Home > Dicas de viagem > Dicas de viagem para Buenos Aires: o que saber antes de embarcar

Dicas de viagem para Buenos Aires: o que saber antes de embarcar

Obelisco pontos turísticos de buenos aires

Ao fundo, o famoso Obelisco de Buenos Aires

Neste post, você encontrará dicas bem úteis e tudo mais o que precisa saber antes da sua viagem para Buenos Aires. Desse modo, quando embarcar, já saberá sobre imigração, câmbio, transporte, hospedagem, entre outras informações práticas!

Embarque para Buenos Aires

Saímos de Belo Horizonte em um voo direto da GOL, que durou apenas 3h30. Partir de BH é uma boa pedida também para quem vem do Norte ou Nordeste, pois não precisa se deslocar até São Paulo para embarcar rumo à Argentina.

Mas se o seu voo sair da capital paulista, saiba que a viagem dura, em média,  2h40. De toda forma, para ir do Brasil à Argentina não é necessária uma viagem longa de avião, porque é um país vizinho ao nosso.

Viagem para Argentina precisa de passaporte?

Sem desculpas para adiar a viagem para Buenos Aires, hein? Isso porque brasileiros não precisam de passaporte para viajar pelos países do Mercosul e seus associados. Estes são: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Chile, Bolívia, Peru, Colômbia e Equador.

No entanto, nada impede de apresentar o seu passaporte para carimbá-lo! Agora, se você não tiver, basta apresentar seu RG (documento de identidade), que está tudo certo!

Viajar pelo Mercosul é fácil: não é necessário nem visto prévio, nem passaporte.

#DicaPI: fique de olho, pois se for embarcar com RG, ele deve ser emitido há menos de 10 anos. Caso contrário, será recusado. Além do passaporte, só o RG é aceito, portanto, nada de levar CNH, carteira de trabalho, etc.

Fuso horário na Argentina

Ao contrário do Brasil, que tem 4 fusos horários diferentes, a Argentina tem apenas 1, o que facilita bastante se situar. Em relação ao horário do Brasil, a Argentina terá ou o mesmo horário, ou, no máximo, 1 hora a menos.

Lá funciona da seguinte maneira: de meados de outubro até o começo de março, o país terá uma hora a menos que o Brasil (por causa do nosso horário de verão). Já no restante do ano (março a outubro), não há fuso, portanto os horários ficam idênticos aos de Brasília.

Atenção: caso sua viagem para Buenos Aires seja em março ou outubro, fique de olho e pesquise a data em que os horários mudam, pois assim como aqui no Brasil, não há uma dia fixo.

Imigração em Buenos Aires

Em Buenos Aires, a imigração é rápida e tranquila. Para nós, o agente perguntou apenas onde ficaríamos hospedados e quantos dias passaríamos na cidade. Todo o processo levou cerca de 10 minutos!

Tal facilidade na imigração e a proximidade do Brasil tornam a viagem para Buenos Aires uma ótima opção para primeiro destino internacional.

Moeda na Argentina e câmbio

Taxa de câmbio argentina

Casa de câmbio no aeroporto de Buenos Aires

A moeda usada em toda a Argentina é o peso argentino. O lugar mais indicado para fazer câmbio é o Banco de la Nación Argentina.

Até existem outras casas de câmbio em Buenos Aires (muitas na Rua Florida), mas a oficial é o Banco de la Nación Argentina. Além de mais confiável, é prática, pois tem unidades tanto no Aeroporto Ezeiza quanto no Aeroporto Aeroparque.

Sendo assim, você pode trocar seu dinheiro logo após o desembarque, ainda no começo de sua viagem para Buenos Aires. É bom lembrar que, normalmente, para obter o melhor câmbio, não recomendamos a troca de moeda no aeroporto. Todavia, Buenos Aires é uma exceção a essa regra.

#PIInforma: neste post, utilizamos a cotação de R$ 1 = 5,33 pesos argentinos (ARS), de dezembro de 2017, quando viajamos. Os valores aqui divulgados servem de referência para ajudar você a planejar sua viagem. Portanto, quando embarcar, confira o câmbio então vigente, afinal a taxa sempre varia.

Internet na Argentina

Convenhamos que no mundo de hoje não dá para ficar desconectado. Então a dica de ouro é: compre um chip pré-pago no país de destino! Assim, você não precisa mais pagar aquela fortuna para sua operadora de telefonia por estar em outro país.

As três principais operadoras da Argentina são a Claro, Personal e Movistar. Depois de pesquisarmos, a nossa escolha foi a Claro. Compramos um chip por 10 ARS, o pacote de dados de 2 GB de internet (válido por 7 dias) custou mais 90 ARS, somando um total de 100 ARS (R$ 18,76).

Buenos Aires é segura?

Em Buenos Aires quase não se tem assaltos a mão armada ou com tanta violência como, infelizmente, ocorre no Brasil. O que acontece por lá com maior frequência são furtos – os famosos “mãos-leves” –, principalmente nos pontos mais turísticos da cidade.

Por isso, a dica é se atentar a seus pertences, mas sem paranoia. É aquela atenção básica para evitar transtornos. Por exemplo, colocar a bolsa ou mochila para frente quando não estiver andando, tomar cuidado para o celular ou carteira não ficarem à mostra quando estiverem em seu bolso, etc.

#DicaPI: outra forma de garantir sua tranquilidade durante a visita à Buenos Aires é contratar um seguro viagem. Em outro post, explicamos por que é importante se assegurar.

Golpe da nota falsa

Existe um golpe famoso em Buenos Aires que é o da nota falsa. Os relatos dão conta de que, quando ocorre, é aplicado por taxistas. Existem pelo menos duas modalidades. Em uma, o taxista devolve o troco usando notas falsas. Já em outra, troca rapidamente a sua nota por uma falsa ou rasgada e diz que não pode aceitá-la. Assim, você fica no prejuízo.

Diante disso, a dica é prestar bastante atenção no momento de pagar o táxi. E, se possível, priorizar aplicativos de transporte que aceitam pagamento por cartão de crédito. Falamos mais sobre isso na seção sobre transporte em Buenos Aires no próximo parágrafo.

Transporte em Buenos Aires

Durante nosso roteiro por Buenos Aires, percorremos pontos turísticos a pé, utilizamos o metrô em alguns trechos curtos e, para os mais longos, Uber. Desse modo, pode-se dizer que o transporte na cidade vai depender do seu itinerário.

Transporte para sair do aeroporto de Buenos Aires

Para sair do aeroporto Ezeiza e seguir até o centro da cidade optamos pelo Uber. A distância percorrida foi de 32 km, logo a corrida saiu por 324 ARS (R$ 60,38).

Há também outras três formas de se locomover do aeroporto até o centro:

  • Ônibus executivo: 200 ARS (R$ 37,52) por pessoa
  • Transfer express: 760 ARS (R$ 142) por pessoa
  • Táxi oficial: 780 ARS (R$ 146) o carro até 4 pessoas (informações indicam que, até o final de Março de 2019, serão implementados totens no aeroporto de Ezeiza. Informaremos assim que confirmado. Por enquanto, veja, abaixo, como funciona o sistema).

Sobre táxi oficial no Aeroporto Jorge Newbery (Aeroparque): desde Março de 2019, a cobrança tem sido feita através de uma taxa fixa, calculada de maneira prévia, em totens.

Para usar os totens é muito fácil! Basta indicar o destino e a quantidade de passageiros junto à quantidade de bagagens. Após, serão impressos dois bilhetes: um para o motorista e outro para o passageiro, apresentando o valor final da corrida. O pagamento poderá ser feito em dinheiro ou cartão.

Atenção: o valor poderá sofrer alterações dependendo do horário da viagem. As tarifas terão um acréscimo de 20% em cima do valor final para corridas entre 22h e 6h. Para pedágios, o custo será do passageiro e não aparecerá incluso no bilhete. Sendo assim, leve dinheiro em espécie com você.

Transporte público

Viagem para Buenos Aires

É fácil andar em Buenos Aires

Para andar de transporte público em Buenos Aires, você vai precisar de um cartão SUBE. Ele é aceito tanto no metrô quanto nos outros tipos de transporte público da cidade.

O SUBE custa 25 ARS (R$ 4,69). Ao adquirir o seu, deve-se carregá-lo com crédito. A tarifa do metrô, por exemplo, é de 7,50 ARS (R$ 1,40).

Ele funciona de modo semelhante aos bilhetes eletrônicos do Brasil, portanto você não terá dificuldades para usá-lo. Os pontos de venda variam desde quiosques no metrô até lojas de conveniência em geral. Por isso, é fácil encontrar o SUBE.

Uber e Cabify

Assim como no Brasil, volta e meia os aplicativos de transporte enfrentam batalhas jurídicas em Buenos Aires. Isso porque o governo e as empresas se desentendem quanto à regulamentação dos serviços de carro. Desse modo, é capaz de você ouvir alguns argentinos alegando que esses apps são ilegais. Mas não se assuste, pois dá para usá-los normalmente.

É possível usar tanto o Uber quanto o Cabify. O Uber aceita pagamento em cartão de crédito ou dinheiro, já o Cabify aceita somente crédito.

Você pode solicitar viagens com a mesma conta e app utilizados no Brasil. Contudo, é necessário que seu cartão de crédito seja internacional e habilitado para uso no exterior. Lembre-se, no entanto, que é somado IOF de 6,38% ao valor gasto no cartão.

Carro alugado

Dependendo do roteiro da sua viagem para Buenos Aires, é válido alugar um carro. O trânsito na capital argentina chega a ser parecido com o de qualquer capital brasileira.

Para dirigir sem problemas, leve a sua CNH ou Permissão Internacional para Dirigir (PID).

#DicaPI: ainda não sabe? Aprenda como é o processo para alugar carro no Brasil e no exterior!

Informações práticas gerais

A viagem para Buenos Aires não exige nenhuma vacina, por isso não precisa se preocupar com Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia.

Fala-se a língua espanhola na Argentina.

A corrente elétrica no país é de 220-240V e as tomadas utilizadas são de três pinos achatados oblíquos. Para nós, foram necessários adaptadores, que podem ser comprados na região ou solicitados no hotel. Você pode, ainda, utilizar um adaptador universal.

Onde ficar em Buenos Aires

Hotel em Buenos Aires

Achamos o quarto espaçoso e confortável

Escolhemos o bairro da Recoleta, uma região bem tradicional e charmosa, porque lembra as cidades europeias.

O Hotel Recoleta Grand foi onde nos hospedamos nessa viagem para Buenos Aires de 4 dias. O quarto, além de elegante, é bem espaçoso, bem como as dependências do hotel.

Também há outros bairros ótimos, como Retiro, Palermo e Palermo Soho. Lembrando que Palermo é um dos maiores bairros de Buenos Aires. Por isso, tem uma grande quantidade de hotéis e restaurantes.

Para pesquisar outras opções de hospedagem, use o Booking.com, mesmo site que utilizamos para reservar nosso hotel.

Roteiro por Buenos Aires em 4 dias

Agora que você já se preparou com nossas dicas de viagem para Buenos Aires, vamos falar sobre o que fazer nessa cidade. Veja sugestões de:

Passagem aérea para Buenos Aires

Só de estar aqui, você já demonstrou que gosta de se planejar. Sendo assim, temos uma última dica para a sua viagem para Buenos Aires: como comprar passagem aérea barata.

No Passagens Imperdíveis, divulgamos promoções de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais, inclusive Buenos Aires. Para ficar sabendo dos descontos e aproveitá-los antes que acabem, é bem fácil. Siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito.

Assim, você receberá notificações de passagens aéreas baratas na palma da mão. E com essa agilidade, conseguirá aproveitar as promoções antes que acabem!