Home > Dicas de viagem > 12 dicas de viagem à Jordânia para montar seu roteiro

12 dicas de viagem à Jordânia para montar seu roteiro

Antes de viajar à Jordânia, anote estas dicas práticas para montar o seu roteiro. Dessa forma, se você pretende visitar somente Petra ou se quer explorar mais pontos turísticos do país, sairá de casa com todo o amparo!

deserto wadi rum

O laranja da terra contrasta com o azul do céu, este é o deserto de Wadi Rum, na Jordânia | Foto por Unsplash

Quer ir direto a alguma dica da Jordânia?

  1. Como chegar
  2. Documentação
  3. Melhor época
  4. Fuso horário
  5. Tomada
  6. Moeda
  7. Idioma
  8. Chip de Internet
  9. Jordan Pass
  10. Pontos turísticos
  11. Comidas típicas
  12. Dicas extras

1. Como chegar à Jordânia

Não existem voos diretos do Brasil para a Jordânia, portanto você terá de fazer conexão em algum país da Europa, Ásia ou África.

Também é possível chegar por terra, num roteiro de Israel e Jordânia combinados.

E se não for por terra, pode aproveitar a estadia num país próximo e ir de avião, em cia. aérea low cost. Muita gente combina Jordânia, Israel e Egito no mesmo roteiro, voando de uma nação a outra, por exemplo.

aviao royal jordanian embraer erj 175 200 lr

A Royal Jordanian é uma das cias aéreas que voa à Jordânia | Foto por Wikimedia Commons

De toda forma, fique de olho nas promoções de passagens áreas divulgadas pelo Passagens Imperdíveis, principalmente para o vizinho Israel. Há mais de 5 anos, divulgamos passagens aéreas baratas para destinos nacionais e internacionais.

Então siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito. Desse modo, receberá alertas de passagens aéreas promocionais e conseguirá comprá-las antes que acabem.

2. Documentação para a Jordânia

Você deve separar alguns documentos para entrar na Jordânia:

  • Passaporte com validade superior a 6 meses: obrigatório (veja como tirar passaporte)
  • Certificado internacional de vacina contra febre amarela: obrigatório (saiba como emitir)
  • Visto na entrada na Jordânia: obtido na hora da imigração por 40 JOD
  • Seguro viagem: não obrigatório, mas indicamos fazer

Percebeu que, embora o país tenha certas exigências para a entrada de brasileiros, são todos documentos fáceis de conseguir?

#DicaPI: se for estender sua viagem ao país vizinho, veja estas dicas de Israel!

3. Quando ir para a Jordânia

estrada na jordania

Na Jordânia, chove pouco ao longo do ano e faz muito calor | Foto por Flickr

A Jordânia recebe turistas durante o ano todo. Algumas estações, porém, são mais agradáveis:

  • primavera, de março a maio
  • outono, de setembro a novembro

No verão (junho a agosto), faz mais calor, principalmente nas áreas desérticas, como Petra e Wadi Rum. Portanto, prepare-se para a temperatura caso viaje nessa época.

O inverno (dezembro a fevereiro) traz pancadas de chuva ocasionais e temperaturas baixas à noite. Melhor ter de plantão seu guarda-chuva e blusa de frio, de modo a evitar incômodos.

4. Fuso horário

O fuso horário da Jordânia é UTC/GMT +2. Na prática, são 5 horas à frente em relação ao horário de Brasília.

De março a outubro, o país entra em horário de verão, por isso fica 6 horas à frente do Brasil.

  • Horário de Brasília: 10h aqui; 15h lá
  • Horário de verão na Jordânia: 10h aqui; 16h lá

5. Tomada na Jordânia

Ninguém merece passar perrengue com tomada, tendo dificuldades para carregar o celular, câmera, entre outros acessórios. Então leve seu adaptador universal.

A voltagem é 220 V e o padrão da tomada é o tipo C, com dois furos redondos, igual era no Brasil antes. Mas ainda assim, melhor não confiar que suas tomadas antigas funcionarão sem adaptador.

6. Moeda e câmbio

moeda jordania notas dinar

O dinar jordaniano vale mais do que o dólar e o euro! | Foto por Wikimedia Commons

Sabia que a moeda na Jordânia vale mais que o dólar americano e euro? Outra curiosidade: eles costumam mostrar o preço como se fosse em milhares (4,750), mas, na prática, quer dizer 4,75.

  • Moeda oficial: dinar jordano (JD ou JOD)
  • Qual levar: dólar ou euro – não trocam o real
  • Cotação aproximada no início de 2020:
    • US$ 1 = 0,71 JOD
    • € 1 = 0,80 JOD
    • R$ 1 = 0,18 JOD
  • Onde trocar: na fronteira, caso venha de Israel; em todos os casos, nos bancos ou nos hotéis; evite os cambistas de rua

7. Idioma oficial

O idioma oficial é o árabe, mas nas regiões turísticas falam inglês. As placas costumam estar nos 2 idiomas. Sendo assim, você não terá problemas de comunicação na Jordânia.

E se não dominar nem o inglês, use o Google Tradutor, tem recursos de tradução por imagem, voz, etc., logo pode te ajudar bastante!

8. Chip internacional na Jordânia

aeroporto de amam jordania

Operadoras vendem chip internacional nos aeroportos, inclusive no de Amã (foto) | Foto por Wikimedia Commons

Para não depender de conexões Wi-Fi, compre um chip internacional na Jordânia.

São 3 grandes operadoras:

  • Zain
  • Orange
  • UMNIAH

Destas, a mais popular é a Zain, que vende tanto no aeroporto de Aqaba quanto no de Amã, além das lojas pelas cidades.

Os planos custam a partir de 5 JD.

9. Jordan Pass

Se tem algo que o governo da Jordânia faz é incentivar os turistas a gastarem mais tempo no país, em troca da viagem sair mais barata. Um exemplo claro dessa iniciativa é o Jordan Pass.

Nesse sentido, o Jordan Pass é um ingresso para mais de 40 pontos turísticos, inclusive Petra. Além disso, elimina a taxa do visto, caso fique mais de 3 noites na Jordânia e o compre on-line, antes do embarque. Por isso, dependendo do seu roteiro, tende a valer muito a pena

Existem três faixas de preço do Jordan Pass, todas baseadas em Petra. Mas isso não afeta a validade do passe, de 14 dias após o primeiro uso, seja como for a combinação:

  • 1 dia em Petra + 40 outros pontos: 70 JD
  • 2 dias em Petra + 40 outros pontos: 75 JD
  • 3 dias em Petra + 40 outros pontos: 80 JD

Já a validade total, ou seja, o quanto de antecedência você pode comprar, é de 12 meses. Sendo assim, dá para reservar o seu com até 1 ano antes de usá-lo.

Como exemplo, vamos calcular só 1 dia em Petra mais o visto, que custariam 90 JD somados. Logo, a economia é de 20 JD, contando só esses dois itens. E considerando ainda os outros pontos turísticos, a diferença só aumenta!

Veja mais detalhes no site oficial do Jordan Pass.

10. O que fazer na Jordânia

petra by night jordania

Petra, na Jordânia, é uma das 7 Maravilhas do Mundo | Foto por Wikimedia Commons

Um resumo dos principais pontos turísticos da Jordânia para você incluir no seu roteiro pelo país:

  • Petra: cidade de pedra com mais de 2 mil anos, é uma das 7 Maravilhas do Mundo – acesse este guia detalhado de Petra!
  • Wadi Rum: deserto com vistas impressionantes, Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO
  • Jerash: uma das antigas cidades romanas mais bem preservadas do mundo, até pouco tempo estava toda debaixo da areia
  • Karak: castelo construído na época das Cruzadas, com vista panorâmica para a cidade e o deserto
  • Rio Jordão: águas em que São João Batista teria batizado Jesus Cristo
  • Mar Morto: lagoa com altíssimo teor de sal, de modo que é fácil flutuar; ponto em terra mais baixo do planeta, 470 metros abaixo do nível do mar

Exceto o Rio Jordão e Mar morto, a entrada nas demais atrações da Jordânia aqui citadas estão cobertas pelo Jordan Pass. Por isso, são excelentes para começar a planejar sua viagem.

#DicaPI: sabia que o Mar Morto e Rio Jordão também entram em roteiros por Jerusalém, em Israel?

11. Comidas típicas da Jordânia

mansaf comida tipica jordania

Mansaf é considerado prato nacional da Jordânia | Foto por Wikimedia Commons

Talvez a parte mais gostosa da viagem é provar a culinária local. Por isso, separamos alguns pratos típicos da Jordânia para você experimentar:

  • Homus: pasta de grão de bico
  • Ka’ik: pãozinho coberto com semente de gergelim
  • Falafel: bolinho de grão de bico
  • Kebab: churrasco servido em espetinhos
  • Mansaf: carne de cordeiro cozida, considerado prato nacional
  • Kanafeh: doce à base de macarrão
  • Baklava: massa folhada com nozes e mel

#DicaPI: no vizinho Israel, você pode experimentar outras delícias neste mercado local incluído no roteiro por Tel Aviv!

Quando quiser fugir dos pratos árabes, você não terá problemas para encontrar restaurantes internacionais e até redes de fast-food, como Mc Donald’s. Então relaxe, porque comida não será empecilho para viajar à Jordânia.

12. Extra: mais dicas da Jordânia e Israel

A fim de embarcar com ainda mais tranquilidade e segurança, anote estas dicas de viagem pela Jordânia e Israel: