Home > Dicas de viagem > Dicas de Fernando de Noronha: quando ir, como chegar e taxas

Dicas de Fernando de Noronha: quando ir, como chegar e taxas

Para ajudar você a planejar sua viagem para esse belo arquipélago, compilamos uma série de dicas de Fernando de Noronha. Assim, você vai tirar suas principais dúvidas e embarcar com toda a tranquilidade para esse paraíso brasileiro.

Abaixo, você pode ir direto à dicas de Fernando de Noronha que desejar!

Quando ir para Fernando de Noronha?

quando ir a fernando de noronha

Tempo aberto em Fernando de Noronha

A melhor época de viajar para Noronha depende muito do seu objetivo. Isso porque você pode apreciar mar calmo com água quente e cristalina ou aproveitar para surfar em grandes ondas.

Sendo assim, avalie este esquema com dicas de Fernando de Noronha de acordo com o mês.

  • Dezembro a março: ótima época para surfar, pois as ondas chegam a 3 ou 4 m de altura. Nesses meses, Noronha é tomada pelos surfistas e há sempre algum luau nas praias, embalado por reggae e estilos afins.
  • Abril a junho: a época que mais chove na ilha, embora não sejam chuvas fortes. Por isso, envolve certo risco: pode pegar belos dias de sol ou passar só por dias nublados e chuvosos.
  • Julho a novembro: melhores meses para pegar aquele mar verde-esmeralda calminho, relaxar e mergulhar. Os dias ainda mais tranquilos, de sombra e água fresca, são entre setembro e outubro.

Baixa e alta temporada em Fernando de Noronha

Quanto à melhor época para viajar, sabemos que nem sempre dá para conciliar as férias com a baixa temporada (e economizar um pouco). No entanto, também assumimos que, apesar de na alta temporada os preços aumentarem, às vezes é o período mais favorável para a viagem.

Por isso, nossas dicas de Fernando de Noronha também incluem os meses de cada temporada. Assim, você se planeja melhor!

  • Baixa temporada: entre março e junho (em abril, começa a chover).
  • Média temporada: em fevereiro e de agosto a dezembro.
  • Alta temporada: janeiro, julho e feriados, como Carnaval e Ano Novo.

Quanto tempo ficar em Noronha?

Entre 5 e 7 dias é o tempo ideal para conhecer as principais atrações do arquipélago. Ainda vai ficar faltando uma coisa ou outra, mas o principal você terá feito. Por exemplo, nesse período você conhecer a Baía do Sancho, eleita como a praia mais bela do mundo (por 3x!).

Caso queira fazer e refazer trilhas e passeios nas praias, entre 9 e 10 dias está de bom tamanho.

Mais de 10 dias em Fernando de Noronha não enjoa (porque isso é impossível!). No entanto, é tempo de sobra para ver tudo e mais um pouco do arquipélago.

#DicaPI: veja estas dicas de o que fazer em Fernando de Noronha para montar o seu roteiro de viagem!

Quanto dinheiro levar?

A quantidade de dinheiro a se levar para uma viagem é sempre relativa, pois depende do seu orçamento e estilo. Todavia, uma conta geral considera o preço médio de itens importantes, como alimentação e transporte.

Avalie, também, quanto será gasto com hospedagem, caso não tenha sido paga antecipadamente. Aliás, faça um planejamento completo de quanto pretende gastar na ilha, tanto com os custos inicias como no próprio local.

#PIInforma: os valores divulgados correspondem à época de nossa viagem, realizada em outubro de 2017. Portanto, servem apenas como referência para você planejar o seu orçamento, já que os preços mudam com o tempo.

De forma geral, encontramos almoço a partir de R$ 49,90, suco natural, a partir de R$ 15, e cerveja, a partir de R$ 12. Já as pousadas em Fernando de Noronha começam com diária mínima de R$ 250. O ticket do ônibus local custa R$ 5. O valor do táxi varia bastante, de R$ 19 até R$ 52 a corrida, uma vez que os valores são tabelados, de acordo com o ponto de saída e o ponto de chegada.

Somados a esses gastos básicos, há as taxas, passeios, aluguel de acessórios e um valor extra para emergências.

Sempre tenha consigo dinheiro em espécie, porque nem todos os lugares aceitam cartão em Fernando de Noronha. De fato, é melhor não contar muito com as maquininhas de crédito e débito. E sim, há caixas eletrônicos no arquipélago para você sacar suas notas!

#DicaPI: planeje-se desde já com estas indicações de bares e restaurantes em Fernando de Noronha!

Quais taxas pagar?

Você deve pagar 2 taxas em Fernando de Noronha ou apresentar o comprovante de pagamento realizado on-line:

  • Taxa de Preservação Ambiental (TPA)
  • Ingresso para o Parque Nacional Marinho

A Lei nº 10.403, de 29 de dezembro de 1989 (já modificada por diversas outras) prevê a Taxa de Preservação Ambiental (TPA). Portanto, é obrigatório o pagamento da TPA.

Já o ingresso para o Parque Nacional Marinho não é obrigatório. Porém, a maior parte dos passeios de Fernando de Noronha fica lá. Logo, é indispensável pagar essa taxa, a fim de curtir ao máximo o arquipélago. Acredite!

Taxa de Preservação Ambiental (TPA)

A primeira taxa a ser paga é a TPA, cuja cobrança varia conforme a quantidade de dias que passará no arquipélago: R$ 73,52 por dia (janeiro/2019).

Outro detalhe indispensável nestas dicas de Fernando de Noronha: o pagamento on-line do TPA deve ser realizado até 48 horas antes da chegada.

Como pagar a TPA on-line:

site oficial taxa preservacao noronha

Este é o site oficial de Noronha

  1. acesse o site oficial de Fernando de Noronha e procure pelo link de pagamento da TPA;
  2. confira a tabela da Taxa de Preservação Ambiental e clique no link do formulário de pagamento.
  3. preencha o Formulário de Cadastro do Visitante com seus dados pessoais;
  4. imprima (e pague) o boleto, o Formulário de Controle Migratório e a Guia de Identificação. É importante emitir e imprimir o boleto e a Ficha de Controle Migratório em um único procedimento cadastral, para que ambos tenham um único número de identificação.

Concluída a etapa on-line e impressos os comprovantes, guarde a Guia de Identificação e o Formulário de Controle Migratório com cuidado, porque precisará desses documentos na chegada e saída do arquipélago!

Se necessário, acesse o site oficial de Noronha e consulte o seu histórico para imprimir a segunda via dos documentos.

Também é possível quitar a sua TPA na hora do desembarque, no aeroporto. Você pode pagar em dinheiro ou cartão de crédito ou débito. Porém, terá de entrar na fila, que, dependendo da temporada, tomará algum tempo.

Parque Nacional Marinho

Essa taxa é para conhecer 12 pontos turísticos do arquipélago, que fazem parte do Parque Nacional Marinho. Entre eles, o Mirante da Baía dos Porcos, Baía do Sueste e Atalaia. O valor do ingresso é R$ 106 para brasileiros, válido por 10 dias. Crianças de até 12 anos e brasileiros acima de 60 anos não pagam.

É possível pagar a taxa pela internet ou na própria ilha. Presencialmente, pode comprar em um dos endereços abaixo:

  • Centro de Visitantes do ICMBio (Al. do Boldro, s/n, Boldró): diariamente, das 8h às 22h.
  • PIC Golfinho (acesso ao Mirante dos Golfinhos e Praia do Sancho): diariamente, das 8h às 18h30.
  • PIC Sueste (Praia do Sueste): diariamente, das 9h às 16h.
site parque nacional marinho fernando de noronha

Site oficial do parque

Já a compra pelo site segue o procedimento padrão de uma loja virtual de ingressos. Primeiro indica a quantidade, então cadastra seus dados e o período da viagem e, por fim, conclui a compra on-line. Depois de paga a taxa, imprima o voucher que receberá, pois ele será seu comprovante de pagamento.

Mesmo pagando sua taxa on-line, antecipadamente, você deve retirar o seu cartão de acesso ao Parque Nacional Marinho em um dos pontos de venda citados. Para isso, imprima o voucher que comprova o pagamento e o apresente no local escolhido. O ingresso tem validade de 10 dias após a retirada.

O que levar?

Como falar em dicas de Fernando de Noronha sem incluir os itens da sua mala de viagem?

Inclua protetor solar, chinelos, roupas de banho, peças frescas e leves e óculos de sol! Se for friorento, inclua uma blusinha de frio, para o avião, é claro.

Como são itens leves e pequenos, talvez você consiga levar tudo na bagagem de mão. Mas não se sinta pressionado, pois sabemos que esta pode ser uma missão complicada, dependendo do seu estilo.

#DicaPI: seja qual for o tamanho da sua mala, vale conhecer as regras de bagagem das cias aéreas. Desse modo, evita taxas extras.

Em caso de imprevistos e emergências, um lugar que realmente pode te salvar em Noronha é a Loja da Mãezinha. Para ter ideia, lá você consegue tirar xerox, impressões, plastificações, fazer um lanche, comprar roupinha, presentinhos e até remédios. Essa lojinha fica na Vila dos Remédios, 105.

Internet em Fernando de Noronha

O sinal de celular e internet em Fernando de Noronha não é dos melhores. Até funciona, mas pode te irritar, já que a internet às vezes fica bem lenta.

Por isso, pesquise o que tiver de pesquisar antes de desembarcar no arquipélago, pague as contas que tiver de pagar com antecedência e avise a família/amigos que as videochamadas podem não dar muito certo. Apesar de tais limitações, os seus stories no Instagram estarão garantidos no arquipélago.

Quanto à operadora, cabe avaliar a cobertura e os planos da sua. A que utilizamos em nossa viagem foi a Tim, cuja conexão foi satisfatória.

Na verdade, aproveite para se desconectar um pouco, porque Noronha merece atenção total!

Como chegar a Fernando de Noronha?

O arquipélago de Fernando de Noronha está localizado no meio do oceano Atlântico, mas pertence ao estado de Pernambuco. Como a distância entre o arquipélago e o continente é grande (360 km de Natal e 545 km de Recife), o único meio de chegar é o avião. Portanto, se for o caso, é hora de controlar o medo de voar.

Há apenas 2 cidades com voos diretos para Fernando de Noronha:

  • Recife
  • Natal

#DicaPI: por que não aproveitar sua passagem por Natal para fazer um pequeno roteiro pela capital potiguar?

Sendo assim, ao embarcar em outras cidades, certamente você fará conexão em uma dessas capitais. Quanto às companhias aéreas que voam até Noronha, também são somente 2:

  • Azul
  • GOL

Na viagem que fizemos para pesquisar estas dicas de Fernando de Noronha, voamos de Campinas a Recife pela Azul. Foram 2h50 de voo. Depois seguimos até o arquipélago, também pela Azul, gastando exatamente 1h. Fique de olho, porque a vista do pouso já dá um gostinho do que você vai ver ao vivo! Pura emoção.

#DicaPI: você sabe a diferença entre escala, conexão e voo direto? Conheça os tipos de voo!

Como andar em Fernando de Noronha

buggy transporte em fernando de noronha

Buggy é um dos meios de transporte em Noronha

Fernando de Noronha não é tão grande, por isso o deslocamento por lá é relativamente rápido e fácil. Você pode se locomover por: transporte público, táxi, buggy ou a velha e boa caminhada.

A passagem de ônibus custa R$ 5 e o transporte público percorre as principais ruas da ilha, das 7h às 0h. Os ônibus passam perto de algumas praias, por isso são uma alternativa válida. Mas atenção: passam perto, não em frente, ou seja, você vai ter de caminhar um pouco para chegar à orla.

Caso queira mais independência e mobilidade, é possível alugar um buggy, que é febre na ilha. Existem agências e pousadas que disponibilizam o veículo. As diárias têm por volta de R$ 250. Já o litro da gasolina ultrapassa os R$ 6.

No arquipélago, também há uma pequena frota de táxi, que funciona com preços tabelados. Se for fazer algum passeio, a maioria das agências de turismo já inclui o translado de ida e volta para a pousada ou para algum outro ponto que você queira.

Fernando de Noronha com crianças

Viajar para Fernando de Noronha com crianças demanda um planejamento bem feito e dose extra de cuidado. Dica válida para qualquer viagem com a família, certo?

No quesito segurança, o local é maravilhoso. As trilhas, em sua maioria, possuem tablados, o que facilita a caminhada e – dependendo da época do ano – o mar é supercalmo. Além disso, os pequenos vão amar a vida marinha, facilmente admirada nas águas cristalinas de Noronha.

Portanto, os cuidados a serem tomados são os mesmos em qualquer ambiente de praia, como: colete salva-vidas, atenção com alimentação, hidratação e muito, mas muito protetor solar.

Cuidados com o mar

As mesmas ondas que agradam os surfistas podem causar transtornos aos banhistas. Nesse sentido, atenção ao fenômeno swell, que leva ondas fortes e contínuas à costa. Não é sempre que ele ocorre e, na verdade, os meteorologistas conseguem prevê-lo com até 5 dias de antecedência.

Contudo, quando um swell forte chega à praia, deve-se tomar cuidado e redobrar a atenção antes de entrar no mar. Dependendo da força do fenômeno, as agências chegam a cancelar os passeios de barco.

Portanto, recomendamos consultar um guia local caso note um forte aumento das ondas e dos ventos. Também cabe respeitar os seus próprios limites, principalmente diante do poder da natureza.

Farmácia e hospital em Fernando de Noronha

Este post de dicas de Fernando de Noronha não estaria completo sem informações sobre saúde, certo? Por isso, informamos: a ilha tem um hospital público que atende tanto a população quanto os visitantes.

Alguns médicos e profissionais da saúde residem no arquipélago e atendem casos de clínica geral e pediatria, por exemplo. Se precisar de algum remédio, não se preocupe, pois há uma pequena farmácia. Mas, de toda forma, leve seus medicamentos de uso constante.

Curiosidades sobre Fernando de Noronha

Nem só de dicas de Fernando Noronha você precisa antes de viajar. Saber algumas curiosidades também é interessante. Afinal, começa a estreitar o seu vínculo com o local desde já.

  • O arquipélago foi batizado de Fernando de Noronha em homenagem ao nobre português Fernão de Loronha. O fidalgo patrocinou explorações no Brasil poucos anos depois da descoberta, por volta de 1503.
  • Noronha foi a primeira Capitania Hereditária do Brasil.
  • Antes, se chamava São João da Quaresma.
  • Ingleses, holandeses e franceses já invadiram o arquipélago.
  • Nascimentos são proibidos na ilha, pois não há uma maternidade.
  • Noronha tem uma BR de apenas 7 km de extensão – BR-363 –, a segunda menor do Brasil
  • Só existe uma linha de ônibus – a Porto-Sueste – que liga uma extremidade da ilha à outra.
  • somente um posto de gasolina, que vende o litro mais caro do país.
  • O destino é 100% turístico;
  • A pista do aeroporto tem 1.840 m de extensão, maior que a do Aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro.
  • Fernando de Noronha é Sítio do Patrimônio Mundial Natural desde 2001, pela UNESCO.
  • 21 ilhas de origem vulcânica formam o arquipélago.

Dica de  Fernando Noronha extra: passagem aérea barata

Paraíso na terra é o que define esse arquipélago estupendo. Então, se você deseja conhecê-la, temos uma dica mais que especial: como comprar passagem aérea barata para Fernando de Noronha.

O Passagens Imperdíveis compartilha promoções de passagens aéreas para destinos internacionais e nacionais, inclusive Fernando de Noronha. Para ficar sabendo dos descontos, siga a gente nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito.

Você receberá notificações das passagens aéreas promocionais em tempo real. Desse modo, conseguirá aproveitar os descontos antes que acabem e viajar barato para Fernando de Noronha!