Home > Dicas de viagem > Bib Gourmand: a categoria do Guia Michelin com preços acessíveis

Bib Gourmand: a categoria do Guia Michelin com preços acessíveis

O Guia Michelin é uma das principais referências do mundo gastronômico, indicando sempre os melhores restaurantes em mais de 30 países! Já mostramos aqui toda a história e a importância do Guia para o turismo e hoje vamos falar sobre uma categoria superespecial: a Bib Gourmand.

O que é a categoria Bib Gourmand?

Vamos recapitular um pouco da história?

O Guia foi criado em 1900 pelos irmãos Michelin. Eles eram donos da empresa de pneus que leva o sobrenome da família e, com o Guia, visavam incentivar mais viagens de carro pela França.

Promovendo o incentivo às viagens de carro pela França, através da indicação de atrativos gastronômicos em cada uma das cidades, a empresa venderia mais pneus, já que o aumento na utilização dos veículos, implicaria na necessidade iminente de manutenções mais frequentes.

A publicação deu tão, mas tão certo, que hoje é considerada a bíblia da gastronomia mundial, tendo ultrapassado – e muito – as expectativas iniciais da empresa Michelin, que enxergava o Guia, a princípio, como mais uma estratégia de vendas de seus produtos principais – os acessórios que compõem os veículos!

E se ao ler isso você já lembrou daquele boneco fofo que é o símbolo da marca, saiba que seu nome é Bib! E foi em homenagem a ele que em 1997 essa categoria foi criada!

Como identificar um restaurante Bib Gourmand?

A Bib Gourmand mantém o exigente padrão imposto pelo Guia, porém apenas indica restaurantes em que há boas refeições com ótima relação entre custo e benefício! Ou seja: por um preço acessível, você vai a restaurantes com cozinha criativa e preparada e prova pratos deliciosos e de alta qualidade.

A lista de opções Bib Gourmand está disponível em todos os lugares nos quais há estabelecimentos avaliados e classificados como pertencentes ao Guia Michelin.

São eles: Áustria; Bangkok; Chicago; Croácia; República Tcheca; Dinamarca; Finlândia; Grécia; Hong Kong Macau; Hungria; Islândia; Nova York; Noruega; Polônia; Rio de Janeiro e San Francisco.

A dica, então, é consultar o Site Oficial do Guia Michelin e pesquisar as opções listadas como participantes da lista Bib Gourmand. Lá, logo depois de escolher a cidade que deseja consultar, é possível filtrar a categoria, para que sejam apresentadas opções equivalentes a esta modalidade, exclusivamente:

Filtro de categorias Bib Gourmand

No site oficial do Guia Michelin, escolha a cidade que deseja consultar.

 

Filtro de cidades Bib Gourmand

Depois de escolhida a cidade, é possível filtrar as opções por categoria.

 

Bib Gourmand logo

Viu o Bib com a linguinha pra fora? Pode apostar que a dica é boa! 🙂

#DicaBônus:

No site oficial do Guia Michelin, uma outra forma de identificar os restaurantes é relacionando a tipografia utilizada para setorizar as classificações. Na lista de restaurantes, cada opção tem seu “desenho” característico, sendo a dos restaurantes Bib Gourmand, por exemplo, esta ao lado:

Como funciona a avaliação?

Assim como na categoria principal, os inspetores sempre visitam os estabelecimentos anonimamente, pagam suas refeições e, em seguida, avaliam a experiência”. O avaliador só se identifica caso precise de alguma informação extra, como visitar a cozinha, por exemplo. Ah! Ele só pode fazer isso depois de toda a experiência e avaliação concluídas.

Critérios de avaliação da categoria Bib Gourmand

Os inspetores Michelin são pessoas formadas em gastronomia ou que já atuaram em hotéis e restaurantes renomados ao redor do mundo. Eles levam em conta os seguintes fatores:

  • Qualidade dos produtos.
  • Domínio do sabor e técnicas culinárias.
  • Personalidade do chef na sua cozinha.
  • Relação entre qualidade e preço.
  • Consistência entre visitas.

E o preço? Vale a pena mesmo?

Um dos critérios para a atribuição do título de “Bib Gourmand” a um restaurante, é a boa relação entre custo x benefício.

Assim, escolhendo almoçar ou jantar em uma das opções assim classificadas, tenha no coração a certeza de que fará um excelente investimento. 🙂

Enquanto restaurantes classificados como “donos” de estrela Michelin podem chegar a custar quase R$ 400/pessoa, é possível desfrutar de uma bela refeição em um estabelecimento Bib Gourmand pagando, por exemplo, algo em torno de R$ 55 por uma refeição completa, incluindo: entrada, prato principal e sobremesa, como aconteceu em nossa visita ao Restaurante Jiquitaia, em São Paulo, em Junho/2018.

#DicaBônus:

No site do Guia Michelin, cada restaurante é apresentado com detalhes, inclusive no que diz respeito aos preços.

Veja no exemplo abaixo, a indicação dos preços médios de alguns dos restaurantes Bib Gourmand de São Paulo:

Bib Gourmand: Preço médio encontrado nos restaurantes

Preço médio de uma refeição COMPLETA na Casa do Porco, em São Paulo.

Restaurantes brasileiros na categoria Bib Gourmand

Atualmente, o Guia Michelin avalia restaurantes apenas das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Em 2018, apenas restaurantes paulistanos foram incluídos na seleta categoria. Abaixo fizemos uma lista completa com todos os restaurantes brasileiros que fazem parte da categoria Bib Gourmand:

Restaurantes Bib Gourmand de São Paulo 

Adicionados em 2018: Bio, Fitó, Petí Panamericana e Piccolo.

Demais já incluídos: Antonietta Empório, Arturito, Bistrot de Paris, Brasserie Victoria, A Casa do Porco, Casa Santo Antônio, Ecully, Jiquitaia, La Peruana, Le Bife, Manioca, Mimo, Mocotó, Niaya, Petí Gastronomia, Più, Tanit, Tartar & Co., TonTon, Tordesilhas, Zena Caffè.

Restaurantes do Rio de Janeiro 

Artigiano, Bottega del Vino, Lima Restobar, Miam Miam, Oui Oui, Pomodorino, Restô Ipanema, Riso Bistrô.

Se quiser, você pode navegar pela lista diretamente no site do Guia Michelin.

PI em restaurantes com Bib Gourmand em São Paulo

Dos estabelecimentos indicados pelo Guia Michelin nessa categoria de preços acessíveis, nós já experimentamos dois: Jiquitaia e A Casa do Porco.

Ambas são ótimas opções para almoçar e jantar em SP. Veja um pouco sobre nossa experiência nesses restaurantes.

Jiquitaia

Restaurante Jiquitaia, indicado Bib Gourmand

Barreado de carne cozida, no Jiquitaia

Especializado em cozinha brasileira, tem ambiente simples e acolhedor. O diferencial é a opção de entrada, prato principal e sobremesa a um preço justo: pagamos R$ 55 por pessoa (em Junho/2018).

A entrada foi Salada da Casa e Caldo de Sururu. Para beber, uma caipirinha de caju e limão. Já o prato principal foi Barreado feito de carne cozida por 15 horas, acompanhada por banana assada, arroz e farinha de mandioca. A outra opção foi Rabada acompanhada com purê de batata. De sobremesa? Mousse de chocolate branco com creme de maracujá e Goiabada com creme de queijo.

 

  • Endereço: rua Antônio Carlos, 268, Consolação.
  • Funcionamento: de seg. a sex., das 12h às 15h e das 19h às 23h30; sáb., das 12h às 18h.

A Casa do Porco

prato da Casa do Porco, incluído no Guia Michelin

Torresmo com goiabada picante, indicação Bib Gourmand

Comandado por aquele que, na nossa opinião, é um dos melhores chefs de cozinha do Brasil – Jefferson Rueda – esse restaurante, especializado em pratos preparados com carne de porco, virou ponto de referência para comer em São Paulo, pois combina bons preços com alta qualidade gastronômica.

Escolhemos o menu degustação “De tudo um porco,  que serve um pouco de cada prato de destaque da casa. O preço é R$ 110 por pessoa (jantamos lá em Junho/2018). Entre as diversas delícias servidas, veio este torresmo de barriga com goiabada picante registrado na foto!

  • Endereço: rua Araújo, 124, Centro.
  • Funcionamento: de seg. a sáb., das 12h às 24h; dom., das 12h às 17h.

 

Instagram Passagens Impedíveis

#DicaPI: quer mais indicações de onde comer em SP, incluindo um restaurante com estrela no Guia Michelin – a Esquina Mocotó? Dá uma olhada no nosso Instagram (@passagensimperdiveis), nos Stories Fixos separados na categoria: “Comer SP”.

 

E você, já esteve em algum dos restaurantes Bib Gourmand do Guia Michelin? Como foi a experiência? Conta pra gente aqui nos comentários, afinal, é sempre bom compartilhar dicas de viagem!