Home > Dicas de viagem > Tudo sobre a Rússia: dicas e curiosidades sobre o país do futebol de 2018

Tudo sobre a Rússia: dicas e curiosidades sobre o país do futebol de 2018

Viagem realizada por Patrícia Guedes e Jairo dos Santos em maio/2018. | A Rússia foi escolhida como país-sede do maior campeonato de futebol do mundo em 2018! Mas este é apenas um dos motivos que nos levaram a fazer esta viagem para saber tudo sobre a Rússia. Os outros? Conhecer novos destinos, nos encantar com novas histórias e desbravar lugares diferentes!

Então, bora viajar? Te convidamos a embarcar conosco e a viver essa experiência russa!

Rússia, o que saber?

A Rússia é o maior país do mundo em área territorial, cobre praticamente 9% de todo o planeta, e faz fronteira com 14 países. Além disso, é um local muito antigo e que tem muito o que contar – e ensinar.

Hoje, a Rússia opera em sistema capitalista e é a nona maior potência do mundo, sendo a décima segunda maior economia por PIB nominal. Além de tudo isso, os russos se orgulham muito do que contribuíram e contribuem para a arte e ciência mundial. Exemplos? O balé de Bolshoi, referência mundial na dança clássica, e também Yuri Gagarin, primeiro homem a viajar pro espaço.

Filme para entrar no clima

Para saber um pouquinho mais sobre esse país tão importante para a história mundial, fizemos uma listinha de filmes que valem a pena assistir. Partiu maratona?

Como chegar até a Rússia?

Viajar para Rússia pode não ser tão barato quando olhamos apenas o preço de um voo saindo do Brasil e não é um voo direto – existem escalas. Mas, calma. Existe uma outra forma que é mais econômica e ainda te permite conhecer outros destinos.

Estamos falando de você voar para um país europeu próximo da Rússia e, de lá, embarcar por uma companhia low cost até o destino final! Desse jeito, além de economizar, você consegue fazer duas viagens em uma!

Gostou da ideia? O Passagens Imperdíveis sempre divulga promoções para a Europa a preços muito bacanas! Pra ficar de olho, baixe nosso aplicativo gratuito (disponível em iOS, Android e Windows Phone) e nos acompanhe nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter). Assim, você fica por dentro de todas as promoções e garante sua desejada passagem aérea! Al

Com relação as companhias low cost, elas são empresas aéreas que fazem voos dentro de um país ou continente e possuem tarifas baixas. Isso é possível porque os custos derivados de serviços tradicionais, oferecidos aos passageiros, são excluídos e não há distinção de classes. Não tem muita frescura, muito lanchinho, muita cerimônia, mas quem importa? Na Europa, as mais famosas são:

Ir para Rússia é caro?

CityPass

Crédito: site PassCity

Não é caro viajar para Rússia. Os preços de refeições não são tão diferentes do que os que estamos acostumados aqui no Brasil. Também é possível comer em fast foods saudáveis a um preço bem camarada. O importante é se atentar aos valores dos restaurantes antes de consumir (realizar a conversão direitinho) e ficar esperto para não cair nos tais “pega-turistas”. Esses, como sempre, ficam nas regiões mais turísticas e próximos dos cartões-postais. 

As atrações também têm valores bem atraentes! Costumam ser mais baratas que no Brasil e, ainda, existem por lá cartões pré-pagos, que contemplam inúmeros passeios, meios de transporte, além de descontos por um único valor! Um deles é o PassCity, que cobre tanto Moscou quanto São Petersburgo. Outra opção é o CityPass. Entenda:

PassCity

O modelo válido para as duas cidades, Moscou e São Petersburgo, sai por 13.990 RUB (R$ 823), com validade para 10 dias. Também existem passes para menos dias. Confira no site qual melhor se encaixa com seu roteiro.

CityPass

Crédito: site CityPass

O diferencial do Passcity é que ele inclui uma xícara diária de café, acesso ilimitado aos museus das duas cidades, guia em áudio também gratuito, além de transporte (Aeroexpress – trem, e Yandex – táxi, limitado a duas corridas). Dica: quando você se cadastra no site, ganha 5% de desconto (válido para a compra com cartão de crédito).

CityPass

Escolha a cidade que você quer visitar e leve descontos! Em Moscou são 44 museus e galerias incluídas, além de 23 restaurantes com descontos. Em São Petersburgo, 20 museus e 20 restaurantes. Você também pode optar pelo modelo que abrange as duas cidades!

O passe inclui, além de descontos variados, guias em áudio, 500 rublos em corridas de táxi, transfer do aeroporto ao centro das cidades, e passeios por ônibus de turismo. O melhor? Inclui um cartão de celular para uso gratuito de internet! O preço? 159 dólares, por cidade. Ou, R$ 581.

É possível comprar com antecedência, tanto o Passcity, quanto o City Pass, pelos respectivos sites. Os cartões podem ser entregues no seu hotel, ou retirados em pontos turísticos pré-determinados. Terminais nos aeroportos, hotéis, além de centro de informações turísticos também vendem os cartões (caso você prefira comprar presencialmente).

Como locomover?

Falando em transporte público, nas grandes cidades russas, como a capital, a rede de metrô é muito extensa e abrangente. É totalmente possível ir a todos os lugares por ela e pagando baixo preço. Além disso, várias atrações oferecem boa localização e basta uma leve caminhada para conhecê-las.

  • Moscou: o ticket de 24h custa 210 RUB (R$ 12,30). O valor de uma viagem é 50 RUB (R$ 2,95).
Mapa do metrô de Moscou | Crédito: site metro.ru

Mapa do metrô de Moscou | Crédito: site metro.ru

  • São Petersburgo: o ticket único custa 45 RUB (R$ 2,65). E há também um ticket para o dia, por 180 RUB (R$ 10,60).
Mapa do metrô de São Petersburgo | site metro.spb.ru

Mapa do metrô de São Petersburgo | site metro.spb.ru

Tickets podem ser comprados em máquinas distribuídas pelas estações de metrô. Vale a pena, sempre, adquirir o cartão para o número de dias que você vai ficar em cada cidade. Nos dois casos, existem opções para até 7 dias.

Dica extra: algumas estações de metrô de Moscou e São Petersburgo são simplesmente magníficas! Sem exagero, são quase que obras de arte! Algumas das estação que vale a visita: Ploshchad Vosstaniya, Tekhnologichesky Institut, Baltiyskaya, Narvskaya, Kirosvsky Zavod e Avtovo – em São Petersburgo e Kiyevskaya, Dostoyevsky, Ploshchad Revolyutsii, Mayakovskaya e Prospekt Mira – em Moscou. Você não vai se arrepender!

Onde ficar na Rússia?

Com relação à hospedagem, devemos ressaltar que, em todas as cidades do mundo, existem hotéis ou outras opções que se encaixam no seu bolso. Seja uma suíte 5 estrelas, seja um hostel. As possibilidades em grandes cidades turísticas são sempre imensas! Por isso, recomendamos o Booking.com como ferramenta, como explicamos neste post

Qual o idioma oficial da Rússia?

A língua falada no país é o russo. Porém, existem mapas em inglês para ajudar na locomoção. Nos hotéis e em alguns restaurantes, algumas pessoas se comunicam em outras línguas.

O alfabeto usado é o cirílico. Na maioria da vezes, as placas e informações na rua e cardápios são escritos com ele. Uma dica é sempre ter o endereço do hotel e das atrações que vai visitar escritas em cirílico, assim, fica mais fácil se localizar e orientar os taxistas para te levar ao seu destino.

Para entender o escrito em alfabeto cirílico, escaneie os cardápios ou placas que você queira entender no Google Tradutor. Ele irá te dar a tradução imediata! Algumas vezes, não aparece com clareza a tradução, mas já ajuda a compreender algumas palavras.

Para isso, é necessário baixar o Google Tradutor na sua loja de aplicativos (Google Play ou iOS – para Windows Phone não é do Google, mas é uma plataforma que funciona de forma muito semelhante).

Depois:

Selecione o idioma que deseja realizar a tradução e clique na câmera:

Selecione o idioma da tradução e clique na câmera

Foque o texto que você queira traduzir:

Foque o texto que você queira traduzir

Passe o dedo na área do texto que você queira saber e descubra <3

Passe o dedo na área do texto e descubra a palavra

Existe um outro aplicativo que também pode te ajudar a digitar as coisas para pedir o Uber ou mostrar ao motorista do táxi onde quer ir. Ele se chama Russia Keyboard e transforma o teclado do seu celular para o alfabeto cirílico de uma maneira mais rápida. Ele não possui versão disponível para Windows Phone, apenas para Android e iOS.

Qual o fuso horário?

A Rússia possui 11 fuso horários diferentes! Ao usarmos a capital, Moscou, como base, conseguimos perceber a distância entre cada um. Quando lá são 10h, nas cidades ao extremo leste são 19h.

Moscou e São Petersburgo são as duas cidades mais visitadas no país por concentrarem as principais atrações russas. Ambas possuem o mesmo fuso, que são seis horas a mais que o horário de Brasília. No horário de verão brasileiro, o fuso diminui para cinco horas.

E a melhor época para visitar a Rússia?

Como o frio na Rússia é muito rigoroso, não é aconselhável viajar nele. Por isso, fique atento aos meses de cada estação:

  • Primavera: 21 de março a 21 de julho
  • Verão: 21 de julho a 23 de setembro
  • Outono: 23 de setembro a 21 de dezembro
  • Inverno: 21 de dezembro a 21 de março

O inverno da Rússia é a época em que o frio está mais árduo, as temperaturas mínimas ficam por volta de -19° e as máximas vão até -9°. Não dá muito pra encarar, né?

O ideal é ir no fim da primavera, no verão e início do outono. As temperaturas começam a esquentar e fica bem mais tranquilo passear pelo país. No verão, a mínima costuma ser 13° e a máxima 23° e tem os dias mais longos.

Os meses mais chuvosos costumam ser Maio, Junho, Julho, Agosto, Setembro, Outubro e Dezembro.

Que moeda usar e qual o câmbio?

A moeda usada na Rússia é o rublo. Em maio/2018, R$1 equivalia a 17 RUB (valor que usamos para as conversões).

É mais viável e econômico que você saia do Brasil carregando Euros. Pela proximidade da Rússia com a Europa, é mais fácil a circulação desta moeda que do dólar. Assim que chegar ao país, troque por rublos.

Sugerimos que você troque o mínimo de dinheiro possível no aeroporto. Deixe para trocar a maior quantidade no centro da cidade, vale mais a pena!

O cartão de crédito também pode ser um bom companheiro na viagem. Por ele, você pagará o IOF, que é 6,38%, mas terá mais conforto e segurança em andar com pouco dinheiro. E ainda acumulará milhas! 

#Dica: use os rublos para pagar compras pequenas, e o cartão de crédito para gastos maiores. 

Tenho que tirar visto ou tomar vacinas para ir à Rússia?

A Rússia não exige a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação (CIV). Mas, para sua saúde, indicamos que você esteja com todas as vacinas em dia, independentemente se for viajar ou ficar em casa! Saiba mais sobre o CIV e como conseguir o seu.

Não é necessário, para os brasileiros, solicitar visto – em caso de estadias de até 90 dias no país. Apenas a apresentação do passaporte (válido por pelo menos 6 meses) com os comprovantes dos hotéis e passagem de volta comprada já são suficientes!

É seguro viajar para a Rússia?

O país tem um policiamento constante nas ruas, metrôs, museus e shoppings. Eles possuem grande cuidado para que não hajam atentados ou acontecimentos graves deste tipo. Por isso, sempre pedem a todos os turistas e locais que abram suas mochilas e bolsas ao entrar e sair de atrações, supermercados, estações de transporte e etc. Se isso acontecer com você, siga a solicitação sem medo de achar que eles estão duvidando da sua conduta. É apenas uma ação de proteção para todos!

Furtos não são muito comuns no país, mas como em todo lugar, é necessário ficar atento(a) aos seus pertences. Os batedores de carteira, infelizmente, estão presentes em todos os lugares que possuem um grande número de pessoas e turistas, claro. Fique de olho na sua mochila/bolsa e curta muito a viagem!

Tudo sobre a Rússia: curiosidades e dicas sobre o maior país do mundo

Um país, dois continentes

A Rússia é o país com maior extensão territorial do mundo – são 17.075.400 km² e fica em dois continentes, leste da Europa e norte da Ásia. Devido às suas grandes dimensões, é possível encontrar até 11 fuso horários dentro do país e quatro tipos de clima, ártico, subártico, temperado e subtropical. A maior parte do território não sofre influência do mar, contudo, suas temperaturas podem chegar até -40°.

Assim como ela, Turquia e Egito – além de outros países – também pertencem a dois continentes. Estes são chamados de transcontinentais. No lado europeu vivem 75% da população russa e lá também está a sua capital, centro histórico e econômico. Porém, a maior parte do território pertence ao continente asiático.

Operadoras de telefone

Existem quatro grandes operadoras de telefone na Rússia: Beeline, Megafon, MTS e TELE2. Além delas, existe a Yota que vem crescendo ao longo dos anos.

  • Beeline, Билайн ™ – Tem grande cobertura de voz e tem bons serviços de internet. A tarifa mais barata oferece 300 minutos e 1 GB de internet por 350 RUB (R$ 20,60).
  • Megafon, Мегафон – A tarifa mais barata oferece 400 RUB (R$ 23,50) por mês e inclui 2 GB de internet e chat ilimitado gratuitamente no WhatsApp e no Viber.
  • MTS, МТС – Uma das operadoras mais famosas da Rússia e possui vários quiosques e lojas espalhadas pela cidade. O serviço de voz e internet são muito bons. Quando os telefones entram roaming, pegam a rede desta operadora. A tarifa mais barata oferece 500 RUB (R$ 29,40) e inclui 7 GB de internet e 200 SMS, ligações gratuitas por toda a Rússia e chats ilimitados por qualquer aplicativo.
  • Yota – A operadora oferece internet 4G é ilimitada e não tem restrição nos dados usados.
  • Tele 2 – Ela oferece um plano com 200 minutos, 50 SMS, 2 GB, internet e acesso sem limites as redes sociais. O preço é 199 RUB (R$ 11,70).

Para comprar o chip no país, é necessário apresentar passaporte e ter um telefone que possua os padrões de comunicação GSM, UMTS e LTE.

Mas, se você não quiser comprar outro chip e utilizar só wi-fi, pode ficar tranquilo(a)! Se seu destino na Rússia for Moscou, por exemplo, você vai poder usar wi-fi gratuita em vários lugares públicos!

Tomadas russas são diferentes das brasileiras?

A voltagem das tomadas da Rússia é de 220 volts. O formato é o “tipo C”, com dois pinos redondos. Caso você vá levar algum eletrônico, que tenha outro formato de pinos, leve um adaptador do Brasil!

Usando o Google Maps e outros aplicativos como guias

O Google Maps é um aplicativo que salva a vida de todo e qualquer viajante! Além de nos apresentar um excelente mapa com especificidades de comércios, ele ainda nos ajuda a locomover por todo o nosso destino.

Quando traçamos uma rota – de onde estamos até onde vamos -, o aplicativo nos dá várias opções como ir de carro, carona, transporte público, andando ou de bicicleta. Assim que você selecionar a melhor opção, ele te dá o tempo que você levará para realizar aquele percurso.

Adoramos utilizá-lo para nos ajudar no transporte público. Ao colocarmos o nosso destino pretendido, ele nos aponta qual linha de metrô pegar, quanto pagar e como chegar até ela. Olha só nosso exemplo:

Abrimos o Google Maps e colocamos, no campo “Pesquise aqui”, o nosso destino:

Mapa San Petersburgo, Rússia

Clicamos em “Rotas”:

Google Maps para andar na Rússia

Selecionamos o ícone do transporte público:

Andando de transporte público na Rússia com ajuda do Maps

Clicamos na melhor opção e chegamos!

Chegando ao destino na Rússia pelo Google Maps

Além do Google Maps, algumas cidades possuem seus próprios aplicativos de mapas que ajudam a nos direcionar. São Petersburgo, por exemplo, possui o St. Petersburg Map and Walks (Android, iOS). Moscou também possui um aplicativo, mas esse ajuda especificamente na locomoção nos metrôs, é o Yandex.Metro (Android, iOS).

#IndicaçãoPI

O HERE WeGo é mais um aplicativo que, como um mapa offline, ajuda o turista a se locomover pelas cidade com o GPS. Ele traça rotas a pé, de carro, transporte público e ainda indica pontos de interesse, entre passeios, guias, caixa eletrônicos, restaurantes, hotéis, farmácias, pontos de táxi ou mesmo horários de ônibus. E, claro, funciona na Rússia!

Para usar basta baixar, gratuitamente. Disponível para Android ou iOS.  

Você sabia?

  • O esporte mais popular na Rússia é o futebol. CSKA Moscou, Zenit e Spartak Moscou são os principais times.
  • O natal é comemorado no dia 7 de janeiro. Os russos são, em sua maioria, católicos ortodoxos e por isso seguem o antigo calendário (juliano).
  • Quer deixar aquele cadeado dos apaixonados em algum lugar da Rússia? Em Moscou, o lugar para tal é o Rio Moscou. O diferencial é que os cadeados devem ser presos em árvores.
  • Não se espante se, na estacão de metrô Ploshchad Pevolutsii, em Moscou, você se deparar com pessoas “acariciando” o focinho do cachorro, em uma estatua de bronze. Para os russos mais supersticiosos, isso traz sorte!
  • Facebook? Que nada! Os russos curtem o VKontakte, ou VK. A rede social é a mais popular do país, com mais de 340 milhões de contas registradas – faz sucesso, aliás, em toda Europa.
  • A bebida típica do país é a vodka. Perfeita pro frio, não?
  • A Rússia não é só o maior país – em território – do mundo, como também é o país com mais rios. São 118 mil.
  • Frutas na Rússia? Provavelmente importadas. E bem caras. O clima por lá não é nada propício para esse tipo de produção.
  • Tradicionalmente a comida russa é bem saudável. Com muitos legumes.
  • O prato mais famoso, aliás, é o “pelmeni”: massa fina recheada com carne moída.

Lembre-se: é essencial contratar um seguro viagem antes de embarcar para qualquer destino internacional. Entenda a importância de assegurar a sua viagem.

Fatos sobre a Rússia

Desde 1547 até 1917, o sistema político da Rússia era o Czarismo. Assim, é bem comum encontrar nas cidades russas, até hoje, importantes símbolos da participação dos czares, como os grandiosos palácios. Da mesma forma, pelas cidades, é possível se deparar com resquício do Sistema Soviético, mesmo passados quase 30 anos desde a sua extinção.

Com a Revolução de 1917, liderada pelo partido comunista de Vladimir Lênin, extinguiu-se a monarquia do país. Neste momento, passou-se a figurar o Sistema Socialista, que durou até 1991.

A Rússia também esteve fortemente envolvida na II Guerra Mundial e é possível encontrar no país diversas marcas desse envolvimento.

Bebidas na Rússia

A vodca é a bebida tradicional russa desde o período czarista. Em 1474, o czar Ivan III determinou que ninguém poderia fazer bebidas em casa e sim comprar do Estado. Com isso, ela se tornou uma fonte de renda para vários czares, por isso a vodca (ou водка, em russo) é muito comum no país.

Ela só ficou conhecida no mundo todo quando, após a Revolução Russa de 1917, o partido bolchevique de Vladimir Lênin confiscou todas as destilarias e destruiu tudo que tinha relação ao regime czarista. O consumo foi proibido e os produtores tiveram que deixar o país.

Em outros momentos a vodca também foi proibida na Rússia. No início da Primeira Guerra Mundial, a produção foi suspensa e só em 1925 voltaram a fabricar a bebida. O objetivo era acabar com o mercado negro que tinha se estabelecido. Em 1985, Mikhail Gorbachev estabeleceu uma “semi-lei seca”, mas ela não durou muito tempo.

Em todas os momentos importantes para a história dos russos, eles brindam com uma dose de vodca. O czar Pedro, o Grande, era um fã da bebida e fazia com que as pessoas que chegavam atrasadas nas suas festas bebessem 1,5 litro de vodca em um mesmo gole! Até hoje essa brincadeira é feita com os retardatários, porém, a dose diminui um pouco: hoje é um copinho shot de 50 ml.

Além deste destilado, o país possui vários bares deliciosos de cerveja. Um fato muito curioso é que esta bebida só foi considerada como alcoólica no país em 2011! Por isso, fique atento(a): não é permitido beber na rua!

Catarina, a Grande

Catarina uma princesa alemã, casada com o czar russo Pedro III. Em 1762, deu um golpe imperial, tombando seu marido e pegando o poder na Rússia, no qual permaneceu até sua morte.

Ela foi uma mulher muito importante para a história do país. Construiu inúmeros monumentos e incentivou a educação (especialmente das mulheres) e cultura na cidade, tornando o país uma grande potência europeia.

Corre à boca miúda, que Catarina teve a participação e envolvimento na morte de seu marido, Pedro III. Mas mesmo assim, ela era muito amada pela população e sua imagem ainda tem grande relevância para a cultura russa.

Por não ser natural da Rússia, ela se empenhou muito para entender sobre a religião, forma de viver e hábitos dos russos. Isso fez com que a população se apaixonasse por ela!

Agora só falta embarcar rumo à Rússia!

Você já sabe tudo que é preciso antes de viajar para a Rússia, só falta embarcar! Aproveite para acompanhar nossas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter) e se inscrever no nosso canal do YouTube! Assim, você vai ficar por dentro de todas as nossas novidades!

Roteiros por Moscou e São Petersburgo

Que tal ver a aplicação prática de todas as dicas apresentadas neste post, em vídeo e em texto? Dê uma olhadinha nos roteiros que preparamos para você e veja como a Rússia é incrível.

 

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar