Home > Dicas de viagem > Como andar no metrô de Paris: dicas de aplicativos e passes

Como andar no metrô de Paris: dicas de aplicativos e passes

O metrô de Paris é o melhor meio de transporte pela cidade, pois é barato, rápido e amplo. Com ele, você chega a praticamente qualquer ponto da capital francesa e visita os principais pontos turísticos. Por isso, vamos ensinar como andar de metrô na cidade luz.

Mas nada de tentar decorar mapas com infinitas linhas e estações. Aqui, vamos focar em questões mais estratégicas. Por exemplo, a melhor opção de bilhetes, como se situar nas estações, aplicativos úteis, entre outras dicas práticas.

Deixamos de lado os mapas e linhas porque é mais fácil traçar a rota em um aplicativo e segui-la. O que vai fazer a diferença mesmo são os detalhes abordados neste post. Então vamos embarcar?

#DicaPI: você pode aplicar estas dicas para ir a deliciosos cafés, padarias e restaurantes franceses!

As dicas deste post também estão disponíveis no vídeo publicado em nosso canal do YouTube. Assista!

Sabia que é muito fácil se locomover em Paris? Se você tiver o cartão Navigo, então, é pra glorificar de pé! Te ajudamos a desvendar o metrô de Paris, com dicas imperdíveis para se programar melhor, economizando tempo e dinheiro!

Diferença entre metrô e RER

Metrô de Paris na estação

Metrô de Paris na estação

Para se acostumar logo com as opções de transporte público em Paris, saiba a diferença entre metrô e RER.

  • Metrô: são os trens subterrâneos, que cobrem, sobretudo, a área central de Paris
  • RER: interligados ao metrô, são linhas complementares, inclusive em trilhos suspensos, que levam a destinos mais distantes, como a Disney Paris e o Aeroporto Charles de Gaulle; há 3 linhas – A, B e C

Sendo assim, conforme a rota que você fizer, usará tanto o metrô quanto o RER. A dica, nesses casos, é se atentar à sinalização nas estações, que é bem clara. Também, ao traçar o caminho pelo Google Maps ou semelhante, o aplicativo indicará quando for “M” (metrô) e “RER”.

Por fim, ao dizer “metrô de Paris”, nos referimos a ambos os transportes sobre trilhos: metrô subterrâneo e RER.

#DicaPI: outro destino que chegamos por meio do RER é o famoso outlet La Vallée Village, incluído em nosso roteiro de compras em Paris.

Zonas do transporte público de Paris

O metrô e os demais meios de transporte (como ônibus e RER) estão divididos em 5 zonas. Desse modo, dá para ter uma ideia rápida da localização dos pontos de interesse. Por exemplo:

  • Torre Eiffel: zona 1
  • Aeroporto de Paris-Orly: zona 4
  • Aeroporto Charles de Gaulle: zona 5

A finalidade dessa divisão é estabelecer diferentes tarifas conforme a localização do destino final. Mas não se assuste com isso, pois à frente explicaremos sobre passes e preços, para facilitar o seu transporte.

Se quiser ter uma noção visual das zonas, veja este mapa oficial do sistema de transporte público da Paris. Observe que, na linha central, há uma sequência de números de 1 a 5, divididos por faixas ora brancas, ora cinzas. Para visualizar melhor, amplie a imagem.

#DicaPI: no post sobre onde ficar em Paris, explicamos sobre os arrondissements. Mas não confunda, pois estes se referem às regiões administrativas de Paris, enquanto as zonas dizem respeito ao transporte público. Logo, as 5 zonas do transporte cobrem os 20 arrondissements.

Horário de funcionamento do metrô

Assim como o Underground, de Londres, o metrô de Paris não funciona 24 horas. Portanto, o horário de funcionamento é das 5h30 às 1h15, ou seja, fecha durante a madrugada.

Logo, se você voltar tarde para o hotel, considere aplicativos de transporte, como Uber e Taxify. Nós experimentamos o Uber e aprovamos. O motorista falava inglês e nos deu dicas de restaurantes e passeios.

Nas dicas de Paris para brasileiros, contamos mais sobre transporte e outras informações importantes para visitar a capital francesa.

Tarifas e passes para o metrô de Paris

Catraca no metrô de Paris

Catraca no metrô de Paris

Entendido o básico sobre o funcionamento do metrô de Paris, vamos falar sobre as tarifas e passes. Você pode adquirir ou o bilhete individual, por € 1,90 (R$ 8,50), ou algum passe, que, além de mais prático, é econômico, dependendo da quantidade de viagens que fizer.

Ainda sobre os tickets avulsos, observe quais zonas ele cobre, para evitar transtornos. Por exemplo, supondo que você vai visitar o Palácio de Versalhes, que fica na zona 4, seu bilhete não pode ser restrito às zonas 1 a 3, entendeu?

#PIInforma: os valores e câmbio divulgados correspondem à época da nossa viagem para Paris (outubro/2017) – € 1 = R$ 4,48. Informamos os preços apenas como referência, ou seja, para você ter uma base no seu planejamento. Portanto, na época do seu embarque, revise as taxas então vigentes.

Passe Navigo Découverte

Existem 2 tipos de Navigo, mas foque no Découverte, já que somente esse é liberado para turistas. O outro é exclusivo para moradores locais.

O cartão custa € 5 (R$ 22,45) – não reembolsáveis – mais uma carga de € 22,80 (R$ 102,40), totalizando € 27,80 (R$ 124,85). Porém, é liberado para rodar por uma semana, por todas as zonas, em qualquer transporte público. Assim, não importa a distância nem o número de viagens, o preço sempre será o mesmo. Por isso, se ficar pelo menos 5 dias em Paris, vale a pena.

Para obter o máximo do seu Navigo Découverte, tente comprá-lo o mais próximo possível da data inicial de validade. Isso porque o cartão começa a valer a cada sexta-feira e expira na quinta-feira seguinte. Sendo assim, caso compre na quarta, só poderá usar por 2 dias, ou seja, até as 23h59 de quinta-feira. (Na época em que viajamos, o período era de segunda-feira a domingo, ou seja, mudou. Portanto, confira a validade novamente quando chegar a Paris.)

Algumas opções e preços do Navigo:

  • 1 semana – todas as zonas (1 a 5): € 22,80 (R$ 102,40)
  • 1 mês – todas as zonas (1-5): € 72,20 (R$ 324,20)
  • 1 semana – somente zonas 2 e 3: € 20,85 (R$ 93,60)
  • 1 semana – somente zonas 3 e 4: € 20,20 (R$ 90,70)
  • 1 semana – somente zonas 4 e 5: € 19,85 (R$ 89,10)

Paris Visite Travel Pass

Este é outro passe aceito em todos os meios de transporte, inclusive, é claro, o metrô de Paris. Comparado ao Navigo, a principal diferença é que o Paris Visite começa a valer só após o primeiro uso. Assim, você pode comprá-lo em qualquer dia da semana, sem medo de prejuízo.

diversas combinações no Paris Visite, com duração de 1 a 5 dias consecutivos, abrangência de todas ou só algumas zonas e até cartão para crianças.

A princípio, ele é mais caro do que o Navigo, uma vez que o Paris Visit de 5 dias em todas as zonas custa € 72,40 (R$ 325). Portanto, consulte o site oficial do passe para verificar os preços e combinações e avaliar se vale a pena.

Você pode comprar o passe tanto on-line quanto nas estações de metrô. Ao comprar pelo site, deve-se retirar o cartão presencialmente.

Ticket t+

Uma terceira alternativa de passe para o metrô de Paris é o ticket t+. Esse cartão dá acesso às linhas de metrô, RER (zona 1) e ônibus (menos o Orlybus e Roissybus). Logo, é mais restrito que as demais opções aqui mostradas, porém mais prático e ideal para quem vai andar pouco.

Por outro lado, tem o menor preço: € 16,40 (R$ 73,60), para 10 bilhetes. No fim, sai mais barato que a compra do bilhete individual, que custa € 1,90 (R$ 8,50).

#DicaPI: ainda existem outros bilhetes para utilizar o transporte público de Paris. Confira no site da RATP o que funciona melhor para a sua viagem.

Como usar o metrô de Paris: dicas práticas

Sinalização no metrô de Paris é clara

Sinalização no metrô de Paris é clara

Com seu bilhete em mãos, é hora de passar a catraca e embarcar no metrô rumo aos pontos turísticos de Paris. Para tanto, algumas dicas bem práticas, daquelas que fazem a diferença, mas quase ninguém fala!

A primeira delas é a seguinte: passou na catraca com um bilhete individual? Não o jogue fora, guarde-o, porque os ficais do metrô de Paris costumam conferir os passageiros. Aqueles que não mostrarem o ticket estão sujeitos à multa.

Enquanto espera o seu trem, observe, nos painéis, o quadradinho luminoso na frente do nome da sua estação de destino. Se ele acender, significa que o próximo trem vai parar lá. Mas se continuar apagado, não embarque, pois aquele trem não para na estação desejada.

Já dentro do vagão, visualize a linha com o nome de todas as estações na parte superior das portas. Luzes indicam as estações que ficaram para trás, enquanto o nome da próxima parada fica piscando. Além disso, há indicação sonora sobre as paradas. Desse modo, você se localiza facilmente.

Chegando ao destino, pode ser que o trem não abra as portas automaticamente! O que fazer, então? Para abri-las, alguém deve pressionar o botão que fica nelas. Provavelmente algum morador local fará isso. Mas vai que você seja a pessoa mais próxima da porta? Portanto, essa dica é preventiva!

Desceu na estação? Olho nas placas, pois são bem sinalizadas. É tudo muito visual, com ícones claros e facilmente identificáveis. Por isso, você conseguirá tranquilamente encontrar a saída ou seguir para uma integração, com o RER, por exemplo.

Se necessário, peça ajuda aos funcionários do metrô de Paris, em inglês ou francês. E mesmo que não saiba nenhum dos idiomas, ainda pode usar a tradução simultânea do Google Tradutor.

Aplicativos para ajudar no metrô de Paris

Smartphones são incríveis porque colocam o mundo na palma da mão, literalmente. Sendo assim, veja estes dois apps para te ajudar a andar no metrô de Paris com toda a calma, segurança e charme dignos de um parisiense.

Com relação às rotas sugeridas, observe o seguinte:

  • mais de uma opção para chegar ao mesmo destino, portanto você pode escolher a mais conveniente
  • Os aplicativos consideram obras, trânsito, entre outros fatores, na definição do trajeto, assim, apresentam diferentes resultados conforme o dia e horário

Sabendo disso, não se assuste quando se deparar com estações ou rotas diferentes daquelas que esperava ou viu por aí.

Google Maps

Nosso velho conhecido funciona em Paris (e não só no metrô), visto que traça rotas a pé, de carro, ônibus, bicicleta, etc. Sem segredos: coloque pontos de origem e destino, escolha a modalidade “Transporte público” e siga a rota desejada. Isso porque o Maps costuma apresentar mais de 1 alternativa.

Veja a simulação de um passeio na Torre Eiffel saindo do Museu do Louvre:

Google maps rota Paris

RAPT

Este é o aplicativo do próprio sistema de transporte público parisiense. Na prática, ele é bem parecido com o Google Maps. Entretanto, apresenta mais detalhes sobre o transporte público, pois trabalha só com essa modalidade.

Confira a simulação de uma rota da Torre Eiffel ao Museu do Louvre:

Aplicativo RAPT Paris

Curiosidades sobre o metrô de Paris

Para ter um gostinho extra ao andar no metrô, conheça alguns fatos curiosos sobre esse meio de transporte:

  • O metrô de Paris começou a funcionar em 1900.
  • Conta hoje com mais de 300 estações e 14 linhas.
  • Transporta mais de 4 milhões de passageiros por dia.
  • Com o tempo, abreviaram o nome: “La Compagnie du Chemin de Fer Metropolitan de Paris”, “Le Metropolitan” e, hoje, “Metro”.
  • Várias estações têm decoração temática.
  • A estação Arts-et-Metiers lembra um submarino.
  • Já a Concorde leva as palavras da “Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão”, da Revolução Francesa.
  • Abbesses é a estação mais profunda, a 40 metros abaixo da terra.
  • Chamam-se estações fantasma aquelas já desativadas.
  • Algumas servem como cenário de filmes, outras, de abrigo para pessoas sem-teto.
  • A distância média entre uma estação e outra é de 548 metros.

Esses são apenas alguns fatos para aguçar sua curiosidade e se envolver ainda mais na sua pesquisa sobre o metrô de Paris.

Passagem aérea barata para Paris

Se com os passes você economiza no metrô de Paris, com o Passagens Imperdíveis, você economiza na passagem aérea.

Isso porque divulgamos passagens áreas promocionais para destinos nacionais e internacionais, inclusive Paris. E é bem fácil para ficar sabendo dos descontos e aproveitá-los antes que acabem.

Siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito. Assim, você receberá notificações dos descontos em tempo real e conseguirá comprar as passagens na hora. Comece bem a sua viagem para Paris antes mesmo de embarcar!