Home > Dicas de viagem > O que fazer em Santiago: roteiro de 3 dias na capital do Chile

O que fazer em Santiago: roteiro de 3 dias na capital do Chile

Viagem realizada por Patrícia Guedes e Jairo dos Santos em dezembro de 2017 | O Chile é um país incrível e cheio de lugares legais para conhecer. Sendo assim, mostraremos o que fazer em Santiago num roteiro de 3 dias. Os passeios incluem de vinícolas a pontos turísticos incríveis! Também daremos sugestões de restaurantes na capital chilena, bem como nossas impressões sobre tudo.

#PIInforma: tanto os valores quanto a cotação da moeda correspondem à época da viagem (dezembro de 2017), quando 185 CPL = R$ 1. Divulgamos os preços apenas para você ter noção no seu planejamento, portanto consulte novamente o câmbio e os valores vigentes na época da sua viagem.

Quer ir direto a alguma das sugestões de o que fazer em Santiago?

Dicas de viagem para Santiago

Para rodar e conhecer os pontos turísticos de Santiago, algumas informações são essenciais. Por exemplo, como funciona o transporte público, qual a moeda utilizada, fuso horário, etc.

Nesse sentido, reunimos orientações para brasileiros visitando o Chile. Desse modo, você conseguirá se planejar e, assim, evitar sufocos na capital chilena. Confira este artigo repleto de dicas de viagem para Santiago!

O que fazer em Santiago: dia 1

Começamos o passeio em Santiago no maior prédio da América Latina, o Costanera. Depois nos encantamos no Museu de Bellas Artes, conhecemos a Catedral Metropolitana, a Plaza das Armas e o Palácio de La Moneda.

Costanera Center

Começamos o nosso roteiro pela capital chilena no Costanera Center, o mais moderno e completo shopping da cidade. A visita foi conveniente porque também compramos um chip de internet móvel no Chile. Mas, para usá-lo, tivemos de liberar o celular antes.

O shopping Costanera Center é repleto de opções de o que fazer em Santiago. Isso porque, além das lojas e restaurantes com comida típica chilena, está no prédio mais alto da América Latina.

#DicaPI: para comprar vinhos de mesa por preços incríveis, visite o supermercado Jumbo, logo no primeiro andar.

Emporio La Rosa

Sorveteria Emporio la Rosa santiago

Nota 10 para a aparência e sabor do sorvete

Considerada uma das melhores sorveterias do mundo, a La Rosa tem uma unidade no Costanera Center. Por isso, aproveitamos para provar se o sorvete merece a fama mesmo.

Doce de leite foi o sabor escolhido, degustado e aprovado, portanto, recomendado! A porção de três bolas custou 7.800 CLP (R$ 42,16).

Funcionamento da unidade no Costanera Center: segunda a sexta-feira, das 9h30 às 22h; sábado e domingo, das 10h às 22h.

Sky Costanera

No mesmo prédio do shopping, está o Sky Costanera, o observatório deste que é maior prédio da América Latina. Assim, é uma opção extra de o que fazer em Santiago. Esse mirante propicia uma vista da capital chilena, incluindo a Cordilheira dos Andes, a 300 metros de altura, direto do 62º andar.

O ingresso custa 15.000 CLP (R$ 81,08), disponível na bilheteria do nível térreo do shopping.

Funcionamento: diariamente, das 10h às 22h.

#DicaPI: por falar em mirante, você vai adorar a vista do One World Trade Center, o maior prédio de Nova York (e dos EUA!).

Museu Bellas Artes

Museu Belas Artes Santiago Chile

Escultura no Museu Bellas Artes, em Santiago

O próximo destino foi o Museu Nacional Bellas Artes, um dos mais antigos da América Latina. E apesar de ter diversas esculturas e quadros, o que mais chama a atenção é o próprio prédio. Afinal, a arquitetura, em estilo neoclássico, é imponente, com sua grande cúpula de vidro apoiada pela estrutura de metal.

Também gostamos da estátua logo na entrada do museu. A obra retrata a lenda de Ícaro, que, na mitologia grega, tentou voar mais do que podia e, por isso, caiu e morreu.

O museu oferece gratuitamente visitas guiadas. Não é obrigatório fazer reservas, mas se você preferir, envie e-mail para [email protected].

Funcionamento: terça-feira a domingo, das 10h às 18h45. A entrada é gratuita!

Catedral Metropolitana

Catedral metropolitana de Santiago

A Catedral Metropolitana é bonita por fora e por dentro

Com mais de 200 anos de história, essa primorosa catedral é bonita por dentro e por fora. Desse modo, agrada tanto aos que só querem ver a fachada quanto àqueles que gostam de ir além.

Nós entramos, apreciamos a beleza e agradecemos pela viagem, afinal tudo estava dando certo. Àquela altura, já havíamos passado 4 dias em Buenos Aires, de onde seguimos para Santiago.

A igreja fica nos arredores da Plaza das Armas, portanto fácil de chegar a partir do Museu Bellas Artes e seguir para o próximo ponto. De fato, esse primeiro dia de roteiro é tranquilo, porque diversas opções de o que fazer em Santiago ficam próximas.

Funcionamento: todos os dias, das 10h às 20h.

#DicaPI: embora muitos pontos turísticos de Santiago fiquem próximos uns dos outros, você pode usar aplicativos de carro para se locomover. Uber e Cabify funcionam na capital chilena. 

Plaza de Armas

Um dos mais importantes pontos turísticos da cidade, a Plaza de Armas foi fundada em 1541, ou seja, há quase 500 anos. Portanto, é bem tradicional.

Está localizada no centro da capital e é o marco zero para medição das distâncias para todas as cidades do país. Em volta da praça, ficam prédios históricos, como a Catedral Metropolitana, a Prefeitura e o Museu Histórico Nacional.

Na praça, contemplamos a beleza dos prédios, refletimos sobre a história do Chile e sentimos o clima da cidade. Um só local, mas muito o que fazer em Santiago!

Palácio de La Moneda

Criado inicialmente para funcionar como Casa da Moeda, o Palácio de La Moneda hoje abriga a sede da presidência. O Ministério do Interior, a Secretaria Geral de Governo e a Secretaria Geral da Presidência também funcionam lá.

O edifício tem pouco mais de 200 anos e encanta pela beleza. Hoje é palco de diversas manifestações políticas, devido à sua importância nessa esfera.

Embora tenhamos checado só a fachada, é possível conhecer o interior do Palácio. Para tal, preencha um curto formulário e solicite a visita direto no site da presidência.

Visitas: segunda a sexta-feira, em grupos de até 25 pessoas, às 9h30, 11h, 15h, e 16h30. A visita é gratuita!

Restaurante El Naturista (vegetariano)

Depois de tanto andar em Santiago, chegou a hora da pausa e da comida! Para tal, escolhemos um restaurante vegetariano. O cardápio do El Naturista é bem variado, incluindo opções sem glúten e lactose.

Experimentamos o burrito vegetariano, que custa 4.800 CLP (R$ 25,94), já os sucos, entre 400 CLP (R$ 2,16) e 2.800 CLP (R$ 15,13).

Funcionamento da unidade Moneda: segunda a sexta-feira, das 8h30 às 21h; sábado, das 9h às 16h.

Restaurante La Misión

A culinária chilena é rica, portanto visitamos outro restaurante, até mesmo para apresentar uma alternativa a quem não é vegetariano. Na verdade, além deste roteiro, indicamos 16 opções de restaurantes em Santiago, de diferentes estilos. Vale conferir a lista completa.

O La Misión é novo, mas já bem conceituado. Com mais de 250 rótulos, pode-se considerá-lo também um wine bar, afinal é uma grande carta de vinhos disponível.

Culinárias francesa, japonesa e chilena se misturam para formar o cardápio. E não é por mera coincidência, pois cada opção harmoniza com algum dos vinhos da adega.

Achamos o preço justo. O menu de almoço tem combos de prato principal, sobremesa, taça de vinho e cafezinho. Pagamos 14.500 CLP (R$ 78,37).

Funcionamento do restaurante: segunda a quarta-feira, das 12h30 às 16h e 19h30 às 23; quinta-feira a sábado, das 12h30 às 0h.

Funcionamento do wine bar: segunda a quarta-feira, das 12h30 à 0h; quinta-feira a sábado, das 12h30 às 1h.

O que fazer em Santiago: dia 2

Nosso segundo dia de passeio em Santiago foi um tour gastronômico. Isso porque visitamos 2 polos de culinária: Rua Lastarria e Patio Bellavista. Também jantamos um dos melhores restaurantes do mundo, e experimentamos uma bebida tradicional no Chipe Libre.

#PIInforma: o roteiro em Santiago começou de noite, porque passamos o dia em Viña del Mar e Valparaíso, cidades próximas da capital.

Rua Lastarria

A Rua Lastarria concentra uma quantidade enorme de bares e restaurantes para todos os públicos. Durante a noite, há feirinhas, artistas de rua e muita gente passeando. De dia, é mais calma, mas ainda assim agradável e convidativa.

Por isso, é uma região cheia de opções de o que fazer em Santiago, tanto para iniciar seu roteiro quanto para finalizá-lo.

Você pode andar aleatoriamente pela rua e entrar no restaurante que mais lhe agradar ou pesquisar uma recomendação. Nós fizemos um pouco dos dois: tentamos lugar no Bocanariz, muito indicado pelos nossos seguidores no Instagram, mas a casa estava cheia (por isso, é bom reservar antes); então caminhamos até encontrar outro.

Chipe Libre

Localizado na Rua Lastarria, o Chipe Libre é uma casa de pisco, um tipo de aguardente de uva, tradicional no Chile e no Peru. Por isto o nome Chipe: Chi, de Chile, e Pe, de Peru.

A fachada do restaurante é simples, o ambiente é rústico, logo a sensação de aconchego toma conta.

O cardápio inclui desde petiscos e pequenas entradas até lanches e pratos mais pesados. Portanto, este é um dos restaurantes em Santiago com opções para todos os bolsos e gostos.

Funcionamento: aberto de segunda a quarta-feira, das 12h30 às 0h30; quinta-feira a sábado, das 12h30 às 1h. 

Restaurante 040

Restaurante 040 Santiago Chile

Restaurante 040, um dos melhores da América Latina

O 040 está classificado entre os melhores restaurantes da América Latina pela World’s 50 Best Restaurants, portanto oferece uma experiência diferenciada. Quem assina o cardápio é o premiado chef espanhol Sergio Barroso.

Como a demanda pelos (apenas) 40 lugares é alta, reservamos com antecedência. Assim, evitamos ficar de fora, igual aconteceu no Bocanariz.

O cardápio oferece somente a degustação de 12 tempos, cujo valor é 37.000 CLP (R$ 200) por pessoa. Achamos a comida incrível, por isso está aprovada e recomendada a visita.

Funcionamento: terça-feira a sábado, das 19h30 às 0h.

#DicaPI: saiba como funciona a lista de melhores restaurantes do mundo, a World’s 50 Best Restaurants.

Patio Bellavista

Patio Bela Vista Santiago

Bares e restaurantes ficam abertos até tarde

Um shopping a céu aberto e com muito movimento noturno é o Patio Bellavista. Além de contar de restaurantes e bares, o centro de compras tem muitas lojinhas legais para procurar (e pechinchar) por lembrancinhas. Sabe aquelas coisinhas legais de decoração, por exemplo? Tem demais por lá!

Por ficar aberto até altas horas da madrugada, indicamos caso você queira aproveitar ao máximo seu roteiro por Santiago.

Nós não ficamos até tão tarde, mas encerramos lá este segundo dia de degustação da gastronomia chilena.

Funcionamento: domingo a terça-feira, das 10h às 2h; quarta-feira, das 10h às 3h; quinta-feira a sábado e véspera de feriados, das 10h às 4h.

O que fazer em Santiago: dia 3

O último dia de roteiro em Santiago incluiu as vinícolas Viña Aquitania, Cousiño Macul e Concha y Toro. E para fechar, visita ao Cerro San Cristobal, ao Mercado Central, ao bar La Piojera e 2 hamburguerias!

Viña Aquitania

Vinicola em Santiago Chile

É bela a vista da vinícola próxima à Santiago

Nossa primeira parada foi na Aquitania. Mal havíamos chegado, mas concluímos uma coisa: só a vista para a Cordilheira dos Andes já vale o passeio!

Essa vinícola tem uma produção pequena, portanto o atendimento é mais exclusivo. O tour dura cerca de 1 hora e há opções em inglês e espanhol (mas nosso guia também falava português). Durante o passeio, explicaram sobre os diferentes tipos de uvas e o processo de produção da vinícola.

A Aquitania oferece 2 tipos de tours. Em ambos você conhece parte do vinhedo e recebe explicações sobre a vinícola. O que difere um do outro é o tipo de vinho a ser provado no final.

O tour com degustação de 3 vinhos Reserva custa 13.000 CLP (R$ 70,27). Já o tour com degustação de 3 vinhos da linha Premium custa 22.000 CLP (R$ 118,91).

Para conhecer o local, é preciso fazer reserva com antecedência pelo site da vinícola.

Viña Cousiño Macul

Apenas 3 quilômetros separam a Viña Aquitania da Viña Cousiño Macul. Diferentemente da vizinha Aquitania, que atende de forma mais personalizada, a Macul recebe grupos grandes.

O sistema de tours pelas vinícolas é bem semelhante. Nos passeios disponíveis na Cousiño Macul, você aprende sobre o processo de fabricação dos vinhos.

A diferença é que no tour regular você degusta 4 vinhos por 14.000 CLP (R$ 75,67), enquanto no tour premium são 6 tipos de vinhos e uma tábua de queijos por 24.000 CLP (R$ 129,72). Ah, no final do passeio você leva a taça que usou na degustação.

Concha y Toro

A Concha y Toro é a vinícola mais conhecida e comercial da região. O atendimento abrange mais gente (entre 15 e 20 pessoas por turma), mas não é ruim.

Achamos enorme a propriedade em que fica a vinícola! Por isso, além da degustação, os tours incluem os jardins e a casa construída para Don Melchor Concha y Toro (fundador da marca), a adega e um passeio pelo vinhedo, com explicações sobre a fabricação de vinhos.

São 2 tipos de tours oferecidos. O tradicional custa 16.000 CPL (R$ 86,48) e inclui o passeio citado acima. Já a degustação de 3 vinhos da reserva e o tour Marques de Casa Concha, que custa 25.000 CPL (R$ 135,13), também percorre a vinícola, mas dá direito a uma tábua de frios.

Os tours devem ser agendados pelo site oficial da vinícola com pelo menos 24h de antecedência. A vinícola abre diariamente, das 10h às 17h.

Cerro San Cristobal

Cerro San Cristobal Santiago Chile

Padroeira da cidade no Cerro San Cristóbal

Trata-se de um montanha com mais de 800 metros de altura. Lá de cima, uma vista panorâmica incrível para a cidade, além das Cordilheira dos Andes ao fundo! É simplesmente lindo.

Há três maneiras de subir o Cerro San Cristobal:

  • A pé
  • Teleférico
  • Funicular (espécie de carrinho sobre trilhos)

O teleférico custa entre 1.330 CLP (R$ 7,18) e 1.950 CLP (R$ 10,54) e tem 3 pontos de paradas (incluindo em uma das piscinas públicas, que é enorme!). Esta foi nossa escolha. A subida até o cume dura em torno de 10 minutos.

Ao subir, encontramos a imagem da padroeira da cidade, La Imaculada Concepción. A paisagem é maravilhosa e inclui a Cordilheira dos Andes como plano de fundo. Portanto, recomendamos (e muito) para você que busca o que fazer em Santiago.

Mercado Central de Santiago

Em funcionamento desde 1872, é um dos pontos mais tradicionais e procurados da cidade. Além de lojinhas, tem restaurantes, bares e tendas que vendem de frutas a peixes. Sendo assim, trata-se de um passeio em Santiago bem intenso, com todos os seus aromas, cores e sons.

Como o mercado é essencialmente turístico, garçons e vendedores tentaram nos puxar e levar até o comércio deles. Achamos isso meio chato, por isso não demos tanta atenção a eles nem ficamos muito tempo no local.

Funcionamento: diariamente, a partir das 6h. Segunda a quinta-feira, até as 17h; sexta-feira, até as 20h; sábado, até as 18h; domingo, até as 17h.

La Piojera

Nossa desculpa para conhecer o La Piojera foi uma só: provar uma bebida muito tradicional no Chile! Trata-se da terremoto, feita de vinho, sorvete de abacaxi e uma calda.

Esse restaurante em Santiago é frequentado tanto por turistas quanto por chilenos, portanto é bem popular. No entanto, não voltaríamos, pois achamos a bebida ruim e o lugar, mediano. Respeitamos o fato de ser tradicional, mas não curtimos tanto.

Funcionamento: segunda-feira a sábado, das 12h15 às 0h.

Streat Burguer

Já no final do dia, numa passadinha rápida no bairro Las Condes, conhecemos o Streat Burguer. Então provamos um delicioso cheeseburguer por 5.500 CLP (R$ 29,72). A batata grande é igualmente boa e custa 1.800 CLP (R$ 9,72). Por isso, indicado!

Funcionamento: segunda-feira a sábado, das 12h30 às 23h; domingo, das 12h30 às 17h.

Uncle Fletch

Delicioso hambúrguer no Uncle Fletch

Delicioso hambúrguer no Uncle Fletch

Outra ótima opção de o que fazer em Santiago é experimentar a hamburgueria Uncle Fletch, localizada no bairro de Bellavista.

Os lanches custam a partir de 5.500 CLP (R$ 29,72), incluindo as opções para vegetarianos e veganos. Também provamos um milkshake de doce de leite maravilhoso, por 2.500 pesos (R$ 13,51). Para fechar, a casa ainda oferece mais de 60 rótulos de cervejas especiais.

Definitivamente é uma boa pedida para comer na capital chilena. Por isso, também recomendamos. Logo, você pode escolher entre as duas opções de hamburguerias provadas neste terceiro e último dia de roteiro.

Funcionamento: segunda a quarta-feira, das 12h30 às 0h; quinta-feira a sábado, das 12h30 às 1h; domingo, das 13h às 16h.

#DicaPI: este foi o nosso roteiro, mas ainda há várias outras opções de o que fazer em Santiago. Listamos 20 pontos turísticos na capital chilena para você escolher quais visitar.

Tudo isso e mais outros detalhes estão disponíveis no roteiro em vídeo, publicado em nosso canal do YouTube. Aperte o play!

A viagem teve como intuito visitar as cidades de Buenos Aires (Argentina), Santiago (Chile) e arredores: Valparaíso e Vina Del Mar. Nesse vídeo, vamos conhecer a capital chilena, Santiago, suas principais atrações, ir a restaurantes e fazer compras. Ainda te levamos para saber como são feitos os passeios nas vinícolas chilenas e falamos um pouco sobre mais sobre a hospedagem no Luciano K. Hotel. Embarque com a gente!

Passagem aérea barata para Santiago

Se você gostaria de encontrar passagem aérea barata para Santiago, temos uma boa notícia para você. Isso porque o Passagens Imperdíveis divulga promoções para destinos nacionais e internacionais, inclusive Chile.

Para ficar sabendo dos descontos e aproveitá-los a tempo, siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito. Desse modo, você receberá notificações em tempo real de passagens aéreas promocionais.

Sua viagem para o Chile tem tudo para ser inesquecível!

Comments are closed.