É seguro viajar de avião durante a pandemia de Covid-19? Estudos revelam que sim!

passageiro de mascara viajando de aviao na pandemia

Protocolos de biossegurança tornam seguro viajar de avião durante a pandemia | Foto: Unsplash

Não só um, mas 3 estudos de fontes confiáveis comprovam que é seguro viajar de avião durante a pandemia de Covid-19. Quem afirma é a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), o Departamento de Defesa dos Estados Unidos e a fabricante de aviões Boeing, em parceria com cias. aéreas e universidades.

Risco de contágio no avião é de 1 em 27 milhões

A IATA tem acompanhado desde o início deste ano os registros de transmissão de Covid-19 associada à viagem de avião. Dessa forma, identificou 44 casos (considerando confirmados, prováveis e potenciais) entre os 1,2 bilhão de passageiros que viajaram no período. Diante da baixíssima incidência de contágio, a entidade concluiu que é seguro voar durante a pandemia.

Para reafirmar tal conclusão, a IATA argumentou que, mesmo se 90% dos casos não fossem notificados, o risco ainda seria de 1 para 2,7 milhões. Portanto, ainda baixo, principalmente se tomadas medidas de biossegurança, que no início da pandemia ainda não estavam tão em vigor quanto agora.

Já o Departamento de Defesa dos EUA realizou uma série de testes em aeronaves comerciais da United Airlines. O objetivo foi identificar o tempo de exposição dos passageiros ao coronavírus, na hipótese de haver alguém infectado e liberando o vírus no ar constantemente.

Os pesquisadores liberaram centenas de doses de aerossol no avião, simulando partículas infecciosas, e mediram o tempo que ficavam no ar.

Como esperado, por meio do sistema de circulação de ar, os filtros eliminaram as partículas rapidamente, em menos de 6 minutos. Isso é 15 vezes mais rápido que um sistema de ventilação doméstico comum e 5 vezes mais veloz que o recomendado em salas de operação de hospitais.

Por sua  vez, a Boeing, em parceria com a Universidade do Arizona, testou em aeronaves e laboratórios os métodos de limpeza empregados atualmente nos aviões. O resultado foi positivo, pois a fabricante demonstrou que os desinfetantes químicos utilizados para limpar assentos, mesas, bagageiros, etc. conseguem matar o coronavírus e outros micro-organismos.

Também demonstraram que o bastão ultravioleta e os revestimentos antimicrobianos usados na limpeza de aviões funcionaram no combate a germes e vírus nas superfícies.

Estudos assim mostram que, após meses vivendo a pandemia, organizações públicas e privadas estão aprendendo a lidar com a doença a partir de métodos cientificamente comprovados. Isso porque, com o passar do tempo, se torna possível observar e testar diferentes situações relacionadas ao vírus.

Por que viajar de avião durante a pandemia é seguro

Se esses números são tranquilizadores, é por causa das medidas de biossegurança contra a Covid-19 nos voos. Afinal, a prevenção vem de ações conjuntas das cias. aéreas e passageiros e começam antes do embarque:

  • Uso obrigatório de máscara: dificulta a penetração de vírus pela boca ou nariz, bem como a saída, no caso de espirrar, por exemplo
  • Check-in e embarque sem contato físico: tecnologias que reduzem ao máximo o toque em superfícies potencialmente contaminadas
  • Higienização constante: limpeza com álcool em gel e produtos que eliminam não só o coronavírus, como também outros agentes infecciosos
  • Filtro HEPA: sistema de circulação de ar do avião que elimina até 99,97% das partículas
  • Exame de Covid-19: resguardo para comprovar que o passageiro não tem a doença ao embarcar, solicitado mais em voos internacionais

Medidas como as citadas, e muitas outras, são responsáveis por reduzir os riscos de viajar de avião durante a pandemia de coronavírus.

Protocolos de biossegurança nos destinos

Passado o estágio de viajar de avião, as medidas de biossegurança seguem em terra firme, o que dá fôlego à retomada do turismo. Algumas das principais:

Selos de biossegurança

Emitidos por autoridades de saúde e turismo, certificam que hotéis, restaurantes e pontos turísticos estão combatendo com eficiência a Covid-19; no Brasil, o principal é o Turismo Responsável – Limpo e Seguro, do Ministério do Turismo.

Medidas gerais

Já inserida no cotidiano, inclusive de moradores e trabalhadores, certas atitudes também viabilizam o turismo seguro, que tem começado com viagens curtas pelo Brasil. As mais conhecidas:

  • Limitação do número de pessoas no mesmo local
  • Uso obrigatório de máscara em lugares públicos
  • Higienização constante de superfícies
  • Preferência para processos digitais em vez de físicos
  • Distanciamento de 1,5 m entre as pessoas

A prevenção contra a Covid-19 é só uma das questões que envolvem viajar de avião durante a pandemia. Nesse sentido, tire um tempo para tornar sua experiência de voo ainda mais agradável e conveniente: