Home > Dicas de viagem > Dicas de viagem: o que saber antes de viajar para a Espanha

Dicas de viagem: o que saber antes de viajar para a Espanha

O assunto da vez é um dos destinos mais populares do mundo! Assim, vamos te contar tudo sobre o que é necessário para viajar para a Espanha, país europeu que recebe mais de 600 milhões de turistas ao ano, vindos de todas as partes do Globo.

plaza mayor de salamanca - espanha

Plaza Mayor de Salamanca, cidade espanhola | Foto: Passagens Imperdíveis

Então, se você está com viagem marcada, ou sonha conhecer o local, fique com a gente e confira dicas e informações como documentação, fuso horário, moeda e língua.

Para ir direito a sua dúvida, clique no menu abaixo. Caso contrário, pegue o seu chocolate quente, acompanhando de vários churros e vem com a gente!

Documentos para viajar para a Espanha

A viagem para a Espanha requer uma documentação básica, sem muitas surpresas ou burocracias. Veja abaixo:

  • Passaporte válido e com folha em branco para carimbo;
  • Seguro viagem (obrigatório e de acordo com as normas estabelecidas pelo Tratado de Schengen);
  • Comprovante de hospedagem ou carta-convite. Esse segundo, em caso de visita a amigos ou parentes;
  • Comprovantes financeiros para a estadia no país (comprovante de renda, extrato bancário e cartão de crédito internacional são alguns dos exemplos a serem apresentados, além de dinheiro na moeda local);
  • Reserva da passagem de retorno ao Brasil.

Brasileiros não necessitam de visto de turismo para visitarem a Espanha. No entanto, a partir de 2021 será necessário uma autorização. Assim, contamos mais sobre isso neste texto.

Ainda sobre a documentação necessária que citamos acima, vale dizer que alguns itens, como comprovante de renda, reserva de passagem aérea de retorno ao Brasil e hospedagem, podem ser solicitados ou não pelo agente imigratório. Então, recomendamos que esteja com todos em mãos.

Já segue a gente no Instagram? Por lá, compartilhamos várias promoções de passagens aéreas e pacotes de viagem, diariamente! 

Aeroportos na Espanha

Os dois principais aeroportos são o de Madri, chamado Aeroporto Adolfo Suárez, Madrid-Barajas. Já o de Barcelona, recebe o nome de Josep Tarradellas Barcelona-El Prat.

aeroporto-madri-espanha

Aeroporto de Madri | Foto: Pixabay

Apesar da boa infraestrutura do aeroporto de Barcelona, é provável que você chegue à Espanha pelo Barajas, já que os voos internacionais de todo o mundo se concentram nele.

Sobre isso, fique de olho: o aeroporto internacional de Madri é enorme! Então, se fizer alguma conexão por ele, em algum momento da sua viagem, faça com tempo, já que é necessário pegar ônibus interno (gratuito e disponível nas saídas dos terminais) de um terminal ao outro.

Quando viajar para a Espanha

A Espanha tem estações bem definidas. Então, vale ficar de olho para escolher a sua época preferida para embarcar:

  • Inverno (de dezembro a março): média de 0Cº a 11Cº. Fique atento também à previsão de neve durante os meses de dezembro e janeiro;
  • Primavera (de março a junho): média de 11Cº a 22Cº. Assim, essa é considerada uma das melhores épocas para viajar para a Espanha;
  • Verão (de junho a setembro): média de 19Cº a 40Cº. Dessa forma, se prepare para muito calor, cidades mais cheias e tempo seco – dependendo da região que for visitar;
  • Outono (de setembro a dezembro): média de 11Cº a 26Cº.

Fuso horário

O fuso horário espanhol, atualmente, é assim:

  • Durante o horário de verão na Espanha, que acontece de maio a outubro, o país fica 5h à frente do horário de Brasília.
  • Já no chamado horário de inverno, a Espanha fica 4 horas à frente do horário de Brasília.

Importante: a partir de 2021, países europeus poderão aderir ou não ao horário de verão. Cada país fará o seu comunicado, à União Europeia, até abril de 2020. Então, vamos aguardar!

Moeda usada na Espanha

A Espanha faz parte da União Europeia e, por isso, está na zona do euro. Assim, ao embarcar para o destino, leve euros já adquiridos no Brasil, já que o câmbio, em reais, não é comum por lá.

Outra dica é embarcar com dólar, caso já os tenha em mãos de viagens anteriores. Isso porque trocar reais por dólar, para depois cambiar para euros, não é uma escolha inteligente e te levará a perder dinheiro na conversão de duas moedas mais fortes que o real brasileiro.

Se levar cartão de crédito, o que sempre indicamos, mesmo viajando com dinheiro vivo para todos os dias, confirme se a sua tarjeta vale para compras no exterior. Se tiver dúvida sobre isso, faça contato com o seu banco.

Idioma

O Castelhano, hoje mais conhecido como espanhol, é a língua oficial do país. Porém, na Espanha também se fala catalão, valenciano, galego, basco ou euskera, além de inúmeros dialetos ou variações da língua oficial, entre eles o andaluz.

As línguas citadas acima são heranças de diferentes regiões e possuem muita importância para a população das mesmas. Prova disso é que, mesmo sendo tratadas como um segundo idioma, em algumas cidades são mais utilizadas que o próprio castelhano.

Mas, não se preocupe: com uma boa base de espanhol, ou até mesmo o portunhol, dá pra se virar como turista. E, se alguma situação for confusa, use o aplicativo Google Tradutor, que é gratuito e te ajuda a traduzir placas, conversas e outros, em tempo real.

#DicaPI: use o “vale” (pronuncia-se “bale”) para tudo! Esse é o famoso “ok” de lá e você irá ouvir em todos os lugares.

Segurança ao viajar para a Espanha

A Espanha é um dos países mais seguros da Europa. Por lá, não existe assaltos seguidos de violência, mas sim furtos, principalmente em cidades mais turísticas como Madri e Barcelona.

Então, a sua única atenção deverá ser essa: estar atento aos seus pertences como carteira, celular e bolsa/mochila, já que poderão pegá-los e você só irá perceber quando for procurá-los.

Para mulheres viajando sozinhas, a Espanha também é considerada supersegura. Mas, cuidados básicos sempre serão necessários, como: não aceitar carona de estranhos, ou bebidas, por exemplo.

Transporte na Espanha

A Espanha é um destino com grande variedade de transporte, tanto para o dia a dia quanto para cidades próximas ou mais distantes dentro do país (ou países europeus).

Com preços justos, os serviços costumam ser bem avaliados pela população de um modo geral e é uma das referências europeias nesse quesito.

Abaixo, vamos contar um pouco mais sobre cada uma dessas opções que você poderá utilizar ao viajar para a Espanha.

Metrô

Em cidades maiores como Madri, Barcelona e Sevilha, você poderá se locomover de trem subterrâneo, com valores  médios de 1,50€ por bilhete e por pessoa – consulte os preços de acordo com o destino.

As linhas cruzam toda a cidade e são fáceis de usar, sendo uma maneira muito eficiente de turistar como um local.

Já nas cidades menores, não há metrô, mas existem infinitas opções e você pode, até mesmo, fazer tudo a pé!

Cercanías

Em Madri, por exemplo, você pode utilizar um tipo de metrô que se chama “cercanías”, que é muito prático e é operado pela empresa Renfe.

Com um valor de 3€, em média (já que depende da distância), você pode ir do centro para áreas mais afastadas como, por exemplo, povoados próximos.

estação de trem madri espanha

Estação Chamartín, Madri | Foto: Passagens Imperdíveis

Tram

Em Barcelona, você encontra o tram, que é uma espécie de metrô-bonde, que passa pela superfície da cidade.

O valor é de 2,20€ e é ideal para quem irá fazer trajetos curtos. No caso de locais mais distantes, há como comprar o bilhete para transbordo junto aos ônibus.

Bicicletas

Outra forma de se locomover, seja em cidades grandes ou pequenas, é alugando bicicletas.

O processo do aluguel é muito fácil e bem parecido com o que vemos no Brasil: você encontra pequenas estações nas ruas, faz o pagamento por meio de cartão de crédito ou dinheiro (de maneira automática) e retira a sua bike.

Para devolver, é só deixar em outra estação próxima ao seu destino final. Sobre os valores, eles irão variar de acordo com a região.

Ônibus urbano

Tanto nas grandes cidades, como nas cidades menores, você pode utilizar o ônibus como meio de transporte. Os valores custam, em média, de 1 a 1,50€ e possuem Wi-Fi gratuito.

Em locais como Madri e Barcelona, por conta do trânsito, pode haver atraso na chegada do ônibus ou, também, durante o trajeto. Fique de olho caso vá para atrações com horários definidos ou nas altas temporadas como verão e festas de fim de ano.

Aplicativos de carro

Uber e Cabify, por exemplo, estão presentes na Espanha, principalmente nos grandes centros. Porém, faça sempre uma pesquisa prévia entes da sua viagem, já que, vira e mexe, esses aplicativos de carro ficam suspensos por questões burocráticas com os taxistas, como também acontece no Brasil.

Ônibus de viagem

Viajar pela Espanha para vários destinos europeus também é muito fácil! Use e abuse das rodoviárias onde as principais empresas de viagem são: Alsa, Avanza e Hife.

Os ônibus são confortáveis e, dependendo do bilhete, possuem Wi-Fi e até entretenimento a bordo. De Salamanca para Madrid (aeroporto de Barajas), por exemplo, pagamos 25€ com toda essa comodidade. Viajamos pela Avanza.

Trem de longa e média distância

Outra maneira de conhecer mais a Europa, partindo da Espanha, é por meio dos trens de longa e média distância.

trem renfe

Trem de longa e média distância da Renfe | Foto: Pixabay

A principal empresa é a Renfe que, inclusive, oferece trens de alta velocidade.

As viagens são feitas pela superfície e é possível observar as paisagens, sendo um momento também de relaxamento.

Nos trens há tipos de classe, onde, pagando um pouco mais caro, você poderá ter mais conforto, principalmente em viagens longas e noturnas. Pesquise e veja se vale o investimento.

Carro

Por fim, se você quiser pegar a estrada, alugue um carro e aproveite um belo tour por terras espanholas.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a Espanha está entre os dez países que têm as melhores estradas do mundo.

Veja o nosso guia sobre como alugar carro no exterior!

Principais comidas espanholas

A gente embarca pra conhecer novas culturas e isso inclui comer, não é mesmo? Por isso, listamos os principais pratos que você deve experimentar quando viajar para a Espanha.

Paella

Um mix delicioso de frutos do mar, arroz, azeite e açafrão! Esse é, com certeza, um dos principais pratos típicos da culinária espanhola.

paella - viajar para a espanha

A famosa Paella | Foto: Pixabay

Frutos do mar

E por falar em frutos do mar, espere por encontrar, em qualquer tipo de prato, opções com atum, camarão, salmão e outros!

Carne de porco

Já para quem ama carne, a Espanha apresenta mais opções de carnes de porco, como é o caso do famoso jamón ibérico, que é um tipo de presunto curado produzido a partir da espécie denominada porco de pata negra.

Tortilla Española

Muito famoso, e encontrada em casa esquina, a tortilla lembra uma omelete, feita com batatas previamente fritas, ovos e cebolas. É servido em pedaços e você pode comprar, inteira, também em supermercados.

Tortilla de batatas

Tortilla espanhola, encontrada em cafés e bares por toda a Espanha | Foto: Pixabay

Tapas

Os famosos tapas são pequenas porções com as mais variadas comidas locais. Em alguns lugares, também é chamado de pincho.

Bocadillo

Bocadillos são sanduíches preparados com vários ingredientes e há, inclusive, versões vegetarianas.

Feitos a baguetes, pode ser comprado inteiro ou em tamanhos menores.

Batatas bravas

É um tipo de batata cozida e depois frita, muito comum em bares, servidas como tapas ou pinchos. Há molhos para acompanhar, como é o caso de maionese, maionese ao alho e sal e picante.

Obs: na Espanha, molho se chama salsa.

Churros

Os churros são muito famosos pela Espanha, servidos com café solo (café puro), café com leite ou chocolate quente. Porém, a versão espanhola é salgadinha, sem recheio por dentro.

churros

Churros, um dos ícones da Espanha | Foto: Pixabay

Caña

Que pedir um chopp na Espanha? Peça por “uma caña, porfa!”.

Para fechar as dicas de comidas típicas, aproveite para tomar os vinhos da casa. Eles são baratos, servidos em taças, e, em sua maioria, muito saborosos! Há opções de tinto, branco e rosé.

Sangria

A sangria é uma bebida muito comum em toda a Espanha. Em resumo, ela é um mix de frutas e vinho tinto, bem deliciosa, principalmente no verão.

Ainda sobre isso, você pode encontrar, também, o “tinto de verano”, que é bem parecido com a sangria. Porém, o mix é menos elaborado e é composto por vinho tinto popular + água gasosa e muito gelo!

Gostou das dicas? Agora, você está pronto para curtir esse país que amamos, com um dos povos mais receptivos em toda a Europa! Para viajar para a Espanha, pagando mais barato, baixe o nosso aplicativo, que é gratuito e te notificará a cada nova oferta!