O que fazer em Natal (RN): dicas gerais e sugestões de roteiro de 5 a 7 dias

O que fazer em Natal? Na terra das dunas, do sol e das praias, separamos passeios de buggy, piscinas naturais (parrachos), pontos turísticos, restaurantes e vida noturna – com preços. Como se não bastasse, dicas de quando ir, onde ficar, como andar na cidade e chegar de avião. Tudo para você se organizar e curtir ao máximo a sua viagem!

praia areia negra natal

Curtir na Praia Areia Negra é uma das opções de o que fazer em Natal! | Foto: MTur, sob domínio público

Roteiros em Natal: sugestões resumidas de 7, 6 e 5 dias

Algumas ideias para inspirar na organização da sua lista de o que fazer em Natal. Nosso objetivo é te dar um norte diante de tantas possibilidades, e não impor um roteiro obrigatório. Então reorganize o seu como quiser!

Roteiro em Natal – 7 dias

Em uma semana, você consegue aproveitar bastante, mas sempre terá algo novo para uma próxima viagem!

Dia 1 – Chegada

  • Praia da Ponta Negra + passeio de barco

Dia 2

  • Feira da Redinha
  • Praia do Forte
  • Forte
  • Passeio de barco no rio Potengi

Dia 3

  • Passeio litoral norte

Dia 4

  • Passeio litoral sul

Dia 5

  • Passeio piscina natural ou Pipa

Dia 6

  • Pipa

Dia 7

  • Retorno para casa

Roteiro em Natal – 6 dias

Neste roteiro, tiramos a Praia do Forte e seu arredores, mas você pode incluí-los no lugar de outras atrações.

Dia 1 – Chegada

  • Praia da Ponta Negra + passeio de barco

Dia 2

  • Passeio litoral norte

Dia 3

  • Passeio litoral sul

Dia 4

  • Passeio piscina natural

Dia 5

  • Pipa

Dia 6

  • Retorno para casa

Roteiro em Natal – 5 dias

Veja o que fazer em Natal num roteiro mais curto pela cidade, priorizando os passeios que combinam vários pontos turísticos no mesmo dia.

Dia 1 – Chegada

  • Praia da Ponta Negra + passeio de barco

Dia 2

  • Passeio litoral norte

Dia 3

  • Passeio litoral sul com Pipa

Dia 4

  • Passeio piscina natural

Dia 5

  • Retorno para casa

#DicaPI: veja também quanto custa viajar para Natal e Pipa!

Como chegar a Natal de avião

As principais cias. aéreas brasileiras – LATAM, Azul e Gol – voam para Natal. Por outro lado, o número de conexões varia conforme a origem.

Ainda, se você quiser uma alternativa, considere pesquisar voos para o aeroporto de João Pessoa, situado nesse município vizinho. São 176 km de distância entre Natal e esse aeroporto, levando 2h30 de carro. Logo, é viável se você já pretendia alugar veículo para seu roteiro.

Em todos os casos, você consegue encontrar passagens aéreas baratas para Natal saindo da sua cidade ou de uma próxima. Para tanto, faça o seguinte:

#DicaPI: saiba que Natal é uma das únicas cidades com voos diretos para a ilha de Fernando de Noronha?

Principais praias de Natal

De fato, há muitas praias em Natal, porém destacamos as que julgamos ser as principais da cidade. Quanto às demais, muito provavelmente você visitará num passeio com guia.

Ponta Negra

praia ponta negra morro careca

O icônico Morro do Careca é marca registrada na Ponta Negra | Foto: MTur, sob domínio público

Localizada na região mais turística da cidade, praia de Ponta Negra é indispensável na lista de o que fazer em Natal. Isso porque, além do cartão-postal Morro do Careca – com mais de 100 metros de altura –, oferece atividades para aproveitar o dia e noite potiguares.

  • Espreguiçadeira: média de R$ 10 (algumas barracas não cobram, se você comprar bebidas e/ou petiscos)
  • Passeio de barco: R$ 50; 1 hora de duração; saídas às 9h, 10h15, 11h30, 14h30 e 16h
  • Stand up paddle e surf: a partir de R$ 40 a hora

E se você quiser só curtir a orla mesmo, prefira as águas mais calmas no lado direito da praia, próximo ao Morro do Careca.

Pela noite, você encontrará muitos bares à beira-mar e arredores de Ponta Negra, portanto excelente para curtir a vida noturna de Natal.

É por tal versatilidade que recomendamos que tão logo faça check-in no seu hotel, venha passar o primeiro dia de roteiro na Ponta Negra, de modo a já entrar no clima de Natal.

#DicaPI: outro destino no Nordeste cujas praias são boas para praticar stand up paddle é Jericoacoara!

Do Forte

praia do forte natal

Águas tranquilas e via bonita, eis o que oferece a Praia do Forte, em Natal | Foto: MTur, sob domínio público

Embora menos frequentada do que a Ponta Negra, ao menos 3 características fazem a praia do Forte valer a pena:

  • Águas calmas para banho (e até piscinas naturais, dependendo da maré)
  • Forte dos Reis Magos, marco da fundação de Natal, em 1599 (R$ 3 a entrada)
  • Vista privilegiada da ponte Newton Navarro e do pôr do sol

Sendo assim, para aproveitar o máximo, você pode reservar um dia para combinar a praia, o Forte, o Mercado da Redinha, um passeio de barco no rio Potengi e, se animar, o Aquário de Natal, localizado no município de Extremoz.

Outras praias urbanas de Natal

Mais algumas praias para a sua lista de o que fazer em Natal:

  • Areia Preta: repleta de falésias escuras – origem de seu nome –, tem uma bela vista para o Farol de Mãe Luzia, situado no Parque das Dunas; é aqui perto que você encontrará o letreiro da cidade de Natal
  • Dos Artistas: próxima ao centro de Natal, atrai surfistas (por causa das águas agitadas) e turistas (devido ao centro de artesanatos local)
  • Do Meio: outrora a mais popular entre os turistas, hoje frequentada sobretudo pelos natalenses
  • Da Redinha: aos pés da ponte Newton Navarro, é onde fica o Mercado Popular da Redinha, famoso pela ginga com tapioca

Passeios de buggy, barco e quadriciclo em Natal

dunas genipabu natal

As dunas de Genipabu (e muitas outras) são perfeitas para andar de buggy em Natal | Foto: MTur, sob domínio público

São muitas as opções de passeios em Natal, de modo que até confunde. Por isso, organizamos por categorias, a fim de facilitar a sua escolha.

Passeio de buggy no litoral norte (Genipabu)

O mais tradicional passeio em Natal é o de buggy pelas dunas no litoral norte, que também inclui praias e lagoas ao longo do caminho. Nesse sentido, você paga pelo passeio e pode escolher atividades extras nas paradas.

  • Preço médio: a partir de R$ 120 por pessoa (atividades extras e almoço pagos à parte)
  • Duração: das 9h às 16h (7 horas, da saída ao retorno ao hotel)
  • Partida: buscam em hotéis nas regiões de Ponta Negra, Praia do Meio e Via Costeira

Itinerário do passeio de buggy pelo litoral norte de Natal e arredores

  • Praia da Redinha (Aquário – passeio opcional à parte, R$ 30)
  • Lagoa e dunas de Genipabu (onde ficam os dromedários – passeio opcional à parte, média de R$ 80)
  • Travessia de balsa do rio Ceará-Mirim (R$ 40 por buggy ou R$ 10 por passageiro)
  • Lagoa e dunas de Pintangui (onde você escolhe o passeio “com emoção”, no qual os bugueiros executam manobras radicais nas dunas)
  • Dunas Douradas (taxa de preservação de R$ 10 por buggy ou R$ 2,50 por passageiro)
  • Lagoa e dunas de Jacumã (onde tem as brincadeiras de aerobunda [tirolesa], skybunda [prancha na areia sentado] e camicase [prancha na areia deitado], cada uma na média de R$ 15 a descida)
  • Almoço na praia (média de R$ 65 por pessoa, em bufê liberado, sem bebida incluída – restaurante varia conforme a agência)

Caso você esteja de carro alugado, pode ir até Genipabu e então contratar um bugueiro para explorar a região.

Passeio sul (com ou sem Pipa)

O passeio no litoral sul de Natal é uma forma prática de visitar de uma só vez diversos pontos turísticos da cidade e arredores. Por isso, figura entre os mais procurados na capital potiguar.

  • Preço médio sem Pipa: R$ 70 por pessoa (atividades extras e almoço pagos à parte)
  • Preço médio com Pipa: R$ 120 por pessoa (atividades extras e almoço pagos à parte)
  • Duração de ambos os passeios: das 9h às 16h (7 horas)
  • Partida: buscam em hotéis nas regiões de Ponta Negra, Praia do Meio e Via Costeira

Itinerário do passeio no litoral sul de Natal

  • Barreira do Inferno (base da Força Aérea Brasileira)
  • Praia de Cotovelo
  • Maior Cajueiro do Mundo (entrada à parte, R$ 8)
  • Mirante dos Golfinhos
  • Praia de Camurupim
  • Almoço na praia (média de R$ 65 por pessoa)
  • Lagoa de Arituba (aerobunda [tirolesa], pedalinho e stand up paddle, cada um a partir de R$ 15)
  • [Extensão a Pipa] Travessia de balsa (paga à parte, R$ 15 por pessoa)
  • [Extensão a Pipa] Praia de Pipa e Praia do Amor

Se você tiver menos dias de viagem, considere a opção de passeio no sul com Pipa. Mas se o seu roteiro em Natal for mais logo, reserve outro dia só para esse destino próximo à capital.

Passeio de quadriciclo em Natal

Enquanto no buggy você fica só de passageiro, no quadriciclo pode ser o piloto! Por isso, a graça desse passeio em Natal é curtir por conta própria as trilhas pelas praias e dunas potiguares.

Você pilotará pelo sul da Praia de Ponta Negra, passando por diversas lagoas, entre elas: Amarela, da Juventude e de Alcaçuz. Durante todo o trajeto, um guia o acompanhará, portanto é bem seguro.

Requisitos: apesar de não ser obrigatória Carteira Nacional de Habilitação, o piloto deve ter mais de 18 anos e não pode consumir bebida alcóolica antes do passeio; já a garupa deve ter mais de 8 anos e só pode uma por vez

  • Preço médio: R$ 250 pelo quadriciclo para 2 pessoas
  • Duração: 4h (2h30 pilotando) pela manhã ou pela tarde
  • Partida: buscam em hotéis nas regiões de Ponta Negra, Praia do Meio e Via Costeira

Passeio de barco no rio Potengi

rio potengi natal

A ponte Newton Navarro e o pôr do sol disputam atenção durante o passeio de barco pelo rio Potengi | Foto: MTur, sob domínio público

Esse tradicionalíssimo passeio se inclui em praticamente todo roteiro por Natal. Ao longo do dia ou no pôr do sol, você navegará pelo rio Potengi, sobre o qual passa a ponte Newton Navarro, cartão-postal da cidade.

  • Preço no pôr do sol: R$ 40
  • Preço nos demais horários: R$ 35
  • Saídas: de terça a domingo, às 9h, 10h30, 11h45, 13h45, 15h, 16h30 (pôr do sol)
  • Duração do passeio: 1h
  • Partida: Iate Clube do Natal (rua Cel. Flamínio, Santos Reis)
  • Mais informações: site oficial

Piscinas naturais de Natal (parrachos)

parranchos de potengi natal

A piscina natural de Potengi é a mais próxima de Natal | Foto: MTur, sob domínio público

O principal atrativo das piscinas naturais, ou parrachos de Natal, é a semelhança com as águas do Caribe: calmas, cristalinas e com notável – e colorida – vida marinha.

Agendar um passeio às piscinas naturais, porém, exige atenção a um detalhe: a altura das marés, que varia conforme a fase da lua e faz toda diferença na experiência da visitação.

Dessa forma, recomendamos fortemente que verifique no hotel ou agência a tábua das marés, de modo a reservar o melhor dia e horário para aproveitar ao máximo os parrachos. Mas se você entende do assunto, pode fazê-lo por conta própria!

Mais um ponto importante: há limitações para o embarque de crianças; idade mínima de 2 ou 6 anos, a depender do passeio. Então consulte com a agência, caso vá viajar em família.

Maracajaú

A mais famosa piscina natural do Rio Grande do Norte fica a 60 km de Natal, no município de Maxaranguape, precisamente na praia de Maracajaú. É ali que você navegará mar adentro até encontrar recifes de corais descansando num ambiente paradisíaco.

  • Preço médio: a partir de R$ 140 na catamarã ou R$ 160 na lancha, por pessoa, com snorkel incluído; mergulho com cilindro opcional, a partir de R$ 110
  • Saídas: variam conforme a maré
  • Duração: das 7h às 17h (até 10 horas, da saída ao retorno ao hotel)
  • Partida: buscam em hotéis nas regiões de Ponta Negra, Praia do Meio e Via Costeira

Caso você esteja de carro alugado, agende o passeio de lancha ou catamarã com os operadores locais antes de ir à praia. Assim, evita o risco de chegar ao local, mas não encontrar vagas disponíveis ou a maré estar desfavorável.

Perobas

Aos pés de um velho farol e rodeada por tradicionais pescadores, essa piscina natural compõe um dos cenários mais lindos do seu roteiro em Natal. A Praia de Perobas está a 78 km da capital, no município de Touros, onde fica uma vila cujo clima sossegado convida a desacelerar o ritmo e relaxar.

Contratando o passeio à piscina natural de Perobas, as agências costumam combiná-lo com a Barra do Punaú. O local é marcado por dunas, coqueiros e, como se não bastasse, o encontro do rio com o mar.

  • Preço médio: a partir de R$ 160 na lancha, por pessoa, com snorkel incluído; mergulho com cilindro opcional, a partir de R$ 110
  • Saídas: variam conforme a maré
  • Duração: das 7h às 17h (até 10 horas, da saída ao retorno ao hotel)
  • Partida: buscam em hotéis nas regiões de Ponta Negra, Praia do Meio e Via Costeira

Pirangi

O parracho de Pirangi está localizado a 27 km da capital, no município de Parnamirim. De fato, a praia fica em frente ao Maior Cajueiro do Mundo, então, se você fizer o passeio pelo litoral sul, passará por aqui também – mas sem seguir até a piscina natural.

Quem realiza o passeio de barco é a Marina Badauê, agência e restaurante localizada na Praia de Pirangi, de onde saem as embarcações rumo à piscina.

  • Preço médio: R$ 70, por pessoa, com snorkel incluído
  • Saídas: variam conforme a maré
  • Duração: 2 horas, com parada para mergulho no parracho
  • Partida: do Píer da Praia de Pirangi, a 15 km da Praia de Ponta Negra e 27 km do centro de Natal – você pode ir, por exemplo, de Uber
  • Mais informações: site oficial

Pontos turísticos de Natal

Você viu que há muito o que fazer em Natal e que os passeios facilitam bastante, uma vez que combinam a maioria dos pontos turísticos. Todavia, se você quiser montar seu próprio itinerário para explorar a cidade, anote estas informações!

Forte dos Reis Magos

fortaleza reis magos natal

Forte dos Reis Magos é marco da fundação de Natal, em 1599 | Foto: MTur, sob domínio público

Marco da fundação da cidade de Natal, o Forte dos Reis Magos, cuja construção data dos anos 1600, ou seja, mais de 4 séculos, ajudava na proteção do território. Sua robusta estrutura abriga capela, prisão, sala de pólvora e inúmeros dormitórios, que ajudaram a história do Brasil a acontecer entre conflitos dos portugueses com povos invasores.

  • Entrada: R$ 3
  • Funcionamento: todos os dias, das 8h às 16h
  • Endereço: Praia do Forte, s/n, Natal
  • Mais informações: site oficial

Mercado Público da Redinha

praia redinha natal

Praia da Redinha fica de frente para o Mercado da Redinha, aos pés da ponte Newton Navarro | Foto: MTur, sob domínio público

É aqui que você encontrará um tradicionalíssimo prato típico de Natal: ginga com tapioca, patrimônio imaterial da cidade. Essa refeição, que consiste em tapioca recheada com peixe, pescado no próprio rio Potengi, é criação dos pescadores locais. Por isso, uma comida genuinamente local.

O Mercado da Redinha, por sua vez, é o mais antigo de Natal. Como fica bem às margens do rio, você pode combinar a visita com a Praia a Redinha, aos pés da ponte Newton Navarro, cartão-postal da cidade.

  • Preço da comida: média de R$ 20 para provar o prato
  • Funcionamento: todos os dias, das 8h às 18h
  • Endereço: Praia da Redinha

Midway Mall

Perante tantas praias e dunas, uma opção alternativa de o que fazer em Natal: o Midway Mall, maior shopping center da cidade. Por ali, você encontra lojas de todo tipo, opções de lazer e restaurantes variados.

  • Preço: entrada gratuita
  • Funcionamento: segunda a sexta, das 10h às 22h; domingo, das 13h às 21h (praça de alimentação e lazer, das 12h às 22h)
  • Endereço: Bernardo Vieira, 3775, Natal
  • Mais informações: site oficial

Aquário Natal

Considerado o maior aquário do Nordeste, reúne espécimes marinhas de diversas formas e tamanhos. Você pode visitar por conta própria ou aproveitar a parada no passeio do litoral norte de Natal.

  • Preço: R$ 33
  • Funcionamento: todos os dias, das 8h às 17h
  • Endereço: Litorânea, 1091, Extremoz
  • Mais informações: site oficial

Parque das Dunas

Para uma dose de aventura em plena capital, você pode fazer trilhas no Parque das Dunas. Todas passam por vegetação nativa e têm visão da praia!

  • Peroba: 2,2 km; 1h30 – ida e volta (nível intermediário)
  • Ubaia-Doce: 4,4 km; 2h30 – ida e volta (nível avançado)
  • Perobinha: 800 m; 40 minutos – ida e volta (nível básico)

Outras informações sobre as trilhas no Parque das Dunas:

  • Preço: R$ 1 entrada no parque + R$ 1 trilha
  • Horários: terça-feira a domingo, às 8h e às 14h, com horários extras aos finais de semana
  • Agendamento: obrigatório, pelo e-mail [email protected] (detalhes)
  • Endereço: Alexandrino de Alencar, Tirol
  • Mais sobre o parque: site oficial

Cajueiro de Pirangi

cajueiro pirangi natal

O maior cajueiro do mundo fica no distrito de Pirangi, próximo a Natal | Foto: MTur, sob domínio público

Também conhecido como Maior Cajueiro do Mundo, essa árvore gigantesca ocupa nada menos que 8.500 m², espaço equivalente a 70 cajueiros de porte normal. A explicação para tanto é uma anomalia, na qual os galhos, ao tocarem o solo, criam raízes secundárias que ajudam na alimentação e sustentação do tronco principal.

O cajueiro chega a produzir de 70 a 80 mil frutos na época de safra, de novembro a janeiro. Sendo assim, os turistas podem colher cajus gratuitamente, mas sem exagero.

Para observar de outro ângulo o maior cajueiro do mundo, há um mirante a 10 metros de altura. Portanto, você pode vê-lo “por dentro” e por cima.

Como se localiza em frente à Praia do Pirangi, você combinar a visita ao cajueiro com a piscina natural do Pirangi, por exemplo. Outra hipótese é uma parada a caminho de Pipa ou durante o passeio pelo litoral sul.

  • Preço: R$ 8
  • Funcionamento: todos os dias, das 7h30 às 17h30
  • Endereço: Dep. Márcio Marinho, 2, Parnamirim
  • Mais informações: site oficial

Barreira do Inferno

centro lancamento barreira inferno natal

Daqui a FAB lança veículos espaciais, não é incrível? | Foto: MTur, sob domínio público

O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno é onde a Força Aérea Brasileira (FAB) lança e opera foguetes no espaço. Por isso, um tanto incomum ao nosso cotidiano terrestre.

A base, instalada no município de Parnamirim, escolhido pelas condições geográficas e climáticas favoráveis, opera há mais de 50 anos e já lançou cerca de 3 mil veículos espaciais.

Já o curioso nome foi dado por pescadores locais, que associaram o tom avermelhado das falésias, que ficam atrás da base, a um “muro de fogo”. Daí a “barreira do inferno”.

falesias barreira do inferno natal

E aí, você acha que merecem o apelido de Barreiras do Inferno? | Foto: MTur, sob domínio público

Por sua vez, a visita consiste em contemplar equipamentos expostos no pátio e um pequeno museu contando a história do local. A praia atrás da base é fechada ao público. E graças ao “sossego”, tartarugas marinhas a usam como ponto para desova.

Normalmente, a Barreira do Inferno se inclui no passeio ao litoral sul, e como fica só a 7 km da Praia de Ponta Negra, é bem fácil de chegar.

  • Preço: gratuito
  • Funcionamento do centro de visitantes: todos os dias, das 7h30 às 16h30
  • Endereço: Rodovia RN-063, km 11, Parnamirim
  • Mais informações: site oficial

Passeios bate-volta em Natal

É verdade que boa parte dos passeios em Natal envolvem cidades vizinhas. Contudo, a maioria se insere em roteiros maiores, que passam por diversos pontos turísticos. Já as sugestões de bate-volta (ou pernoite) a seguir focam exclusivamente no destino citado.

Pipa

A Vila de Pipa, localizada no município de Tibal do Sul, atrai turistas pelo seu charme sem igual, com ruelas floridas e aconchegantes, daquelas que você quer ficar mais e mais. Por isso, é o bate-volta de Natal mais conhecido. Entre os pontos turísticos, destacam-se:

  • Praia de Pipa
  • Praia do Amor
  • Centrinho da vila
  • Chapadão de Pipa

Um bate-volta é suficiente para visitar o básico da vila, entretanto, se possível, passe ao menos 1 noite por lá. Assim, curtirá todo o charme noturno que tanto faz a fama do local.

Como chegar à Vila de Pipa (Tibal do Sul) a partir de Natal

Confira os meios de transporte e avalie o que mais lhe convém:

  • Passeio com agência: a maneira mais prática, porém corrida; preços a partir de R$ 60
  • Ônibus: demora mais; ideal se for passar a noite; ônibus da viação Riograndense sai diariamente da rodoviária de Natal, de hora em hora, das 6h às 18h; passagem a R$ 17 comprada na hora (horários)
  • Transfer: diversas empresas fazem o trecho de van, inclusive ligando o aeroporto de Natal e Pipa
  • Uber/táxi: simule uma viagem por aplicativo e verifique se vale a pena para você o preço e o tempo
  • Carro alugado: siga pela BR-101 e RN-003

#DicaPI: vai passar a noite? Pesquise hotéis e pousadas em Pipa!

Galinhos

Daqueles lugares isolados, em que é você, a areia e o mar. A 160 km de Natal Galinhos é um verdadeiro escape de qualquer agito de cidade grande. Logo, espere contato intenso com a natureza:

  • Passeio de barco
  • Passeio de buggy pelas dunas
  • Passeio charrete ao farol

Como chegar a Galinhos a partir de Natal

Em todos os casos, quase chegando a Galinhos, há uma travessia de balsa saindo de Pratagil:

  • Passeio de agência: bate-volta que já pode incluir o passeio de barco em Galinhos ou não, a partir de R$ 110
  • Carro alugado: siga pela BR-406 e RN-402
  • Transfer: verifique na pousada indicação para te buscar em Natal
  • Ônibus: só indicado se for passar a noite; a viação Expresso Cabral faz o trecho até Pratagil

#DicaPI: vai passar a noite? Pesquise hotéis e pousadas em Galinhos!

São Miguel do Gostoso

Praia, sombra e água fresca definem a experiência em São Miguel do Gostoso, cujas águas azuis margeadas por coqueiros entonam seu merecido descanso e sossego. Nesse sentido, algumas atrações:

  • Praia, com possibilidade de windsurf ou kitesurf
  • Passeio de buggy ou quadriciclo
  • Marco zero da BR-101

Como chegar a São Miguel do Gostoso a partir de Natal

Listamos as formas mais convenientes para seu bate-volta:

  • Passeio com agência: maneira prática e econômica de ir, porém com tempo limitado, a partir de R$ 90
  • Transfer: a partir de R$ 160 o trecho, por pessoa, em van
  • Ônibus: recomendado apenas se passar a noite; a viação Expresso Cabral faz o trecho, com uma parada em Touros
  • Carro alugado: siga pela BR-101 e RN-221

São Miguel do Gostoso fica a 100 km de Natal, levando 1h30 de viagem.

#DicaPI: vai passar a noite? Pesquise hotéis e pousadas em São Miguel do Gostoso!

Onde ficar e hotéis em Natal

Escolher onde ficar em Natal não é tarefa difícil, afinal a cidade tem ao menos 3 regiões hoteleiras onde vale a pena se hospedar.

Ponta Negra

Onde fica o principal cartão-postal da cidade, incluído em toda lista de o que fazer em Natal: o Morro do Careca, na Praia de Ponta Negra. Também é ampla a oferta de restaurantes, lojas e transporte.

Via Costeira

via costeira natal

A Via Costeira concentra hotéis de luxo em Natal | Foto: MTur, sob domínio público

Nessa região onde ficar em Natal, você encontrará resorts e hotéis de luxo, a exemplo do Wish Natal, Vogal Luxury Beach Hotel e o Serhs Natal Grand Hotel. Mas, além destes, há opções de hospedagem de outros estilos e faixas de preço.

Praias do Meio, dos Artistas e Areia Negra

Próximas ao lado norte da cidade, têm acesso facilitado ao centro da cidade e às praias urbanas de Natal.

Sugestões de hotéis em Natal por perfil

Dentro dessas regiões de indicadas, selecionamos alguns hotéis para diferentes perfis de viajante:

Onde comer e curtir a vida noturna em Natal

Não só de pontos turísticos é composta sua lista de o que fazer em Natal. Por isso, listamos restaurantes, bares e forrós que se destacam na capital potiguar. Nesse sentido, você pode curtir a noite num clima mais tranquilo ou agitado!

#DicaPI: devido às medidas de isolamento social para combater o coronavírus, os horários de funcionamento podem mudar, então consulte de novo antes de ir!

Restaurantes em Natal

camaroes natal

Camarões são uma das especialidades da culinária potiguar | Foto: MTur, sob domínio público

Por que não incluir em seu roteiro por Natal experiências gastronômicas típicas da cozinha nordestina?

Camarões

Recomendação certa para comer em Natal, o restaurante Camarões tem 4 unidades (2 em Ponta Negra, Natal Shopping e Midway Mall), o que facilita encaixá-lo no seu roteiro.

  • Especialidade: frutos do mar (também há opções veganas)
  • Faixa de preço: porções para 2 na faixa de R$ 80
  • Funcionamento: varia conforme a unidade
  • Endereço: varia conforme a unidade
  • Mais informações e cardápio com preços: site oficial

Nau

Nesse restaurante, você come frutos do mar, porém com um toque gastronômico refinado. Outro diferencial é a adega com extensa carta de vinhos, os quais harmonizam com os pratos.

  • Especialidade: frutos do mar
  • Faixa de preço: pratos principais na faixa de R$ 90
  • Funcionamento: segunda a quarta, 12h às 15h30 e 18h30 e 22h; quinta e sexta, 12h às 15h30 e 18h30 às 23h30; sábado, 12h às 23h30; domingo, 11h30 às 22h
  • Endereço: Odilon Gomes de Lima, 1772, Cidade Jardim
  • Mais informações: site oficial

Farofa d’água

Um ambiente rústico, porém aconchegante. Eis o que esperar desse restaurante em Natal cuja proposta é servir a autêntica culinária local. Além disso, oferece translado gratuito para hotéis na Praia do Meio, Ponta Negra e Via Costeira!

  • Especialidades: frutos do mar, grelhados e regional
  • Faixa de preço: pratos para 2 na faixa de R$ 100
  • Funcionamento: todos os dias, 11h30 às 23h
  • Endereço: Praia de Ponta Negra, 8952, Ponta Negra
  • Mais informações: site oficial

La Brasserie de La Mer

Sob comando do chef Erick Jacquin, famoso pelos programas MasterChef Brasil e Pesadelo na Cozinha, a casa tem um clima clássico e romântico. A comida, por sua vez, mescla as culturas brasileira e francesa. Para garantir seu lugar, recomendamos que reserve com antecedência pelo site.

  • Especialidade: cozinha francesa e frutos do mar
  • Faixa de preço: pratos para 2 na faixa de R$ 90
  • Funcionamento: jantar – terça a sábado, 19h às 23h; almoço – quinta e sexta, 12h às 15h
  • Endereço: Eng. Roberto Freire, 3800, Ponta Negra
  • Mais informações e reservas: site oficial

O que fazer em Natal à noite

Quer curtir a vida noturna de Natal festejando? Confira algumas das atrações mais procuradas da cidade!

Forró com Turista

Muito forró pé de serra, com baião, xaxado e xote, para locais e visitantes dançarem até cansar. A festa é uma maneira divertida de conhecer de perto um pouco da cultura e tradição de Natal, num astral animado e familiar.

  • Estilo: forró
  • Faixa de preço: entrada a partir de R$ 40
  • Funcionamento: quintas-feiras, 21h30 às 1h
  • Endereço: Rua Aderbal de Figueiredo, 980 (Centro de turismo Petrópolis)
  • Mais informações: site oficial

Taverna Pub

Só a fachada já valeria o passeio, visto que se inspira num castelo medieval, com direito a ponte e tudo. Já a programação musical varia conforme o dia da semana, apresentando diversos estilos. Por fim, para economizar, chegue cedo ou coloque o nome na lista on-line.

  • Estilos: rock, samba, pop, entre outros
  • Faixa de preço: a partir de R$ 10 (com nome na lista ou chegando cedo)
  • Funcionamento: programação de shows varia
  • Endereço: Rua Dr. Manoel Augusto Bezerra de Araújo, 500, Ponta Negra
  • Mais informações: site oficial

Whiskritorio

Nada mal um happy hour após um intenso dia de roteiro em Natal, certo? Sendo assim, esse pub o aguarda com músicas de diferentes estilos, drinks e animação!

  • Estilos: funk, rock, samba, pop, entre outros
  • Faixa de preço: entrada a partir de R$ 10
  • Funcionamento: varia conforme a programação
  • Endereço: Rua Enico Monteiro, 1851, Capim Macio
  • Mais informações: site oficial

Rastapé Casa de Forró

Se você quer curtir forró autêntico, mas prefere um ambiente mais de barzinho (ao contrário do Forró com Turista), a Rastapé é sua opção. Então puxe a cadeira, peça sua bebida e aproveite a noite!

  • Estilo: forró
  • Faixa de preço: entrada a partir de R$ 10, conforme o evento
  • Funcionamento: varia conforme a programação
  • Endereço: Rua Aristrides Porpino Filho, 2198, Ponta Negra
  • Mais informações: site oficial

Como andar em Natal (e sair do aeroporto)

Você não terá dificuldade para se localizar na capital potiguar, já que existem diversos meios de transporte na cidade.

Saindo do aeroporto de Natal para seu hotel

O aeroporto internacional Augusto Severo (aeroporto de Natal), de fato, fica na cidade de Parnamirim, a cerca de 30 km da capital potiguar. Nesse sentido, eleja o seu meio favorito para se deslocar:

  • Ônibus: linha R, da viação Trampolim da Vitória, com ponto final no Midway Mall – R$ 4,20 (detalhes)
  • Uber: atente-se às áreas de embarque e desembarque – média de R$ 77 para a Ponta Negra, mas pode variar com tarifa dinâmica
  • Transfer compartilhado: vans para os hotéis na Ponta Negra, Praia do Meio e Via Costeira – média de R$ 60 por pessoa
  • Táxi: há diversos guichês no aeroporto – média de R$ 90 para a Ponta Negra
  • Carro alugado: no caso de ter alugado um veículo, dirija-se ao guichê da locadora, conforme as orientações que receberá no ato do aluguel

Transporte entre os pontos turísticos de Natal

A escolha do meio de transporte pode impactar o rendimento do seu roteiro em Natal, uma vez que alguns demoram mais que outros. Mais um detalhe é quanto ao custo, pois os preços variam de acordo com o modal utilizado.

  • Ônibus: conecta as praias e principais pontos turísticos dentro da cidade; para calcular rotas, use o Google Maps ou Moovit; passagem – R$ 4 no dinheiro (detalhes)
  • Uber: funciona normalmente na capital potiguar, é só aproveitar a sua conta
  • Táxi: para facilitar, use o aplicativo 99
  • Passeios: ideais para visitar lugares mais afastados e combinar diversas atrações de maneira cômoda

#DicaPI: aprenda a usar o Google Maps para planejar seus roteiros de viagem!

Melhor época para viajar a Natal

Apesar da fama de ter sol brilhando o ano todo, facilitando cumprir sua lista de o que fazer em Natal, há épocas do ano ainda mais favoráveis ao turismo:

  • Tempo seco (sol o tempo todo): setembro a dezembro
  • Tempo chuvoso (mas ainda é pouco): abril a agosto
  • Tempo instável (talvez chova um pouquinho): janeiro e março

Atente-se também aos meses de temporada alta, nos quais os preços sobem:

  • Alta temporada: janeiro, Carnaval, julho, dezembro e feriados

Durante todo o ano, a média de temperatura é 27° C. Portanto, espere sentir um calorzinho no seu roteiro em Natal, independentemente da época.

Já anotou tudo o que fazer em Natal?

Esperamos que este guia tenha ajudado você a definir o que fazer em Natal, bem como a planejar os meios para isso. Portanto, se você quer mais dicas de viagem, continue explorando o nosso blog!