Home > Dicas de viagem > Viagem na terceira idade: direitos e dicas

Viagem na terceira idade: direitos e dicas

Hoje o assunto é do interesse de todos: viagem na terceira idade! Isso porque, mesmo se jovem, você tem pais, tios e avós que adoram viajar, não é mesmo? Afinal, viver na melhor idade não é mais sinônimo de quietude, muito pelo contrário!

De acordo com o IBGE, a população +60 está crescendo no Brasil e 1 em cada 4 brasileiros terá 65 anos ou mais até 2060. De maneira exata, esse percentual irá representar 58 milhões de pessoas.

Além disso, o Ministério do Turismo divulgou um estudo que mostra que 25% dos brasileiros com mais de 60 anos quer viajar mais. A maioria, quase 60%, prefere destinos domésticos e fazer o roteiro acompanhado.

Então, diante de todos esses dados e realidade, trouxemos um compilado sobre os direitos e dicas para que os idosos embarquem com mais segurança e conforto. Vamos lá?

Mas, antes, veja o nosso passo a passo para ter o seu passaporte e viajar pelo mundo!

Viagem na terceira idade: direitos dos idosos em aeroportos e aviões

De acordo com a lei, os direitos dos passageiros idosos são os mesmos que os outros viajantes, porém, há a inclusão da preferência.

Para a ANAC, os mais velhos estão dentro do grupo de pessoas com necessidade de assistência especial – PNAE. Os PNAEs são “pessoas com deficiência, pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes, lactantes, pessoas acompanhadas por criança de colo, pessoas com mobilidade reduzida ou qualquer pessoa que por alguma condição específica tenha limitação na sua autonomia como passageiro”.

Dessa maneira, esses passageiros têm direito à acessibilidade necessária para o seu conforto e segurança, tanto nos aeroportos quanto nas companhias aéreas. Esse tipo de auxílio é chamado de “assistência especial”.

Leia, abaixo, a resolução 280 da ANAC e entenda melhor a lei sobre viagem na terceira idade:

“Art. 6º O PNAE tem direito aos mesmos serviços que são prestados aos usuários em geral, porém em condições de atendimento prioritário, em todas as fases de sua viagem, inclusive com precedência aos passageiros frequentes, durante a vigência do contrato de transporte aéreo, observadas as suas necessidades especiais de atendimento, incluindo o acesso às informações e às instruções, às instalações aeroportuárias, às aeronaves e aos veículos à disposição dos demais passageiros do transporte aéreo.”

Então, como agir em casos de viagem na terceira idade? Tome nota!

Direitos dos idosos junto às cias. aéreas

  • Assim que efetuar a compra das passagens aéreas, entre em contato com a cia. aérea em questão e solicite informações sobre a assistência para idosos. Cada empresa trabalha de uma maneira, mas todas oferecem condições especiais para esse caso.
  • Sobre o item acima, fique de olho, já que a maioria das companhias precisa de um prazo para preparar o atendimento especial. Então, informe-se o quanto antes!
  • Algumas empresas aéreas oferecem descontos nas passagens aéreas dos acompanhantes de pessoas com necessidades especiais. O responsável deve ser maior de 18 anos e ser capaz de oferecer os cuidados necessários ao idoso. Como esse processo é feito a partir de uma análise, informe-se, também, o quanto antes!

Direitos dos idosos nos aeroportos

  • Nos aeroportos, vá até o balcão da cia. aérea, ou mesmo no atendimento local, e peça auxílio de locomoção. Mesmo que a pessoa não use cadeira de rodas, por exemplo, as distâncias entre os terminais podem ser longas e isso facilita muito a viagem na terceira idade.
  • Muitos aeroportos também oferecem locomoção em carrinhos elétricos. Essa pode ser outra opção!
  • Nas filas de imigração, vá até um agente e pergunte se há como incluir você e a pessoa na prioridade. Esse item não é garantido, mas, geralmente, dá certo!

Veja como fazer check-in on-line ou no aeroporto!

Idosos pagam menos na passagem aérea? Mito ou verdade?

Agora, a pergunta que não quer calar: pessoas com mais de 60 anos pagam menos nas passagens aéreas?

A resposta é não. Não há lei que garante esse benefício. Muitos se confundem porque o artigo 40 do Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003) estabelece a gratuidade em ônibus, trem ou barco para pessoas mais velhas de baixa renda (em trajetos interestaduais).

Porém, o mesmo não se aplica para transportes aéreos. Então, fique atento!

Dicas para a viagem na terceira idade ser mais tranquila!

Agora, abaixo, listamos algumas dicas para que o trajeto de avião e permanência nos aeroportos sejam mais tranquilos para os viajantes idosos. Afinal, viajar sem pressa, sem ter data para voltar é um privilégio merecido!

Tenha acesso à sala VIP

Você não precisa viajar somente de executiva ou primeira classe para ter o conforto da sala VIP aos seus pés! Nelas, você poderá descansar, ter um ambiente agradável, tomar banho, comer, beber e muito mais!

Muitos aeroportos e cias. aéreas oferecem essa comodidade com valores pagos à parte, ou seja, um custo extra além da passagem aérea. Informe-se sobre isso porque, em muitos casos, vale a pena!

Além disso, há como ter passes para esse acesso e eles são aceitos em todo o mundo. Alguns cartões de crédito também oferecem o benefício. Temos um texto sobre o assunto e você poderá tirar todas as dúvidas. Leia aqui.

Upgrade para a classe business

O conforto da classe business, para idosos, é um sonho! Aqui no PI sempre divulgamos bons valores para esse tipo de viagem. Fique de olho e baixe o nosso aplicativo para receber as notificações em tempo real. É de graça!

Porém, outra dica é se informar sobre upgrades junto à cia. aérea. As empresas oferecem esse tipo de serviço somente se houver assentos disponíveis. Faça contato e saiba mais sobre condições e valores.

Solicite menus especiais

Todas as empresas aéreas oferecem menus especiais, sem custo, para viagens longas, como é o caso dos trajetos internacionais que duram mais de 4 horas.

Pelo telefone ou pelo site da companhia, você pode solicitar o menu especial: há opções para diabéticos, intolerantes à lactose, vegetarianos e outros.

Mais uma vez, informe-se com antecedência, já que há um tempo limite para que o pedido seja feito.

Leve a sua própria comida

Em trajetos curtos, ou se mesmo em trajetos longos, você pode levar a sua comida, sem problemas! Mas fique atento às regras:

– Em voos nacionais, geralmente, não há restrições. Fique atento somente aos líquidos e dê preferência para garrafas menores, de até 300 ml. Opte pelos lanches rápidos, como frutas e sanduíches leves.

– Em voos internacionais, no momento do raio-x, você poderá ser barrado se passar com líquidos acima de 100 ml. Então, deixe para comprar água ou suco após esse processo e prefira garrafas de até 300 ml também.

Para comer, use o bom senso e leve alimentos que não contenham cheiros fortes e estraguem durante o trajeto. Muitas viagens internacionais duram mais de 8, 9 horas.

É importante dizer também que, para a sua segurança, sempre haverá a inspeção desse tipo de bagagem.

Faça o seguro viagem

Ter um seguro viagem, seja para viagens internacionais, seja para nacionais (se o idoso não tiver plano de saúde no Brasil) é muito importante!

As seguradoras oferecem serviços especiais para essa faixa etária, o que garante, ainda mais, a tranquilidade da viagem. Saiba mais!

Verifique se todos os remédios estão na bagagem pessoal

Muitos viajantes na terceira idade tomam remédios de uso controlado. Por isso, faça um check-list dos medicamentos que precisam estar em mãos durante o trajeto de avião.

Coloque-os na bagagem de mão, que irá com você abaixo ou acima do assento. Essa será a maneira mais fácil de pegá-los sempre que necessário.

Observação: como pode haver uma inspeção, principalmente em caso de remédios líquidos, é válido levar a receita médica.

Leve itens de hidratação durante o trajeto de avião

O ar das aeronaves é muito seco e a pele dos idosos é mais sensível. Por isso, leve uma água termal, um hidratante de mão e labial e um colírio na bagagem que irá com você.

Isso ajudará a manter o bem-estar e qualidade da viagem. Lembre-se de que, para voos internacionais, só serão aceitos líquidos de até 100 ml por frasco, totalizando, juntos, 1 litro. Esta é só uma das diversas regras para bagagem de mão.

Movimente-se em voos longos

Por fim, a dica é andar no corredor do avião em voos de longa duração. Tanto pessoas mais jovens quanto mais velhas podem e devem seguir essa instrução, já que isso será extremamente importante para a circulação sanguínea do corpo.

Veja mais dicas para viagens em voos longos.

Acompanhe as nossas promoções de passagens aéreas e pacotes de viagem e viaje mais, pagando menos!

Para acompanhar as nossas ofertas, é só seguir a gente nas redes sociais (InstagramFacebook e Twitter) e baixar o nosso aplicativo gratuito. Também estamos no Youtube, com dicas e roteiros completos para as suas próximas viagens!