Home > Dicas de viagem > Dicas de Nova York para brasileiros: o que saber antes de viajar

Dicas de Nova York para brasileiros: o que saber antes de viajar

aeroporto de Nova York

Aeroporto John F. Kennedy (JKF), onde desembarcamos em Nova York

Viagem realizada por Patrícia Guedes e Jairo dos Santos, em setembro/18. | Embarcamos para esse destino tão cobiçado, para compartilhar dicas de Nova York para brasileiros que planejam conhecer a cidade!

Quem acompanha o PI já sabe: algumas vezes surgem, sem aviso, aquelas promoções inacreditáveis! E em maio deste 2018, compartilhamos uma dessas oportunidades únicas: passagens de ida e volta para a Nova York a partir de R$ 778.  Pois é, você não leu errado. E, como bons apaixonados pela metrópole norte-americana, não poderíamos ficar de fora dessa.

Então confira neste post dicas preciosas que vão deixar a sua viagem para Nova York muito mais legal.

Estados Unidos e burocracias

Viajar para os Estados Unidos requer um pouco de organização. Para que você não seja pego desprevenido, explicamos três pontos essenciais – e burocráticos – que você deve resolver ainda no Brasil. Eis a primeira de nossas dicas de Nova York para brasileiros!

Passaporte

Para viajar aos Estados Unidos, é preciso ter um passaporte válido por seis meses, na data do embarque. Indicamos que você sempre confira os seus documentos, para evitar sustos. Caso precise tirar um novo passaporte, explicamos todos os detalhes em 7 simples passos.

Visto americano

Além do passaporte, você precisa ter um visto americano válido para viajar a Nova York! O processo para tirar o visto é um pouco mais complexo que o do passaporte. Mas não quer dizer que seja impossível, inclusive não é necessário esperar ter a viagem marcada para resolver essa questão. Explicamos os detalhes em um passo a passo completo para tirar o visto americano.

Lembramos, no entanto, que só o visto americano não é garantia de que você vai entrar nos Estados Unidos. Como em todos os outros países, ao viajar para o exterior, você passa pela imigração! O que eles querem saber é só se você tem condições de arcar pela sua viagem e se vai voltar ao seu país de origem.

Essa é uma etapa corriqueira, em que é importante manter a tranquilidade, responder a todas as perguntas e, principalmente, estar com os documentos e comprovantes que sirvam de prova da sua intenção de viagem. Alguns exemplos: reservas de hotéis, bilhetes para atrações, cartões de crédito, passagem de volta e até mesmo um roteiro de viagem.

Seguro viagem

Se você já tem seu passaporte e tirou o visto, está quase concluída a parte burocrática. Agora falta, antes de viajar para Nova York, contratar um seguro viagem!

Não é só questão de burocracia, mas também de segurança. Nos Estados Unidos, não há sistema de saúde gratuito. Ou seja, se você se acidentar ou precisar de uma consulta médica, a conta pode ficar absurdamente cara. Evite correr esse risco.

Até escrevemos um post explicando melhor as razões pelas quais o seguro viagem é tão importante.

#DicaPI: faça a cotação do seu seguro viagem com a Mondial Travel, uma empresa confiável que nós mesmos utilizamos!

Informações gerais sobre Nova York

Por se tratar de outro país, tanto a cultura local quanto algumas questões básicas costumam ser bem diferentes das do Brasil. Nesse sentido, vale prestar bastante atenção nestas dicas de Nova York para brasileiros. Afinal, ao segui-las, vai aproveitar com bem mais tranquilidade a sua viagem para NYC.

Moeda americana

A moeda utilizada nos Estados Unidos é o dólar americano. O símbolo é o US$. Em setembro, quando fizemos nossa viagem para Nova York, a cotação era US$ 1 = R$ 4,14 (valor que utilizamos neste post). Quer saber como conseguir o melhor câmbio para viagens internacionais? Nós ensinamos como!

#PIInforma: todos os valores citados neste post correspondem aos da época em que viajamos. Eles servem como referência para ajudar você a planejar sua viagem. Sendo assim, na época em que for embarcar, pesquise o câmbio e os preços então vigentes.

Gorjeta (tips)

Restaurante em Nova York

É cultural adicionar tips ao pagamento nos EUA

Tips, ou gorjetas, são algo importantíssimo nos Estados Unidos. Ao viajar para Nova York, ou qualquer outra cidade do país, coloque um valor no seu orçamento exclusivo para esses complementos. Em média, a gorjeta é de 10 a 20% por serviço, mas pode chegar a mais, conforme o lugar. Em algumas contas, o estabelecimento sugere de 18% a 22%.

Você deve dar tips em corridas de táxi, restaurantes, bares, cafeterias, hotéis, entre outros serviços em que você é diretamente servido por alguém.

  • 10% de gorjeta: valor pago para um atendimento insatisfatório.
  • 15% de gorjeta: extra pago para um atendimento satisfatório.
  • 20% de gorjeta: valor adicionado em caso atendimento ótimo, que superou as expectativas.

Um detalhe: as gorjetas cobradas nos restaurantes ou pubs aparecem como sugerido, ou seja, inclua o valor ao pagamento final, de acordo com sua satisfação com o atendimento.

Para entregadores, manobristas, carregadores de malas e camareiras, entre outros, o valor médio da gorjeta é de US$ 5 (R$ 20,70), para um bom auxílio. Caso não seja tão legal, o valor pode ser de US$ 2 (R$ 8,30).

#DicaPI: ao viajar para o exterior, você deve se adequar à cultura do país. Nos Estados Unidos, tips são coisa séria, portanto a sugestão é que você pague.

Impostos (valor total da compra)

Macy's maior loja de departamento do mundo NYC

Fachada da maior loja de departamento do mundo

Sabe o valor que você vê indicado em certos produtos, seja nas prateleiras, seja no cardápio? Ao fazer compras em Nova York, você deve adicionar ainda uma taxa de impostos! E ela varia por região. Em Nova York, é cobrado 8,875%, como informa o governo nova-iorquino.

E como funciona esse imposto? Ele é somado ao valor final do seu produto. Por exemplo, se você compra um celular de US$ 100, ao final você vai pagar US$ 108,87.

#DicaPI: para tornar a conta mais fácil e rápida, acrescente 10% do valor ao preço final do produto. Ex.: US$ 100 + US$ 10 = US$ 110.

A boa notícia é que certos itens estão isentos de impostos em Nova York (tax free), ou seja, não têm 8,875% a mais no valor. Alguns dos produtos que não pagam taxas:

  • roupas e sapatos de até US$ 110 cada;
  • produtos alimentícios não preparados e embalados, alimentos dietéticos, certas bebidas e suplementos de saúde vendidos pelos mercados de alimentos (conheça 4 mercados gastronômicos em NYC);
  • fraldas;
  • remédios e medicamentos para pessoas.

A isenção de impostos para essas compras em Nova York vale para qualquer pessoa, ou seja, tanto para turistas quanto para os moradores locais.

Outra maneira de aproveitar isenção de impostos, taxas reduzidas e descontos diretos sobre os preços, é visitar os outlets de Nova York.

Padrão de tomadas nos Estados Unidos

Recomendamos ter um adaptador universal sempre por perto, logo na mala de mão. De toda forma, saiba que a voltagem em Nova York é de 110V.

O modelo da tomada é o chamado tipo B, com dois pinos achatados e um redondo.

Adaptadores podem ser comprados ainda no aeroporto, na faixa de US$ 8 (R$ 33,20). Caso prefira, você pode levar do Brasil. Outra alternativa é comprar em lojinhas de rua ou em grandes redes, como a Best Buy.

Chip de internet em Nova York

Quem viaja para Nova York não quer ficar desconectado, claro. Não é difícil encontrar uma rede Wi-Fi disponível pelas ruas da cidade. Mas nem todo mundo gosta de contar com a sorte! Afinal, aquele check-in da vitória nos pontos turísticos de NYC ou aquele contato com a mãe (pai, periquito ou papagaio) não pode faltar.

É possível comprar SIM Card pré-pago, ainda no Brasil, com preços que partem de R$ 250 (5 GB). Outra alternativa é comprar o seu pacote de dados no aeroporto. Como chip de internet em Nova York, optamos pelo plano da T-Mobile, que custa partir de US$ 35 com 6 GB

Sistema de medidas nos Estados Unidos

Eis outra importante dica de Nova York para brasileiros: o sistema de medidas nos Estados Unidos é um pouco diferente do utilizado no Brasil. Por isso, ao viajar para NYC, fique de olho nesse detalhe. Se necessário, realize conversões.

Existem aplicativos bem legais, tanto para iOS quanto Android. Não deixe coisas pequenas complicarem sua viagem.

Observe, de um lado está a unidade empregada no Brasil, no outro, a nos EUA:

  • Metros – Feet (ft) e 1 ft.
  • Quilômetros – Miles (m).
  • Centímetros – Inches (in).
  • Quilos – Pounds (lbs) e 1 lb.
  • Gramas – Ouces (oz).

Fuso horário em Nova York

Geralmente, o horário do Brasil fica duas horas à frente do horário de Nova York. No entanto, não podemos nos esquecer do horário de verão, bem como o horário de inverno, que acontece por lá.

  • De fevereiro e março: -2h em relação ao horário de Brasília (quando é 12h no Brasil, é 10h em NYC).
  • Entre março e outubro: -1h em relação ao horário de Brasília (12h no Brasil, 11h em NYC).
  • De outubro e novembro: -2h em relação ao horário de Brasília (12h no Brasil, 10h em NYC).
  • Entre novembro e fevereiro: -3h em relação ao horário de Brasília (12h no Brasil, 9h em NYC).

Estações do ano (quando viajar para NYC)

Táxi em Nova York

Em setembro, pegamos alguns dias de chuva em NYC

As estações do ano são bem marcadas nos Estados Unidos. É possível se planejar, de certa forma, para pegar: neve, flores, folhas caindo ou muito sol.

  • Inverno: dezembro a março (a neve cai geralmente entre janeiro e fevereiro), período de alta temporada em Nova York.
  • Primavera: março a junho (a cidade fica bem florida).
  • Verão: junho a setembro (calor, parques lotados e dias bem longos)
  • Outono: setembro a dezembro (folhas caindo e temperatura amena)

Não importa a estação e a hora do dia, Nova York oferece atrações em qualquer época do ano, de dia e de noite.

Voo e chegada ao país

Para chegar a Nova York, voamos pela Copa Airlines. A companhia aérea realiza conexões no Panamá (Aeroporto Internacional Tocumen). De Belo Horizonte até a Cidade do Panamá, o voo levou 6 horas. De lá até NYC, a viagem também durou cerca de 6h.

#DicaPI: tem medo de viajar de avião? Calma: siga estas dicas para controlar o medo e curtir o voo.

Existem três aeroportos na cidade e diversos meios de ir até seu hotel. E para ajudar você a se planejar de maneira ainda mais detalhada (e agilizar a sua vida quando desembarcar no seu destino), escrevemos um post especialmente sobre como chegar a Nova York, com orientações para sair de 3 aeroportos.

Como andar em Nova York

O melhor jeito para explorar a cidade de Nova York é por metrô! O sistema cobre toda a cidade. Esta é uma maneira incrível de fugir do trânsito caótico da metrópole.

Os famosos yellow cabs (ou táxis amarelos) são lindos – na foto. Não achamos que vale a pena utilizar esse meio de transporte, já que existem alternativas mais baratas e eficientes, como é o caso do metrô e até mesmo do Uber.

Ainda sobre o metrô de Nova York, escrevemos um post somente para ensinar você a como usá-lo e chegar aonde quiser na cidade!

Onde se hospedar em Nova York

Bairro Chelsea Midtown Manhattan

Ponte conectando dois prédios no bairro Chelsea, na região Midtown Manhattan (440 West 15h St)

A cidade de Nova York é dividida em boroughs (distritos): Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island.

Manhattan, uma ilha, costuma ser o primeiro ponto de atenção para os turistas – é onde está o Central Park e a Times Square, por exemplo.

Para ajudar você a se decidir, dedicamos um artigo sobre os melhores bairros e regiões para se hospedar em NYC. Desse modo, você saberá qual é o ponto mais conveniente para seu roteiro, gosto e bolso!

E quando for fazer as reservas, pesquise no Booking.com, para garantir o melhor preço no seu hotel ou hostel.

#DicaPI: grande parte dos hotéis da cidade não oferecem café da manhã! Além disso, os quartos costumam ser bem pequenininhos, principalmente nas regiões mais turísticas, como Midtown Manhattan. O que fazer? A resposta é simples: sair para comer nos restaurantes e lanchonetes, igual fazem moradores locais!

Reservas de restaurantes em Nova York

E seguem as dicas de Nova York para brasileiros! Afinal, você só conseguirá comer em certos restaurantes em NYC, sobretudo os mais badalados, se reservar antes.

Alguns trabalham com sistemas de reservas específicos, pelo próprio site. Mas grande parte deles estão em plataformas populares, como o Explore Tock, ou Open Table.

Mas os restaurantes não são a única opção para comer. Isso porque existem diversos mercados gastronômicos em NYC, como o Chelsea Market, Eataly e Le District.

New York Pass e New York CityPass

Existem algumas opções de passes para os pontos turísticos de Nova York. Os mais populares são o New York Pass e o New York CityPass.

Para descobrir se vale a pena comprar um passe e, então, decidir entre eles, o ideal é primeiro separar as atrações que você deseja visitar e depois somar os valores dos ingressos. Caso a soma dos preços ultrapasse o valor do passe, valerá a pena comprar um, pois você pagará menos no total. Mas se a soma dos ingressos for menor que o preço do passe, logo não compensará a compra.

Teatro da Broadway

Um dos diversos teatros na região

#DicaPI: entenda mais a fundo a diferença entre New York Pass e New York CityPass, como funcionam e como comprar on-line.

Compra de bilhetes para Broadway

Certas produções, como The Lion King (Rei Leão), Chicago, Wicked e Aladdin, The Panhtom of the Opera (O Fantasma da Ópera) são clássicos da Broadway em Nova York.

E o melhor é que dá para comprar os ingressos diretamente pelo site da Broadway, antes mesmo de sair do Brasil! Todo o processo é muito simples. Mas, para garantir bons lugares em musicais tão concorridos e consagrados, é preciso comprar os bilhetes com alguma antecedência – cerca de 15 dias. Lembrando que as produções acontecem em teatros variados. Boa parte deles no entorno da Times Square.

#DicaPI: embora seja bem fácil, o site oficial não é a única forma de garantir a sua entrada nos musicais. É possível comprar ingressos da Broadway com desconto em outros lugares, igualmente confiáveis ao site oficial.

Que tal entrar no clima de Nova York?

Pode até parecer bobo, mas uma dica de Nova York para brasileiros que não pode faltar é esta: entrar no clima da cidade. Afinal, nada melhor que aquele olhar empolgado e deslumbrado para curtir de verdade a sua viagem.

Filmes e séries em Nova York

Selecionamos 10 produções, entre filmes e séries, que se passam em Nova York, para você se inspirar! Vale fazer maratona e entrar no clima!

  1. Sex and the City
  2. O Lobo de Wall Street
  3. Friends
  4. O Homem Aranha
  5. Gossip Girls
  6. O Diabo Veste Prada
  7. [email protected] pra Você
  8. Jessica Jones
  9. Hitch: o conselheiro amoroso
  10. Harry e Sally: feitos um para o outro

E tem mais! Estas 2 músicas são trilha sonora obrigatória para sua viagem a Nova York:

Curiosidades sobre Nova York

  • Em 1789, a cidade de Nova York foi a primeira capital dos Estados Unidos, mas isso só durou por 1 ano.
  • A primeira pizzaria em Nova York foi aberta em 1905.
  • O One World Trade é o prédio mais alto de NYC (e um dos mais altos do mundo), com 541 metros e 102 andares.
  • A cidade tem quase 200 km de metrô.
  • Mais de 15 mil formas de vida foram encontradas nos caminhos subterrâneos do metrô.
  • É ilegal buzinar em Nova York, mas todo mundo buzina…
  • Mais de 800 línguas são faladas em NYC.
  • Uma pessoa morre a cada 9,1 minutos em NY.
  • Uma pessoa nasce a cada 4,4 minutos na cidade.
  • Mais de 8,5 milhões de pessoas residem na cidade.

Sugestões de roteiros em Nova York

São muitas as opções de o que fazer em Nova York. Por isso, criamos 3 roteiros para inspirar (e ajudar você) a conhecer melhor essa cidade.

Até breve, Nova York!

Agora que você já sabe o básico sobre Nova York, prepare-se para viver uma experiência incrível nessa cidade tão única! Caso você ainda não tenha comprado suas passagens para a cidade, basta ficar de olho nas redes sociais do Passagens Imperdíveis (Instagram, Facebook e Twitter), pois todos os dias divulgamos promoções para diversos destinos!

Outra forma de receber alertas de passagens aéreas baratas é baixar o aplicativo gratuito (Android, iOS e Windows Phone). Assim, você não perde tempo e aproveita a promoção antes que ela acabe!

Por fim, inscreva-se em nosso canal do YouTube para acompanhar vídeos com roteiro e mais dicas de Nova York para brasileiros (além de outras cidades mundo afora!)