kahlo em 1936.

O ingresso para o MoMA custa a partir de US$ 25 (R$ 103,50) por adulto. Mas a entrada está incluída no New York Pass. Às sextas-feiras, das 16h às 20h, é possível entrar gratuitamente no museu, nas chamadas Uniqlo Friday Nights.

  • Endereço: 11 West 53 Street
  • Funcionamento: todos os dias, das 10h30 às 17h30
  • Mais informações: site oficial

Bryant Park

Esse belo parque é ótima opção de o que fazer em Nova York, tanto de dia quanto de noite. Além de sentir o clima urbano da cidade, ali você pode experimentar entre as diversas opções de lanches, patinar no gelo (durante o inverno) ou curtir algum dos frequentes eventos realizados no local.

Wafels and Dinges

Resolvemos experimentar uma porção de wafels no estilo belga, para adoçar um pouco mais o dia. O lanche saiu por US$ 9 (R$ 37,26) e adoramos!

  • Endereço: 6th Avenue & 42 West Street
  • Funcionamento: seg. a sex., das 8h às 22h; sáb. e dom., das 9h às 22h
  • Cardápio e outras unidades: site oficial

Whole Foods

Whole Foods Nova York

Fachada do Whole Foods no Bryant Park

Agora, se você prefere alimentos naturais, não tem problema. Isso porque logo em frente ao Bryant Park tem uma unidade do Whole Foods. Pssamos por lá também e nos impressionamos com a variedade de opções saudáveis.

  • Endereço: 1095 6th Avenue
  • Funcionamento: todos os dias, das 7h às 23h

Herald Square

Ganhou esse nome em função do jornal New York Harold, que funcionava nessa região até o início dos anos 1900. Sua aparência lembra a Times Square. Um dos destaques da região é a Macy’s, maior loja de departamento do mundo.

Do Chelsea Market, você consegue chegar à Harold Square de metrô. Basta traçar a rota no Google Maps para ele te mostrar a melhor opção.

Compras na Macy’s

Macy's maior loja de departamento do mundo NYC

Fachada da maior loja de departamento do mundo

Pense em uma loja em que você encontra roupas, acessórios, brinquedos, sapatos e perfumes de todos os tipos. Agora multiplique por 100. Talvez tenha chegado perto da Macy’s! Além da dimensão faraônica, o legal daqui são os preços: existe muita coisa barata, se comparado aos preços no Brasil.

E ainda que não compre nada, o fato de ser a maior loja de departamento do mundo a torna, de certo modo, um ponto turístico de Nova York, onde você pode encerrar o seu dia.

  • Endereço: 151 West 34th Street
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 22h; dom., das 10h às 21h
  • Mais informações: site oficial

Jantar no Cosme

Prato do restaurante Cosme em Nova York

Cosme, um dos melhores restaurante do mundo

Que tal uma sugestão de onde comer em Nova York? Nesse dia, após passar na Macy’s, fomos jantar no Cosme. Esse restaurante está na lista dos melhores do mundo.

  • Especialidade: comida mexicana (guacamole, burrata, ovos)
  • Endereço: 35 E 21st Street
  • Funcionamento: jantar, dom. a qui., das 17h30 às 23h; sex. e sáb., das 17h30 às 0h; funciona em outros horários para almoço e brunch
  • Cardápio e reservas: site oficial

Assista ao vídeo do nosso 6º dia de roteiro em Nova York:

Chegamos ao 6° Vlog de Nova York! Vamos indicar mais passeios para o seu roteiro de viagem, além de compartilhar dicas incríveis de onde comer. Spoiler: visitamos um restaurante mexicano considerado um dos melhores do mundo! Vem ver!

O que fazer em Nova York: dia 7

Soho

Prédios pré-fabricados no SoHo, Nova York

Fachada de prédio pré-fabricado no SoHo

O nome SoHo é uma sigla para “South of Houston Street”, rua que delimita a região. O bairro ficou famoso nos anos de 1970 e 1980 devido à forte presença de artistas, contudo, mais recentemente se tornou um polo de lojas de luxo. Outra marca registrada são os prédios em ferro fundido, importados pré-fabricados da Europa no início do século 20.

Bom, chegando a partir do Chelsea Market, a pé ou de metrô, você sairá bem perto de duas padarias famosíssimas.

Dominique Ansel Bakery

Essa padaria ganhou projeção internacional graças ao Cronut, uma receita que combina croassant e donut. A questão é que geralmente ele acaba cedo, então se você não der a sorte de encontrá-lo, pode se deliciar com as demais opções.

  • Endereço: 189 Spring Street
  • Funcionamento: seg. a qui., das 8h às 19h; sex. e sáb., das 8h às 20h; dom., das 9h às 19h
  • Cardápio: site oficial

Georgetown Cupcake

Padaria em Nova York

Deu até dó de comer esses cupcakes

As chefs dessa padaria especializada em cupcakes participaram dos programas Cupcake Cam Live e DC Cupackes, no canal TLC. É um sinal de que, para elas, esses bolinhos são coisa séria!

Aqui a gente parou e experimentou cupcakes de Red Velvet e de Triplo Chocolate, por US$ 3,50 (R$ 14,49) cada! Eles eram tão bonitos, que deu dó de comê-los. Mas no final, foram uma verdadeira delícia!

  • Endereço: 111 Mercer Street
  • Funcionamento: a sáb., das 10h às 21h; dom., das 10h às 20h
  • Cardápio: site oficial

Compras no SoHo, em Nova York

É muito comum se criar um roteiro de compras no SoHo, visto que o bairro reúne lojas das mais variadas marcas de moda e eletrônicos: de Apple até Chanel e Forever 21. Por isso, listamos algumas lojas que mais nos chamaram a atenção, para você conhecer também!

MoMA Design Store (loja de artigos inspirados em design contemporâneo)

  • Endereço: 81 Spring Street
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 20h; dom., das 11h às 19h.
  • Mais informações: site oficial

H&M (loja de departamento com preços baixos)

Compras no SoHo

Fachada de lojas no SoHo

  • Endereço: 515 Broadway
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 21h; dom., das 11h às 20h
  • Mais informações: site oficial

Bloomingdale’s (loja de departamento com grande variedade de produtos)

  • Endereço: 504 Broadway
  • Funcionamento: seg. a sáb., das 10h às 21h; dom., das 12h às 20h
  • Mais informações: site oficial

Duane Reade (farmácia exclusiva de NYC; alta variedade cosméticos)

  • Endereço: 459 Broadway
  • Loja: todos os dias, 24 horas
  • Farmácia: seg. a sex., das 8h às 20h; sáb., das 9h às 18h; dom., das 10h às 17h
  • Mais informações: site oficial

Chinatown e Little Italy

Chinatown Nova York

Fachada de prédio na região de Chinatown e Little Italy

Para finalizar o seu dia cheio de coisas para fazer em Nova York, um passeio a pé por Chinatown e Little Italy, regiões praticamente coladas uma na outra. Ambos os bairros nasceram a partir da concentração de imigrantes, que a certo ponto ficou tão alta, que a comunidade ganhou vida e características próprias, como se estivessem em seus respectivos países de origem.

A graça aqui é caminhar pelas ruas e contemplar as feiras, letreiros, restaurantes, lojas e pessoas expressando culturas tão diferentes da nossa.

As ruas principais são Mott Street e Mulberry Street, onde ficam os sinais de Chinatown e Little Italy, respectivamente. Outros pontos de interesse são os Cinco Pontos, cenário do filme “Gangues de Nova York” (2002) e o Columbus Park.

E claro, vale a pena encerrar o dia jantando na região. Uma sugestão de restaurante em Nova York na região de Chinatown é Dim Sum Go Go, categoria Bib Gourmand no Guia Michelin, isto é, oferece uma boa relação entre custo e benefício. Localizado na 5 E Broadway, o restaurante funciona todos os dias, das 10h às 23h. A média dos pratos é US$ 30 (R$ 124,20).

Por uma questão de praticidade, nesse dia resolvemos jantar no restaurante coreano Hanjan, mais próximo ao nosso hotel (INNside by Melià). É o que dizemos, o roteiro é cada um que faz, ainda mais quando há tantas opções disponíveis!

Hanjan

  • Especialidade: comida coreana (noodles, arroz, frutos do mar)
  • Endereço: 36 W 26th Street
  • Funcionamento: almoço, seg. a sex., até as 14h30; jantar: seg. a qua., das 17h às 22h30; qui. a sáb., das 17h às 23h30
  • Cardápio e reservas: site oficial

Que tal encerrar com vídeo este guia de o que fazer em Nova York em 7 dias?

Este é o 7° e último vlog do nosso roteiro de Nova York ☹! Mas não fique triste, que temos ainda muitas dicas imperdíveis para você 😊! Vamos fazer um tour pela região do Soho, com um roteiro gastronômico delicioso e muito diversificado, vale a pena assistir e provar também!

Tchau, tchau, Nova York!

Esperamos ter ajudado você encontrar boas alternativas do que fazer em Nova York em 7 dias. Nosso roteiro buscou combinar pontos turísticos famosos, atrações gratuitas, cenários de filmes, mercados e lojas para fazer compras em NY. Assim, mesmo não fazendo tudo, você tem a opção de avaliar o que melhor se adequa ao seu perfil, mas sem perder a essência dessa metrópole, seja qual for a sua escolha.

Passagens baratas para Nova York

Aeroporto de Nova York

Aeroporto John F. Kennedy (JKF), onde desembarcamos em Nova York

Caso seu voo ainda não esteja comprado, temos uma dica imperdível para você comprar passagem aérea para Nova York com desconto.

Trata-se do nosso aplicativo gratuito, que notifica promoções de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais, incluindo Nova York. Desse modo, basta se atentar às notificações no app ou postagens nas redes sociais. Assim que encontrarmos passagem barata para NY, você pode comprar a sua na mesma hora!

Então faça o download do aplicativo e siga o Passagens Imperdíveis nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter).

Para mais dicas de viagem e roteiros, inscreva-se no canal do YouTube, no qual atualizamos semanalmente com vídeos inspiradores (e informativos!).