Home > Dicas de viagem > O que fazer em Santorini, Grécia: roteiros de 1 a 3 dias

O que fazer em Santorini, Grécia: roteiros de 1 a 3 dias

Sabe algo fantástico sobre essa ilha? Assistir ao lindo pôr do sol, relaxar num hotel bacana e se encantar com as charmosas igrejas brancas de teto azul é só um pouco de o que fazer em Santorini. Isso porque ainda tem várias outras coisas interessantes para você ver de perto!

vista oia santorini grecia

Vilarejo de Óia, em Santorini | Foto: Passagens Imperdíveis

E para o seu roteiro por Santorini ficar redondo, além dos pontos turísticos, incluímos curiosidades, dicas de melhor época para viajar, transporte e hospedagem. Anote tudo!

Se quiser, vá direto a algum tópico:

Curiosidades sobre Santorini

igreja em santorini grecia

Igreja em Santorini | Foto: Passagens Imperdíveis

Para além das piscinas de borda infinita e casinhas brancas – obras da arquitetura humana –, a implacável força da natureza deu forma à ilha grega que hoje recebe a sua visita!

Em dias distantes dos nossos, há mais de 3 mil anos, uma erupção vulcânica deu a Santorini a forma que tem hoje: esse pequeno arquipélago circular, cuja principal ilha tem forma de “U”. No meio, a caldeira, isto é, as águas que agora descansam onde antes havia terra.

Na época da erupção, vivia ali a civilização minoica, que decaiu após o desastre. Uma linha de historiadores afirma que esse fenômeno em Santorini deu origem à lenda de Atlântida, o continente perdido, que o mar teria engolido. Contudo, isso não é consenso entre os estudiosos.

O poderoso vulcão, de fato, fica debaixo d’água. Por isso, você não verá aquela forma clássica de montanha com cratera no topo.

Sobre localização, Santorini faz parte das Ilhas Cíclades, grande arquipélago banhado pelo mar Egeu. Outro conjunto é o das Ilhas Jônicas, cercadas pelo mar Jônico, a exemplo da Kefalonia.

#DicaPI: planeje sua viagem de turismo pela Grécia com estas informações práticas, como temperatura, moeda, documentação, etc.

Quando ir a Santorini

Ao montar seu roteiro pelas lhas gregas, a temporada faz toda a diferença na experiência da viagem. Por isso, a melhor época para ir a Santorini dependerá do seu gosto por grandes públicos ou prazer em lugares mais vazios:

  • Alta temporada: junho a agosto – sol e calor, porém muito cheio
  • Média: abril, maio e setembro – sol, calor e menos turistas
  • Baixa: outubro a março – clima instável e atrações fechando cedo

Em relação a outras ilhas, como Zakynthos (famosa pela Navagio Beach), um roteiro por Santorini tende a ser mais caro, independentemente da época.

Como chegar a Santorini

Não existe voo direto do Brasil para Santorini. Logo, você deve viajar à Europa e, de lá, pegar um avião ou balsa (ferry), ou a partir da Grécia, ou de outro país, por alguma low cost europeia.

Nesse sentido, consideraremos a partida de Atenas, na Grécia. Talvez você aproveite até um roteiro curto pela capital grega antes ou depois de Santorini.

  • Cias. aéreas: Volotea, Ryanair, Olympic Air, Sky Express
  • Balsas (Ferrys): Golden Star Ferries e Seajets

Para escolher entre avião ou balsa, levamos em conta a duração do trajeto. Se for menos de 4 horas, vale a pena ir pelo mar. Caso contrário, o voo é menos cansativo. Quanto ao preço, os ferrys em geral custam menos, todavia você pode encontrar passagens aéreas promocionais que valham a pena.

#DicaPI: siga o Passagens Imperdíveis nas redes sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e baixe o aplicativo gratuito. Dessa forma, você receberá alertas de passagens aéreas baratas no seu feed e celular!

Saindo do aeroporto ou porto

Vencida a primeira etapa da viagem, hora de chegar ao seu hotel e finalmente começar a marcar sua lista de o que fazer em Santorini. Para tanto, veja alguns meios para sair do aeroporto ou do porto Athinios:

  • Táxi: varia, em média, de € 15 (R$ 67,50) a € 25 (R$ 112,50), podendo ser mais, conforme a bagagem e temporada; leva cerca de 15 a 25 minutos, sem trânsito, até Fira, a capital da ilha
  • Ônibus: leva até Fira, de onde pega outro ônibus, conforme a localização do hotel; pode demorar até 2 horas, dependendo do horário (veja a tabela). Passagens a partir de € 2,30 (R$ 10,35), compradas com o motorista
  • Carro alugado: seja no aeroporto, seja no porto Athinios, é possível alugar carro, cujo valor você pode consultar aqui
  • Transfer agendado: sobretudo em alta temporada, quando o movimento e as filas são grandes, uma alternativa é combinar com o hotel ou empresa especializada; apesar de mais caro, pode economizar tempo

#PIInforma: para fins de referência, consideramos a cotação € 1 = R$ 4,50. Então pesquise novamente o câmbio na época da sua viagem, porque este sempre varia.

Onde ficar em Santorini

Indicamos ficar na região de Óia, devido à beleza do local e da infraestrutura turística, com os hotéis e restaurantes mais legais. É lá que estão a maioria das casas e igrejas brancas de teto azul.

Fira valoriza a praticidade, porque é ampla a oferta de transporte e comércio.

Em Óia ou em Fira, algumas sugestões de hotéis em Santorini:

Como andar em Santorini

quadriciclo transporte ilhas gregas

Quadriciclo nas ilhas gregas | Foto: Passagens Imperdíveis

O transporte em Santorini vai depender do seu orçamento e estilo de viagem. Por exemplo, se deseja ficar mais no hotel curtindo, talvez não valha a pena alugar veículo. Se a ideia for passar o dia na praia, o ônibus pode atender à demanda. Mas se deseja explorar a ilha ao máximo, vale o aluguel.

  • Ônibus: custa entre € 2 (R$ 9) e € 2,50 (R$ 11,25); chega aos principais pontos turísticos; pode demorar e encher.
  • Táxi: deve combinar o preço antes de entrar, porque não tem taxímetro; o preço máximo a se pagar é € 25 (R$ 112,50), em qualquer dia e horário; as corridas de noite costumam ser mais caras que as diurnas.
  • Carro, moto ou quadriciclo alugado: média de € 60 (R$ 270) por dia; dão total liberdade, porém o estacionamento pode ser difícil conforme o local.
  • Passeios de barco: há excursões pelas ilhas e praias de Santorini, com duração de meio dia ou dia inteiro.

Por ser a cidade central de Santorini, Fira concentra os pontos de ônibus e táxi. De lá até Óia, são cerca de 30 minutos.

O que fazer em Santorini

Com todas essas dicas, curtir seu roteiro em Santorini vai ser mais do que prazeroso. Afinal, você já terá escolhido uma boa hospedagem e o meio mais conveniente para andar na ilha!

#DicaPI: por que não visitar também a vizinha ilha de Mykonos, famosa pelas baladas, praias e, claro, moinhos de vento?

Óia e pôr do sol

por do sol santorini

Quase na hora do pôr do sol em Santorini | Foto: Passagens Imperdíveis

Poucos minutos de caminhada em Óia e você entenderá toda a fama de cidade romântica que acompanha Santorini.

Ao norte de Santorini, esta sim é a cidade que aparece na maioria das fotos. Não por menos, visto que a arquitetura e a paisagem natural são de tirar o fôlego. Em primeiro plano, as casas e igrejas brancas de teto azul, ao fundo, o mar e as ilhas vulcânicas.

De Óia, você terá a mundialmente conhecida vista do pôr do sol, disputada e testemunhada por milhares de pessoas diariamente. Ainda vale caminhar pelas ruelas do vilarejo, visitar as ruínas do castelo e os moinhos de vento, que caracterizam as ilhas gregas em geral.

É possível apreciar o espetáculo natural a partir de restaurantes, hotéis e pontos públicos pelo vilarejo afora.

Baía Amoudi

Logo abaixo de Óia, há um pequeno porto de onde saem barcos para passeios em Santorini. A vista dali é uma mistura incrível de formas e cores, com o azul do mar contrastando com os tons avermelhados escuros das rochas e o branco das construções.

O acesso se dá por uma íngreme escada fácil de descer, mas que exige certo esforço na subida. Ainda assim, vale a pena, porque a vista é fascinante. Só tenha atenção com os burrinhos que lotam o acesso à baía, para não se assustar nem pisar na sujeira que eles fazem.

Se quiser mais conforto no trajeto, pode chegar e sair da Amoudi de carro!

Lá embaixo, além dos pontos de embarque, há restaurantes e cafés. Afinal, comer bem é algo o que fazer em Santorini!

Ilhas vulcânicas

As ilhas de Therasia, Palea Kameni, Nea Kameni e Aspronisi são desabitadas, mas atraem visitantes do mundo todo. É fácil explicar, afinal os passeios de barco mostram não só a beleza, como também a energia desses lugares.

Por exemplo, em alguns pontos a água é quente e avermelhada, devido ao enxofre vindo do vulcão submerso – e ainda ativo. Nessa área, especialmente em Nea Kameni, você pode mergulhar e, se quiser, passar um pouco de lama no corpo (dizem que faz bem à pele!).

Praia Vermelha (Red Beach)

praia vermelha red beach santorini

Praia Vermelha (Red Beach) | Foto: Pixabay

Exótico é pouco para descrever as praias de Santorini no mar Egeu. Isso porque, cada uma ao seu estilo, fogem à ideia costumeira que temos, ainda mais se considerar as do nordeste brasileiro.

Essa pequena praia de areia vermelha fica aos pés de um paredão rochoso… vermelho! A água é gelada. Mas isso não é problema, já que, teoricamente, é proibido tomar banho ali, por causa do risco de desabamento de pedras. Tanto que não há estrutura no local, fora alguns vendedores informais.

Dessa forma, a Praia Vermelha é mais uma parada para foto do que um lugar para curtir o dia à beira do mar. Apesar disso, certamente você encontrará uma série de pessoas relaxando no local, pela própria conta e risco!

Praia Branca (White Beach)

Sob um rochedo claro, que inspirou o nome dela, a Praia Branca é ainda menor que a vizinha vermelha. A diferença é que esta tem guarda-sóis e espreguiçadeiras cobrados à parte. Entretanto, não há grande comércio vendendo comida nem bebida, portanto o melhor é levar o seu próprio lanche, se quiser passar um tempo curtindo o lugar.

Praia Preta (Black Beach)

Como se não bastasse, há pelo menos 3 Praias Pretas em Santorini:

  • Perissa Beach
  • Perívolos Beach
  • Kamari Beach

Toda elas têm a areia bem escura, criando um visual digno de outro planeta! Outro diferencial é a estrutura completa para turistas, com bares, clubes e restaurantes. Logo, boas opções para passar mais tempo relaxando e babando com a beleza do mar.

Caso anime, pode alugar aparelhos e praticar esportes aquáticos, como jet ski, windsurf e parasailing.

Sítio arqueológico Akrotiri

sitio arqueologico akrotiri

Sítio arqueológico Akrotiri | Foto: Wikimedia Commons, sob CC 4.0

A grande erupção vulcânica que mudou a forma geográfica de Santorini também impactou as pessoas que viviam lá. Trata-se do povo minoico, uma avançada sociedade cujo sistema de escrita, o Linear A, é o mais antigo encontrado na Europa.

No sítio arqueológico Akrotiri, você caminhará por escavações com quase 3 mil anos de existência, que foram soterradas pelas cinzas do vulcão. Assim, terá uma ideia de como era a vida na ilha antes das charmosas casinhas brancas de teto azul.

  • Preço: € 12 (R$ 54)
  • Funcionamento:
    • Novembro a março: terça a domingo, das 8h às 15h
    • Abril a outubro: todos os dias, das 8h às 20h
  • Mais informações: site oficial

Vinícolas em Santorini

vinicola em santorini

Vinícola Santo Wines | Foto: Wikimedia Commons, sob CC 2.0.

Apesar do solo seco e vulcânico, é rica a produção de vinhos em Santorini, desde antes da grande erupção que mudou a ilha. Nesse sentido, a especialidade são as uvas brancas, em sua maioria do tipo assyrtiko. As variedades athiri e aidani também se destacam.

Um das curiosidades quanto às plantações de uva em Santorini é que não ficam em parreiras, mas diretamente no chão, de modo aproveitar melhor o calor e a (pouca) umidade do solo.

Outro diferencial é o exclusivo vinho Vinsanto (é diferente do italiano!), cujo processo de produção envolve colheita tardia, secagem das uvas ao sol e envelhecimento da bebida em barril por, pelo menos, 2 anos.

Há diversas vinícolas em Santorini, que oferecem tours e degustações todos os dias. Veja algumas das mais famosas:

Em todos os casos, o ideal é agendar a visita com antecedência, a fim de garantir sua vaga, sobretudo em alta temporada (junho a agosto).

Quem sabe você não faz um brinde romântico com alguém especial? Celebrar o amor definitivamente é algo o que fazer em Santorini! Mas se não for o caso, sem problema, porque a experiência de degustação vale por si só.

Passeios de barco ou carro

Há uma infinidade de tours por Santorini, com opções para curtir as praias e águas em torno das ilhas vulcânicas. Alguns incluem até jantar e vista para o pôr do sol.

Você pode fechar o passeio com uma das diversas agências em Óia e Fira, bastando escolher qual atende mais o seu gosto. Alguns critérios para te ajudar:

  • Atrações visitadas: o que você quer ver?
  • Duração do tour: dia todo ou meio dia?
  • Número de pessoas no barco: deseja uma experiência mais privada ou compartilhada?

As agências também realizam passeios de carro. Assim, você pode conhecer com um motorista particular as atrações desta lista de o que fazer em Santorini!

Os passeios custam, em média, a partir de € 40 (R$ 180), variando de acordo com a duração e quantidade de pessoas (quanto menos gente e maior a duração, mais caro fica).

Mapa de o que fazer em Santorini

Veja no mapa a localização dos pontos turísticos de Santorini citados neste post. Dessa maneira, ficará mais claro para você na hora de montar seu roteiro!

Sugestão de roteiro em Santorini

São muitas as possibilidades de roteiro em Santorini, por isso, sugerimos uma sequência para ajudar você a montar o seu!

Dia 1 – Explorando a vila

  • Óia
  • Baía de Amoudi

Dia 2 – Passeio de barco

  • Ilhas vulcânicas
  • Praias coloridas

Dia 3 – História e vinho

  • Sítio arqueológico Akrotiri
  • Vinícola em Santorini

Lembre-se: você pode organizar como quiser o seu dia, repetir, adicionar ou retirar atrações. Afinal, o seu roteiro em Santorini vai totalmente do seu gosto!

Siga sua viagem pela Grécia

Terminada sua lista de o que fazer em Santorini, siga sua viagem com este apanhado de dicas da Grécia!